target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

As batidas perdidas do coração - Bianca Briones

>>  terça-feira, 4 de novembro de 2014

BRIONES, Bianca. As batidas perdidas do coração. São Paulo: Editora Verus, 2014.  406 p.(Batidas perdidas, v.1).

“-Meu pai dizia que, quando descobrimos que estamos apaixonados, o coração fica tão assustado que pula um batimento, como se estivesse se preparando para todas as variações de velocidade que vai ter que enfrentar a partir daí. É o que ele chamava de “batidas perdidas do coração”. Segundo ele, o coração nunca recupera o ritmo correto até se encontrar no peito de outra pessoa.” p.118-119

Anos atrás li alguns capítulos da história que deu origem a este livro no blog da autora, embora fosse muito diferente do livro, era um relacionamento mais online... ou será que estou errada? Minha memória é horrível e faz tempo. Enfim, já existia um carinho pelos protagonistas e como adoro new adult, estava curiosa. E hoje conto para vocês o que achei sobre As batidas perdidas do coração da Bianca Briones.

Viviane Villa, 18 anos, acaba de perder o pai depois de sua luta contra o câncer. Ela se tornou adulta muito rápido, acreditou nas palavras do pai, de que tudo ficaria bem e lhe acompanhou em todas as sessões de quimioterapia, ficou ao seu lado até o final. Sua mãe afastou-se de tudo, e agora, passava os dias trancada no quarto com depressão. Era só ela e o irmão mais novo, Rodrigo. Sua família era muito unida e os avós faziam questão de zelar pelo bem dos dois. Mas nada pode consertar o buraco deixado pela perda do pai, apesar disso, Viviane tenta seguir em frente. Seu namoro com César também está estremecido, depois de três anos juntos ela percebe que tudo mudou.

Rafael Ferraz teve o pai assassinado há 4 anos, e de lá para cá sua vida saiu dos eixos. Abandonou a faculdade de administração, se envolveu com bebidas e drogas, não se importava com nada. A irmã era a única que conseguia se aproximar, até que mais uma tragédia leva o resto da sanidade do rapaz. Um acidente de carro mata quatro pessoas de sua família,  entre eles, sua amada irmã. Todos mortos, culpa de um delinquente filhinho de papai, um menino rico que nunca iria pagar pelo crime que cometeu. Ele odiava gente rica e mimada.

Eles eram opostos, pertenciam a classes sociais diferentes e não tinham nada em comum. Ela a menina rica e certinha, a filha amada de uma família grande e protetora. Ele o bad boy, o barman gostosão que levava mulheres aleatórias para a cama. Mas tinham algo em comum, os dois sofriam a dor da perda inexplicável, ambos estavam desconsolados. Isso e uma atração irresistível aproxima o casal, ela quer desesperadamente encontrar seu caminho, ele queria apenas uma razão para viver.

~~~~~~~

Um daqueles livros que deixa o leitor com um sorriso no rosto e lágrimas nos olhos, narrativa envolvente, personagens excelentes, cenas sensuais de muito bom gosto e romance fofo com direito a drama, muito drama. Durante toda a leitura achei o estilo bem parecido com a Abbi Glines, romance arrebatador + personagens sofredoressss e drama até dizer chega. E para mim a Bianca escreve melhor que a Abbi, personagens melhores, diálogos mais interessantes e sem exageros na parte sexual.

A leitura foi uma montanha russa de emoções e foi difícil avaliar, o livro oscilou entre 3 e 5 desde o início, começa meio devagar e lá para a metade eu estava amando -tanto que li do meio para frente em uma sentada-, porém esperava mais do final. O clichê é normal nesse gênero, aquela coisa toda de menina rica X menino bad boy, a paixão mais rápida que miojo, o cara gostosão e pegador X a menina inocente e etc. Não me importo com os clichês, principalmente porque o envolvimento do Raphael com drogas muda a dinâmica.

Achei o drama excessivo, muita tragédia para pouco personagem. Na verdade a tragédia toda já havia acontecido no início, o drama que une dois protagonistas tão diferentes, mas algo que acontece depois achei desnecessário. Difícil explicar sem contar spoilers, quem já leu vai entender melhor. Daí em diante os desdobramentos me irritaram e mesmo o final sendo dentro do esperado, senti falta de um epílogo. Um “anos depois’ fecharia com chave de outro. Outra coisa que não comprei totalmente foi o comportamento de vários personagens secundários, a parte rica do livro, ou seja, a família e amigos da Viviane, são bonzinhos demais, é surreal. No início todos se revoltam com a menina namorando um cara que é sinônimo de perigo, mas depois todo mundo é tão gente boa que não me convenceu rs.

Falando sobre os protagonistas, eu amei o Rafael!! Eu sempre digo que muitas autoras não sabem fazer protagonistas masculinos, mas este não é o caso aqui, a Bianca mata a pau nesse quesito. Ele pensa como homem, age como homem, é muito amor por ele PORRA! Desculpem, só quem já leu vai entender. ^^

“E agora, enquanto ela ressona baixinho, sou o cara mais feliz do mundo. Sexualmente frustrado e com uma puta dor no saco, mas feliz.” p.184

“Puxo seu rosto e a beijo com tesão. A delicadeza foi parar na casa do caralho.” p.200

Viviane não fica atrás, ela é madura para a idade, o que eu gostei, e não é fresca ou indecisa. Ele chama ela vai, ele pergunta, ela responde, não gosta e fala. Sei que parece básico, mas acostumada que somos com as protagonistas mimizentas, é uma alegria encontrar alguém com um cérebro funcional hehe. E Rodrigo, aiiii gente, ele é muito divertido e boa praça. Eu queria um irmão assim, muito amor por ele. A autora confirmou que teremos livro do Bernardo (primo da Vivi) e do Rodrigo, então retiro minha reclamação sobre a falta do epílogo, não precisa mais. \o

Outra coisa do cara... Rafa acabou com meu bom palavreado... Outra coisa interessante foi a forma como o vício em entorpecentes foi abordado, as cenas foram impressionantes e, sinceramente, Viviane é uma pessoa muito boa, se fosse eu estaria correndo para bem longe até agora. :P  Não é um assunto que eu conheça muito, mesmo nos livros, e gostei da abordagem realista.

Gente, isso ficou gigante. Para os fãs de NA que curtem um romance mais dramático a leitura é mais do que indicada, mesmo eu não tendo amado foi uma ótima leitura e espero ler outros livros da autora. Edição arrasando também, amei a capa. Leiam!!

Série Batidas perdidas da Bianca Briones
  1. As batidas perdidas do coração - Viviane e Rafa
  2. O descompasso infinito do coração - Clara e Bernardo
  3. A escolha perfeita do coração - Viviane e Rafa 
  4. O desapego rebelde do coração - Branca
Avaliação (1 a 5):

Postar um comentário

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO