target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Sombras de um crime - Val McDermid

>>  quarta-feira, 11 de junho de 2014

MCDERMID, Val. Sombras de um crime. Rio de Janeiro: Editora Bertrand, 2011. 504p. Título original: Killing the shadows.

“Para fazer com que a punição esteja à altura do crime, preciso conhecer bem o crime, e agora terminei minha lista. Classifiquei-os segundo a facilidade com que penso que conseguirei matá-los, e foi assim que escolhi meus candidatos à execução:
Drew Shand
Jane Elias
Georgia Lester
Kit Martin
Enya Flannery
Jonathan Lewis
Agora, tudo o que preciso fazer é descobrir como capturá-los.
Eles me colocaram nessa jaula. Só que deveriam saber que animais enjaulados se tornam perigosos.
Foram eles que provocaram isso.” p. 56

Fiquei fã da autora depois de ler O canto das sereias, obviamente, agora quero todos os seus livros na estante. Seus suspenses pegam pesado nas cenas de assassinatos, a autora tem sangue frio para construir cenas chocantes, ao mesmo tempo em que nos presenteia com personagens imperfeitamente interessantes. Hoje vou contar para vocês o que achei sobre Sombras de um crime da Val McDermid.

A psicóloga Fiona Cameron nunca se recuperou do assassinato da irmã, violentada e morta no campus da Universidade. Mesmo tantos anos depois, o fantasma de Lesley norteia suas decisões. Foi assim que ela decidiu dedicar-se ao máximo para ajudar a polícia a capturar criminosos e mantê-los presos. Ela tentaria evitar que outras vítimas sofressem o mesmo destino da irmã.

Sua relação com a polícia encerrou-se quando a Scotland Yard resolveu ignorar seus conselhos e contratar outro psicólogo, prendendo o cara errado e destruindo uma investigação. Nem mesmo seu melhor amigo, o policial Steve Preston, poderia convencê-la a voltar atrás. Steve foi o bode expiatório pela prisão de Francis Blake, considerado inocente após meses na prisão. Deixando o caso de lado, ela resolve ajudar a polícia espanhola a capturar um serial killer que assusta uma pequena cidade turística. O Major Salvador Berrocal, está disposto a seguir todos os conselhos de Fiona para prender o assassino que aterroriza a pequena Toledo.

Ao seu lado, está o namorado Kit Martin, um famoso autor de suspense. Ele trabalha em seu livro enquanto ela dedica-se à investigação, os dois estão sempre juntos, Fiona o deixa sozinho em seu caos para escrever, ele respeita seus momentos reflexivos. Paralelamente, um crime grotesco coloca todos os instintos de Fiona em alerta.  O escritor Drew Shand é assassinado de forma perversa, o assassino o matou imitando uma cena famosa de um dos seus livros, livro este que foi adaptado ao cinema.

Fiona tenta deixar a história de lado, sabe que o passado a faz excessivamente temerosa. Mas ela teme que este seja só o primeiro de muitos crimes, e pior, teme que o namorado possa ser uma vítima em potencial. Ela precisa usar toda sua inteligência para encontrar o assassino, e o mais importante, salvar a vida do homem que ama.

~~~~~~~~~

Inicialmente amei tudo, o enredo, os personagens, a forma como os crimes iam acontecendo e a narrativa em terceira pessoa, que se alterna entre vários personagens. Foram praticamente três casos paralelos sendo investigados: O assassino na Espanha com Fiona ajudando a polícia, Steve tentando achar o verdadeiro culpado pelo estupro e assassinato de uma mulher e o caso do escritor assassinado. Você demora a perceber qual será a linha principal, a autora soube muito bem jogar com ambas as situações.

Interessante que o livro começa com outro assassinato e policiais analisando a cena encontrada. Só depois vamos perceber que era a cena de um livro, o livro do autor assassinado da mesma maneira descrita nas páginas de seu livro. Achei estas cenas incríveis, e que a autora tem muito sangue frio para criar um serial killer que mata um escritor de suspense, vai que um maluco leva a ideia dela a sério?

O que eu não amei tanto assim foi a relação de Fiona e Kit, e os desdobramentos da investigação em busca do serial killer. Achei o relacionamento dos dois muito forçado, era até repetitivo o tanto que eles eram perfeitos juntos. As cenas românticas, os diálogos, foram escritas para o leitor temer pela vida de Kit e as consequências disso na vida de Fiona, mas achei redundante e cansativo. Não gostei também da forma como ela correu sozinha atrás do assassino, enquanto a polícia não acreditava no que ela dizia, aquela coisa toda da protagonista resolvendo tudo sozinha é tão clichê. E, a motivação do assassino, foi bem forçada. Não posso explicar, mas eu não gostei do motivo que ele deu para escolher as vítimas, é meio viajado rs.

Mas enfim, eu adorei o livro e foi uma leitura que me prendeu até a última linha. A autora escreve bem, e cria policiais mais densos e mais pesados, com assassinatos sanguinolentos e bem assustadores. Acho que eu amei tanto O canto das sereias que foi impossível não comparar, se não fosse isso, ele teria uma nota mais alta.

Este é um livro individual, para quem não gosta de começar muitas séries é uma ótima pedida. Eu quero logo outro livro da autora, leiam!!


Avaliação (1 a 5): 3,5
Comente e concorra ao Kit Top Comentarista de Junho preenchendo o formulário!

Postar um comentário

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO