target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Até você ser minha - Samantha Hayes

>>  terça-feira, 17 de novembro de 2015

HAYES, Samantha. Até você ser minha. Rio de Janeiro: Editora Intrínseca, 2015. 336p. Título original: Until you’re mine.

"Eu sempre quis um bebê, mesmo quando era pequena e não sabia de onde eles vinham. Tem sido uma dor contínua, bem no fundo da minha alma, desde que consigo me lembrar — uma doença, um desejo maligno rastejando pelo meu corpo, serpeando em torno das veias, retorcendo-se ao longo de bilhões de caminhos nervosos, envolvendo o cérebro numa vontade enevoada de hormônios. Tudo o que eu queria era ser mãe.
Uma menininha. Isso é pedir demais?" p.9

Um gênero que vem crescendo no mercado depois do estrondoso sucesso de Garota exemplar é o thriller psicológico/suspense. Sempre gostei do gênero e adoro quando vejo novos lançamentos, hoje conto para vocês o que achei de Até você ser minha da Samantha Hayes.

Claudia Morgan-Brown está prestes a realizar o sonho de sua vida, ser mãe. No passado ela teve abortos e bebês natimortos, mas agora tudo está dando certo. Ela é casada com o amor da sua vida, James, um oficial da marinha que infelizmente passa boa parte do ano fora de casa em missões. Cláudia fica muito tempo sozinha, cuidando dos dois filhos gêmeos do marido, seus enteados Oscar e Noah de 4 anos. Apesar da família ser bastante rica, ela não quer largar seu emprego como assistente social. Com o parto se aproximando, e James prestes a partir novamente, eles decidem contratar uma babá.

Zoe Harper precisa desesperadamente desse emprego, logo na entrevista já conquista os gêmeos e se muda para a casa. Porém, Claudia não confia totalmente na moça e, embora se sinta uma tola, fica tentando descobrir se existe realmente algo de errado.

"Na pia, havia um martelo e uma faca de cozinha. A faca fazia parte de um conjunto da cozinha do apartamento. Ambos estavam ensanguentados. A torneira da banheira pingava a cada dois segundos, formando um visível rio branco numa das extremidades da banheira de plástico suja de sangue. A mulher deitada nela estava seminua. A tampa permanecia no ralo. O bebê estava azul e sem vida, e a delicada pele, manchada. Machucados com a forma de dedos decoravam seus ombros, do momento, ela supôs, em que aquilo fora puxado do ventre.
Lorraine deteve-se. Aquilo?, pensou. É um menino, repreendeu-se internamente. Um bebezinho." p.30

Os investigadores Lorraine Fisher e Adam Scott estão trabalhando juntos em um novo e terrível caso de assassinato. Uma mulher grávida foi brutalmente assassinada. Ambos dedicam-se totalmente ao trabalho, deixando de lado o fato de serem marido e mulher, e os crescentes problemas no casamento. Suas duas filhas adolescentes Grace e Stella se sentem deixadas de lado.

Crimes e mentiras, até onde alguém é capaz de ir para conseguir aquilo que mais deseja?

~~~~~~

Me surpreendeu! Eu fiquei muito tensa durante a leitura, uma grávida completamente acessível e indefesa, e a suspeita de alguém perturbado querer fazer algo contra ela. O clima segue tenso até o final, onde uma reviravolta muda tudo o que você achou que tinha entendido. Gostei muito da narrativa da autora, estou ansiosa para conhecer outros trabalhos dela, adorei os personagens e o enredo.

Falando nos personagens, o livro é narrado em primeira pessoa pela Claudia, alternando com a Zoe e em terceira pessoa pelos investigadores. Cada um deles têm seus problemas familiares e um ponto onde tudo se liga, algo que vamos descobrindo aos poucos. Gostei muito dos personagens, roí as unhas, torci muito, fui trouxa... Adorei a surpresa rs.

Para mim tiveram apenas dois problemas, no desenvolvimento e na conclusão. O desenvolvimento tem algumas partes meio confusas, algumas cenas que parecem repetitivas e desnecessárias. Depois de terminar, eu vi que muito disso foi o artifício que a autora usou para chegar ao desfecho, mas pode desanimar o leitor no meio do caminho. O final é bombástico! E tem um epílogo FODÁSTICO! Mas ele pega apenas uma parte dos acontecimentos, ficaram muitos pontos em abertos, muita coisa que eu gostaria de saber. A reação de um personagem não podia ter ficado de fora, só quem leu vai entender, mas não me conformo de não mostrar isso rs. O livro é o primeiro de uma série focada na investigadora Fisher, mas normalmente esse tipo de livro é bem independente, não acredito que vão citar algo que ficou faltando aqui. É esperar para ver.

Apesar de não ter gostado dessas duas coisas, eu fiquei pasma com o que a autora conseguiu fazer, depois de SABER, eu vi que fazia TODO O SENTIDO e fiquei tipo ahhh, teve isso e isso que não dava mesmo para entender, agora ok! Mas boiei total e adorei as reviravoltas.

Para quem curte uma leitura diferente, mais tensa, com personagens assustadores que precisam urgente de uma super dose de gadernal, esse livro surpreende e vai mexer com a cabeça do leitor. Leiam! Sério, leiam mesmo! ^^

Série DCI Lorraine Fisher da Samantha Hayes
  1. Até você ser minha (Until you’re mine)
  2. What You Left Behind (os demais ainda não lançados no Brasil)
  3. You Belong To Me.
Avaliação (1 a 5):

Comente, preencha o formulário, e concorra ao Kit Top Comentarista de novembro!

Postar um comentário

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO