target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Namorado de aluguel - Kasie West

>>  segunda-feira, 23 de maio de 2016


WEST, Kasie. Namorado de aluguel. São Paulo: Editora Verus, 2016. 252p. Título original: The fill-in boyfriend.

“- Não faça isso, a menos que seja de verdade – cochichei a centímetros de seus lábios. Era para ser uma piada, mas minha voz saiu ofegante e séria.
Ele parou imediatamente, e a preocupação substituiu o desejo. Então ele virou minha cabeça e beijou meu rosto. Senti decepção e alívio ao mesmo tempo. Balancei a cabeça e lembrei o que estávamos fazendo de verdade.” p.94

Da autora já li Encruzilhada, um YA diferente que curti muito. Já iria querer ler por gostar da Kasie West, mas essa capa sozinha colocaria o livro na minha estante. Confiram o que achei de Namorado de aluguel.

Gia Montgomery é uma das populares na escola, líder de sua turma, sempre preocupada com sua imagem nas redes sociais e com o que as amigas pensam dela. Seu posto de líder do grupinho da escola, parece ameaçado ultimamente, Jules, a quarta integrante da turma, faz de tudo para tirá-la de cena e roubar suas duas melhores amigas. Tudo começou com seu namoro com Bradley, um universitário que conheceu ao visitar o campus da faculdade do irmão, e que ninguém conhece pessoalmente. Ele é lindo, inteligente, mais velho. E pelo olhar de dúvida das amigas, fruto de sua imaginação. Mas hoje seria a noite do baile, onde todos iriam conhece-lo e tudo isso iria terminar... Até que Bradley termina com Gia na entrada do baile, e vai embora. 

Desesperada, pensa no que fazer. O que você faria em uma situação assim?
1 – Iria embora correndo antes que alguém te visse sozinha.
2 – entraria de cabeça erguida e explicaria a situação para as amigas.
3 – inventaria uma desculpa, que ninguém iria engolir, para ele não ter ido hoje.
4 – Recrutaria um desconhecido no estacionamento, um garoto que estava esperando a irmã, para ser seu namorado de mentira, apenas por uma noite.

Dias depois ela não consegue tirar o “Dublê de Bradley” da cabeça, não sabe nem o nome dele, apenas que sua irmã mais nova estuda em sua escola. E é aí que Gia começa aos poucos a perceber muito sobre si mesma. A forma como nunca deu atenção a outros estudantes menos populares, como suas amigas podem ser cruéis e sua família aparentemente perfeita, é apenas superficial. Então resolve procurar por ele, afinal deve um favor ao garoto desconhecido. E a irmã dele, que odeia Gia, tem a solução perfeita; quer que Gia acompanhe o irmão até a festa de formatura da ex-namorada, que partiu o coração dele.

Uma teia de mentiras e muita confusão, a busca pelo amor e por auto conhecimento, em uma história fofa e romântica.

~~~~~~~

Leitura leve e divertida. É fofo, romântico, daqueles livros que você devora doida para saber o final, torce pelo mocinho e quer estrangular a mocinha lesada. Pois é, Gia é superficial, egoísta e vive para as aparências. A menina é chatinha no começo, mas o livro é principalmente uma história de autoconhecimento e amadurecimento, então foi legal ver a forma como Gia cresceu e foi mudando, no final eu já gostava muito dela.

O mocinho é totalmente fofo! Cavalheiro, educado, doce, sempre disposto a ajudar e a cuidar dela. Com o coração partido pela ex-namorada, tenta se recuperar, e entrar nas confusões de Gia é a forma perfeita para esquecer. Pelo menos é o que parece inicialmente.

O livro é fininho, tudo acontece bem rápido. Só não gostei mais, porque achei tudo muito corrido, o final em si é muito aberto. Faltou umas 50 páginas para me deixar satisfeita. Mas a leitura é ótima para quem curte esse tipo de livro.

Gostei da forma como a autora abordou o preconceito social e os problemas de Gia. Ela não teve que cair do cavalo para começar a perceber que era uma pessoa não muito legal. As poucos foi enxergando seus problemas e tentando melhorar. Foi uma ótima lição de amadurecimento. Se você quer ser uma pessoa melhor, tente, mude.

Os outros personagens foram pouco explorados. Jules era uma vilã sem causa, ela era má, mesquinha, e Gia só tentava melhorar as coisas, não ser descoberta. Estranho a forma como não confiou em sua melhor amiga e insistiu em continuar mentindo para todo mundo. Eu sabia que ia dar merda, e fiquei só esperando o drama rs.  Ódio da tal Jules, menininha nojenta. Hayden, o falso Bradley, é fofo demais. Queria muito mais sobre ele e sua família tão legal.

Enfim, para quem gosta de livros fofos e divertidos é uma boa pedida. Leiam!

Adicione ao seu Skoob!

Avaliação (1 a 5): 3,5

Comente, preencha o formulário, e concorra ao Kit Top Comentarista de maio.

Postar um comentário

Posts Recentes

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO