target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Esconda-se - Lisa Gardner

>>  quarta-feira, 16 de abril de 2014

GARDNER, Lisa. Esconda-se. São Paulo: Editora Novo Conceito, 2013. 400p. (Detetive D. D. Warren, v.2). Título original: Hide.

“Então comecei a correr com Bella, sob as luzes dos postes, nas ruas principais, com o taser na mão e os demônios me perseguindo novamente.” p.290

Eu fiquei fã de verdade da autora depois de ler Sangue na neve, simplesmente amei o livro. E fico triste da série ter sido lançada tão fora da ordem, mas enfim, as tramas são tão boas que valem a pena assim mesmo. Hoje vou falar do segundo volume da série com Esconda-se da Lisa Gardner.

Bobby Dodge foi acordado no meio da noite, o que não era novidade, o estranho era que a ligação era de D. D. Warren, do Departamento de Polícia de Boston, e não de um de seus colegas do Estado. Bobby servira por oito anos como atirador da elite da Equipe Especial de Operações Táticas da Polícia Estadual de Massachusetts, até que um episódio trágico põe fim a sua carreira. Agora ele estava começando como detetive, e não entendia o que D. D. Warren poderia querer.

A cena era funesta, o terreno do antigo hospital psiquiátrico de Mattapan era enorme, inúmeros detetives circulavam entre as árvores naquela madrugada, mas Bobby não tinha ideia do que encontraria. Uma câmera subterrânea, um armário, seis corpos mumificados, corpos de meninas. Crianças que tiveram sua vida extirpada por algum lunático, um crime muito parecido com o de outro lunático que eles conheceram bem.

Mas não podia ser, aquele outro homem estava morto. Morto e enterrado. O envolvimento de Bobby com a vítima ainda lhe causava pesadelos. Cabe a D. D. Warren descobrir quem fez tamanha atrocidade.

Annabelle Mary Granger passou a vida fugindo de um fantasma. Ela era ainda uma criança quando chegou em casa e os pais avisaram que iriam se mudar. Poucas malas e uma saída casual para a vizinhança não desconfiar. Cidade nova, nomes novos, uma vida nova. E assim ela cresceu, de tempos em tempos fugindo com o pai para um novo lugar, sem saber do que fugia, sem saber se  o pai era um lunático ou tinha motivos para agir assim. Ele a treinou; a não falar com estranhos, a como se defender, a quando correr. Ele a educou para poder escapar, para não ser uma vítima. Ela não entendeu, mas aprendeu.

Agora, já uma mulher madura, ela ainda não tem uma vida de verdade. Ela fabrica cortinas por encomenda, mora em um minúsculo apartamento bem protegido e só tem a cadela Bella como companhia. Ela vive assustada, vive olhando por cima do ombro para ver se está sendo seguida. Annabelle nunca foi uma vítima de fato, mas passou a vida inteira tentando não se tornar uma.

Um pingente dado para uma menininha indefesa há anos atrás, coloca Annabelle diretamente envolvida com a cena do crime. Agora ela terá que deixar seus medos de lado, e enfim, tentar desvendar seu passado.

~~~~~~~~

Leitura perfeita! Acho que só não foi um favorito porque Esconda-se está imensamente ligado ao primeiro da série, Alone, que infelizmente não foi lançado ainda no Brasil. A autora cita o livro anterior o tempo todo, inclusive aqui meio que se conta o final do primeiro livro da série. Outro fator interessante é que Bobby e Annabelle são os verdadeiros protagonistas neste volume, D. D Warren é a investigadora responsável, mas ela não tem voz na trama. Para quem não leu as resenhas anteriores, a Editora lançou o quarto da série primeiro, depois o quinto e agora o segundo... #nemFreudexplica

Annabelle roubou a cena, um dos melhores livros sobre perseguição que já li. As cenas são tensas, assustadoras. Não saber se o pai dela era doido varrido, culpado de algo ou realmente um pai que tinha motivos para temer tanto assim a segurança da filha, foi uma jogada de mestre da autora. O leitor fica tão perdido quanto a protagonista, até descobrirmos o que realmente aconteceu no passado. Annabelle e a cadela Belle são os melhores personagens deste volume, eu gostei dela desde o início e torci muito pela moça, a coitada já sofreu tanto, sendo verdade ou não que um maluco a perseguia desde garotinha.

Bobby está sofrendo pelo que aconteceu no passado, passsado este que nós não conhecemos direito porque não lemos o livro anterior (aff!!) e D.D implica com ele pelo que ele fez (explicam um pouco, mas não é a mesma coisa), pelas suas atitudes no presente e com tudo a sua volta. Apesar de ser dura com ele a detetive é realmente jogo duro durante a investigação, ela trabalha dias e dias, sem dormir, sem parar para nada.

Eu achei o finalzinho meio corrido e a forma como tudo se revelou um pouquinho forçado, mas no geral é um livro excelente. Meu favorito ainda continua sendo Sangue na neve, mas se um dia lançarem direito os livros vou reler todos, só para entender todos os personagens corretamente rs. Para os fãs de  thriller policial, Lisa Gardner é presença obrigatória na estante. Leiam!!

Série Detetive D. D. Warren de Lisa Gardner
  1. Alone
  2. Esconda-se (Hide)
  3. The neighbor
  4. Viva para contar (Live to tell)
  5. Sangue na neve (Love you more)
  6. The 7h Month: A detective D. D Warren story
  7. Catch me.
Avaliação (1 a 5):
Comente e participe do Top comentarista de Abril, não se esqueça de preencher diariamente o formulário.

Postar um comentário

Posts Recentes

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO