target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

As lembranças de Alice - Liane Moriarty

>>  terça-feira, 27 de setembro de 2016

MORIARTY, Liane. As lembranças de Alice. São Paulo: Editora Leya, 2013. 376p. Título original: What Alice forgot.

“Alice experimentou este novo fato em sua mente: Minha mãe casada com o pai do meu marido.
Era um fato tão inesquecível quanto ‘Eu tenho três filhos e meu marido, que eu adoro, foi embora de nossa casa’, mas ela de alguma forma esquecera.” p.90

Uma pitada de suspense + uma situação inusitada e angustiante. Romances misteriosos, inteligentes e com um aguçado senso de humor são a principal característica da australiana Liane Moriarty. Depois do fantástico Pequenas grandes mentiras e do intrigante O segredo do meu marido, encontrei mais um livro da autora lançado no Brasil que eu desconhecia. E com a ajuda do Clube das Chocólatras, fui conferir o que me esperava em As lembranças de Alice.

Ninguém poderia imaginar, era bizarro e inacreditável demais. Mas aconteceu. Passado e presente, duas histórias, uma mesma mulher. Alice Love tem 29 anos e é uma jovem recém-casada, completamente apaixonada pelo marido, Nick, e encantada com sua nova vida. Alice está grávida do primeiro filho, a quem chamam carinhosamente de Uvinha.

Ao menos isso é tudo o que ela se lembra! Alice tem uma queda feia na academia, ao acordar, não consegue se lembrar dos últimos dez anos de sua vida. Ela acha que está grávida do primeiro filho e em vez disso, o espelho lhe mostra o reflexo de uma mulher prestes a fazer quarenta anos. E tudo está errado, muito errado! Alice tem três filhos que não reconhece... Madison, a mais velha de 9 anos, Tom com 7 e a caçula Olivia com apenas 5. Sua irmã mais velha, Elizabeth, que ela adorava, parece uma estranha e,  isso não pode ser verdade, ela e Nick estão se divorciando.

O problema é que ela esqueceu tudo, não sabe nada sobre as três crianças que a chamam de mãe. Não faz ideia do motivo pelo qual o marido a olha com ódio, marido pelo qual ela é completamente apaixonada. E não reconhece a mulher em quem se transformou. Uma dona de casa modelo, uma mãe envolvida com todas as atividades do colégio, viciada em exercícios e que segue uma dieta!

Agora, ela vai precisar reconstruir um novo e estranho futuro, enquanto tenta recuperar as suas memórias e quem sabe mudar novamente sua vida.

~~~~~~

Tocante e admirável. Estou louca para ler todos os livros da Liane, sua narrativa é deliciosa. Ela constrói protagonistas incríveis, eu queria pegar Alice e colocar em um potinho para protege-la. Ao mesmo tempo roía as unhas louca para saber o que tinha acontecido nesse tempo, como o casamento podia ter acabado desse jeito. E um lado meu ficou horrorizada com a coisa toda. Imagina você ter três crianças pequenas e que precisam de atenção o tempo todo, sendo que você não se lembra delas! Senhor!

O leitor está tão perdido quanto Alice. Ela alterna momentos do passado e do presente. Aí você acompanha Alice e Nick no início do casamento, alegres e parecendo perfeitos um para o outro. Depois no futuro eles se odeiam, e eu fiquei o tempo todo tentando desvendar o que tinha acontecido. Uma traição? Um inferno familiar? Porque, gente, que pestinhas de crianças kk. Mesmo Olivia sendo uma fofa e Tom muito inteligente e perspicaz. Madison era a mais chatinha na verdade rs. E como Alice era mãe em tempo integral, tudo envolvia as crianças e a escola. Todas aquelas mães loucas, aquelas competições todas de mãe modelo e fofocas de cidade pequena, um circo completo. E ainda tinha um cara novo no pedaço, Dominic, com quem, aparentemente, Alice estava saindo.

A narrativa se alterna entre Alice no passado e no presente, e os diários de Elizabeth. A irmã mais velha da Alice rouba várias cenas, outra personagem que amei! Ela é muito sofrida, eu morri de dó de tudo o que aconteceu com ela, das inúmeras tentativas infrutíferas de ter um filho. Estava desesperada por um final feliz para a personagem. 

Os personagens são todos muito bem construídos. Cada um tem suas qualidades e defeitos, sua complexidade. Até as crianças são bem exploradas. Ela consegue fazer com que o leitor sinta um apego enorme por eles. Eu queria protegê-los, queria que tudo fosse como no passado e que todos fossem felizes para sempre. E a autora tem um senso de humor incrível. No meio dessa loucura toda, ela me aparece com uma avó hilária, a Franny, que tem um blog e escreve sobre a vida da família toda por lá. Os textos, os comentários no post, uma comédia. Temos Barb,  a mãe que ficou viúva muito cedo e agora se transformou ao se casar com Roger, o pai do Nick. Imaginem a loucura?

É uma história muito realista, com todas as nuances de uma vida adulta. Alegrias, tristezas, dificuldades e superação. Alice não entendia como tudo tinha dado tão errado em seu casamento. E só ao perder a memória, conseguiu se lembrar também dos muitos momentos felizes. Enquanto, normalmente, a pessoa só pensaria em todo o rancor atual, em tudo que não está dando certo. Vemos o contraste de Alice querendo recuperar o passado, com Nick puto e querendo acabar logo com a relação.

Eu amei o enredo e os personagens, porém, a evolução é excessivamente lenta em alguns momentos. O livro poderia ser mais enxuto, mais leve. Esse é um dos romances mais antigos da autora (publicado nos EUA em 2009), e dá para ver que sua escrita ficou mais apurada nos livros mais recentes.

É um romance adulto, com um pé no chick-lit e uma pitada de suspense. Eu adorei e indico todos os livros da autora já publicados no Brasil. Quem ainda não conhece Liane Moriarty, está perdendo ótimas viagens literárias. ^^ Leiam!!

Adicione ao seu Skoob!


Avaliação (1 a 5): 4.5

Comente, preencha o formulário e concorra ao Kit Top comentarista de setembro!

Postar um comentário

Posts Recentes

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO