target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

O oráculo oculto - Rick Riordan

>>  segunda-feira, 1 de agosto de 2016

RIORDAN, Rick. O oráculo oculto. Rio de Janeiro: Editora Intrínseca, 2016. 320p. (As provações de Apolo, v.1) Título original: The hidden oracle.

“- Eu...hã. Bem, normalmente é óbvio. Dou de cara com eles sem querer. É por isso que quero ir para o Upper East Side. Meu novo mestre vai convocar meus serviços e...
- Sou Meg McCaffrey! – Ela fez uma careta. – E convoco seus serviços!
Um trovão ribombou no céu cinza. O som ecoou pelos desfiladeiros da cidade com uma gargalhada divina.
...                              
- Então essa é a minha primeira ordem! Vamos encontrar esse cara que vai nos levar a esse tal acampamento!
Dei um suspiro infeliz. Seria uma servidão muito longa.
- Como você desejar – falei. – Vamos procurar Percy Jackson.” p.22

E o Tio Rick está com série nova no pedaço. Mitologia grega, aventura, confusão, tudo o que já conhecemos. Eu não enjoo, adoro todos os livros. E esse tem um diferencial, quando um Deus se torna um adolescente humano, muita loucura irá acontecer. Confira o que achei do primeiro volume da série As provações de Apolo com O oráculo oculto do Rick Riordan.

Apolo fez muita besteira durante a guerra de Gaia, e acabou sendo o responsável pelo sumiço de Delfos, e consequentemente, pelo fim das profecias para os semi-Deuses. Irado, Zeus resolve castigar o filho, transformando-o em um adolescente humano. E assim, Apolo é expulso do Olimpo e vai parar na Terra, mais precisamente me Nova York, na pele do adolescente Lester Papadopoulos. E, ainda por cima, um adolescente cheio de espinhas e com barriguinha! Inconformado, sem seus poderes, Apolo precisa descobrir como sobreviver no mundo moderno e como conquistar o perdão de Zeus, para então retornar ao Olimpo em toda sua beleza e glória.

Ele logo conhece Meg McCaffrey, uma semideusa sem teto e desconhecida. Ele resolve leva-la ao Acampamento Meio Sangue, tem certeza que lá irá ser cuidado, adulado, tratado... como um Deus. Para chegar até lá pretende pedir ajuda a ninguém menos do que Percy Jackson. Porém, Apolo tem muitos inimigos, entre eles: monstros, deuses e mortais.

No acampamento eles encontram mais problemas. Vários semideuses estão desaparecidos, e sem o oráculo de Delfos, ninguém pode sair em missão. Afinal, todo herói precisa de uma profecia. Caberá a Apolo solucionar os problemas, enfrentar perigos mortais, encontrar o oráculo e tudo isso sem bagunçar o seu lindo cabelo.

~~~~~~~

Adorei! Da aparição dos personagens antigos, até as confusões de Apolo e dos novos semideuses. Encontramos tudo que já esperávamos. Muito humor, tiradas engraçadas, uma batalha contra o mal e uma ameaça que pode destruir o mundo, como sempre. De novidade, temos Apolo, e suas muitas loucuras hilárias. Meg também é bem maluquinha, o mistério em torno da personagem foi fácil de matar, mas interessante mesmo assim. Foi legal rever Percy Jackson, que participa um pouco da trama, enquanto outros personagens queridinhos só foram rapidamente citados (Grover, Annabeth, Jason, Piper, etc). 

Apolo é irritante, mas é uma comédia! Um Deus narcisista e muito egocêntrico, foi engraçado ver como ele achava que tudo girava em torno dele, mas aos poucos vai acordando e tentando melhorar. Ele faz amigos, se preocupa com eles, se arrepende de seu passado e busca redenção. A narrativa em primeira pessoa foi ótima, eu ri muito das loucuras de Apolo e seus comentários sarcásticos. Outra coisa divertida foram os haicais nos inícios dos capítulos, que já apareceram antes na série Percy Jackson

Tem fatos memoráveis e divertidos. Os dons de Apolo, a relação dele com seus filhos semideuses (Will, Kayla e Austin), seu desespero por ter perdido seus poderes quando mais precisa. Se recusando a usar um arco ou a tocar música, até que voltasse a ser um Deus. Nico também aparece bastante, adorei o mote em torno dele. Temos novos personagens, Harley (uma criança filha de Hefesto), um fofo e dos que mais gostei. Ele está tentando inventar um aparelho que consiga localizar Leo Valdez (um mistério deixado pela saga anterior). Aparece um semideus brasileiro também, Paulo (filho de Hebe, a deusa da juventude).

O enredo em si, a trama do mau e como eles irão combater isso, não achei tão legal. Não foi ruim, mas o mote foi mais fraco do que em outros livros do autor. Apolo resolve tudo muito fácil, certas cenas poderiam ser mais dramáticas. Meg também merecia uma narrativa, vamos ver como será o segundo livro.

A série é fofa e claro que eu indico. Para quem curte o autor, seus livros são sempre gostosos e divertidos. Leiam!

Adicione ao seu Skoob!

Série As provações de Apolo do Rick Riordan
  1. O oráculo oculto (The hidden oracle)
  2. The dark prophecy (Ainda não lançado no Brasil).


Avaliação (1 a 5):

Comente, preencha o formulário, e concorra ao Kit Top comentarista de agosto!

Postar um comentário

Posts Recentes

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO