target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Beije-me antes de morrer - Allison Brennan

>>  terça-feira, 27 de maio de 2014

BRENNAN, Allison. Beije-me antes de morrer. São Paulo: Editora Universo dos Livros, 2012. 400p. (Lucy Kincaid, v.2). Título original: Kiss Me, Kill Me.

“Sean queria dormir na cama de Lucy todas as noites. Queria protegê-la dos perigos reais e imaginários e das lembranças. Queria abraçá-la, fazer amor com ela ou simplesmente ouvir a respiração cadenciada de um sono pacífico. Queria fazê-la sorrir e ouvir seu riso todos os dias de sua vida. Queria mostrar a Lucy o quanto a amava.” p.278

Esta autora é tão boa, eu só queria que a Editora lançasse os livros mais rápido, apesar de cada um deles investigar um crime diferente, a vida pessoal dos protagonistas fica em aberto e eu já queria o próximo aqui na estante. Em uma combinação de crimes cruéis e um romance arrebatador conheça Beije-me antes de morrer da Allison Brennan.

Em Se eu morrer antes de você conhecemos Lucy Kincaid, uma mulher fragilizada por um passado onde foi terrivelmente abusada, mas que sonha em deixar isso para trás e abraçar uma carreira, o sonho de Lucy é se tornar uma agente do FBI. Para isso ela se formou em Psicologia e Ciência da computação, fez estágio no Senado, no Departamento de Polícia e no Instituto Médico Legal. Ela também trabalhou como voluntária no PMC – Prioridade para mulheres e crianças -, perseguindo pedófilos e outros criminosos virtualmente. Um problema em seu trabalho, acabou aproximando Lucy do investigador particular Sean Rogan.

Esta resenha não contém spoilers sobre a parte investigativa do livro anterior da série, mas falará sobre a vida pessoal da protagonista. :)

As raves cada vez fazem mais sucesso nas grandes cidades, principalmente perto das Universidades. As festas clandestinas são organizadas em prédios abandonados, e divulgadas rapidamente no boca a boca. Em Nova York, duas adolescentes curtem a balada regada a muita bebida, drogas e sexo casual. O que elas não sabiam, é que eram alvo de um assassino.

O serial killer ficou conhecido como Estrangulador de Cinderelas, e aproveita-se do caos das festas para matar suas vítimas sem testemunhas, abandonando o corpo em algum lugar deserto. Não existem provas de abuso sexual, a maioria delas havia praticado sexo, provavelmente consensual, durante as festas. Ele leva consigo um dos sapatos da vítima, até agora três garotas foram assassinadas.

A agente do FBI Suzanne Madeaux é a encarregada do caso, ela precisa conseguir alguma pista sobre o assassino. Até agora o cenário é assustador, poucas evidências, muitas dúvidas, nenhuma grande pista, nenhum suspeito. Paralelamente, o detetive particular Sean Rogan foi contratado para encontrar uma adolescente, Kristen Benton, uma prima distante que estava desaparecida há cinco dias.

Para encontrar a garota, Sean conta com a ajuda da namorada, Lucy Kincaid.  Ela faz de tudo para ajudar qualquer investigação e impedir que outras mulheres inocentes sofram o mesmo destino do qual ela escapou no passado. Ao mesmo tempo que tenta ajudar na investigação, Lucy está insegura, ela não tem uma carreira, não é uma profissional. É apenas uma mulher com ótimos instintos que luta por um sonho e não deseja perder o namorado. Pela primeira vez em muito tempo Lucy está feliz, mas ela sabe o quanto esta felicidade é frágil.

~~~~~~~~~

A autora têm muitos livros lançados, e é uma pena que tão poucos já tenham chegado ao Brasil. Tem até um livro anterior que conta a história de Lucy adolescente, de quando ela foi sequestrada e abusada. Queria muito ler os outros, mas espero que pelo menos eles continuem lançando esta série, e que não demorem tanto entre um livro e outro. A capa deste volume é terrível, não tem nada haver com a história; o título também muda totalmente o sentido do título original, mas a capa realmente me irritou rs.

Lucy é uma ótima personagem, assim como Sean, a narrativa em terceira pessoa se alterna principalmente entre os dois, mas alguns personagens também ganham voz. Lucy é frágil, pode desmoronar a qualquer momento, e é bonito de se ver a sua luta para superar o passado e seguir em frente. Sean era um mulherengo, mas agora precisa provar que quer estar com Lucy, e precisa ter cuidado para não declarar seu amor muito cedo e afastá-la. Quem não está nada feliz com o relacionamento é Patrick, irmão mais velho da moça e sócio de Sean. A agente Suzanne reluta em aceitar a ajuda de dois civis, mas aparentemente, eles são melhores nisso do que o FBI. :P

Eu gostei demais da solução do caso, desta vez eu nem desconfiei de quem seria o assassino e adoro quando isso acontece. A evolução da historia foi ótima, praticamente devorei o livro até chegar ao final.

O romance entre o casal também se fortalece, e neste volume temos muitas cenas sensuais entre os dois, e claro, Sean é tudo de bom. Gosto da mistura, crimes sanguinolentos e cenas de paixão entre o casal, me lembra um pouco da dinâmica na série Mortal.

Acho Lucy bem fodona em tudo que faz, apesar de sua insegurança. Ela é boa em criar perfis, em descobrir tudo pelo computador, ajudando o legista, ela é um pouco boa demais nessas coisas para falar a verdade rs. Eu adorei a leitura e estou curiosa para saber mais sobre o casal. Torço muito por eles. Eu super indico a série, leiam!!

Série Lucy Kincaid da Allison Brennan
  1. Se eu morrer antes de você (Love me to death)
  2. Beije-me antes de morrer (Kiss me, kill me) 
  3. If a should die (os demais ainda não lançados no Brasil)
  4. Silenced
  5. Stalked
  6. Stolen
  7. Cold snap
  8. Dead heat.

Avaliação (1 a 5):
Comente, preencha o formulário e concorra ao Kit Top Comentarista do mês de maio!

Postar um comentário

Posts Recentes

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO