target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Em busca do paraíso - Judith McNaught

>>  quinta-feira, 3 de novembro de 2016

MCNAUGHT, Judith. Em busca do paraíso. Rio de Janeiro: Editora Bestseller, 2008. 784p. (Segundas oportunidades, v.1). Título original: Paradise.

“Recordou as palavras que Matt sussurrara, possuindo-a, e teve a impressão de ouvir novamente a voz profunda dizendo em seu ouvido: Amo você. Nunca deixarei que alguém a machuque. ” p. 685

Sempre ouço falar muito bem da renomada romancista, Judith McNaught, mas ainda não tinha tido oportunidade de ler um de seus livros. Esse eu consegui emprestado (tks Márcia!), estava louca atrás dele porque o segundo da série está para chegar e eu não tinha o primeiro. Confiram minha opinião sobre Em busca do paraíso.

Meredith Bancroft nasceu em berço de ouro, a única herdeira de uma família tradicional de Chicago, cresceu sobre o olhar atento do pai. Ela sempre teve problemas com as exigências e a rigidez dele. Nunca podia sair, nem conhecer ninguém, cresceu presa naquele mausoléu. Depois de inúmeros casos extras conjugais, a mãe abandonara os dois quando ela ainda era bebê. E Meredith achava que o pai descontava nela todas as desconfianças que tinha. Seu único conforto, era saber que um dia iria herdar a loja de departamento da família, e assumir a presidência. Assim tolerava tudo, cresceu sendo estudiosa, obediente, uma boa menina. Quando informa para o pai a faculdade que irá cursar e suas intenções, ele coloca tudo por terra, afirma que mulheres foram feitas para arrumar um bom marido e ter filhos. Com 18 anos, ela fica revoltada pela primeira vez, e clama por independência.

Matthew Farrell tinha 26 anos e era operário. Esforçado, fazia faculdade a noite enquanto trabalhava como mecânico e sonhava com o futuro. Ele queria vencer, tinha planos e precisava de dinheiro. Para isso assina um contrato com um rico empresário, para passar dois anos na Venezuela. Eles não tinham nada em comum. Mas é com ele que Meredith resolve “se revoltar” pela primeira vez na vida. Não que fosse difícil... Matt era alto, forte, lindo de morrer,! Foi fácil se atirar em seus braços. Porém, as consequências desse ato de amor e liberdade, foram devastadoras.

11 anos depois...

Meredith se tornou uma empresária de sucesso.  Embora continue lidando com as teimosias do pai, é apaixonada pelo seu trabalho e almeja a presidência. Tudo vai bem em sua vida, até que reencontra Matt em um evento social. Rico, poderoso, ele tem as mulheres mais bonitas e todo o dinheiro do mundo. Ela tem um noivo, e não quer nada com ele. Mas o destino, quer brincar com os dois mais uma vez.

~~~~~~

Adorei a trama. A autora é bem novelesca, seu estilo me lembra muito os livros mais antigos do Sidney Sheldon, muito romance, muitas tramoias e muitas reviravoltas. Tem todo aquele amor reprimido, muitos desencontros e muita gente fazendo o papel de “bruxa má”. O livro é enorme! E tem muita descrição desnecessária sobre carreira, o funcionamento dos negócios dos dois, as ações, cada problema na loja e etc. Isso cansa bastante, se a história fosse mais enxuta eu teria amado. O interessante é que o livro dá um salto temporal de 11 anos,  eu fiquei de coração partido com o que aconteceu e torcendo para que tudo desse certo.

Os protagonistas são ótimos! Meredith é uma pessoa essencialmente do bem. Uma criança solitária e impopular, que se torna uma moça linda e uma mulher decidida. Ela é batalhadora, inteligente e tem uma paciência de Jó! Porque aguentar aquele pai insuportável dela, senhor. Matt é um homem forte, sensual, decidido e honrado. Ele trabalha duro para vencer na vida e enriquecer. No futuro ele tem tudo, mas se tornou amargo e insensível quando se trata de conseguir o que deseja. Já os personagens secundários, são deixados totalmente de lado! Tem gente ótima, Lisa (melhor amiga de Meredith), a irmã do Matt, Parker... e no final eles ficam todos sem história. Não sei se os personagens aparecem nos próximos livros (tirando o casal protagonista, Matt é amigo do protagonista de Tudo por amor) ou se eles são independentes, só sei que a autora pecou muito no final dos personagens secundários.

Na verdade, tudo acontece rápido demais no final. Alguns dramas foram resolvidos de forma muito fácil (como o problema dela com o pai). Outras coisas não são nem citadas. Por exemplo, a mãe a abandonou quando bebê. Em nenhum momento ela questiona onde a mãe está, não tenta entrar em contato. Aí muitos anos depois a mulher resolve aparecer e Meredith faz algo do tipo “ah tudo bem, podem vir aqui em casa falar comigo” O.O Muito sem noção! Então por um lado eu adorei o romance, as reviravoltas. As surpresas são viciantes e mantem o leitor grudado na história. Por outro lado, a história é muito rasa em vários momentos.

O segundo da série, Tudo por amor, acaba de ganhar uma nova edição, conto para vocês sobre ele em breve. Para quem é fã de um romance adulto com muita confusão e muitas reviravoltas, é uma boa pedida. Leiam!

Adicione ao seu Skoob!

Série Segundas oportunidades da Judith McNaught:
  1. Em busca do paraíso (Paradise)
  2. Tudo por amor (Perfect)
  3. Sussurros na noite (Night whispers)
  4. Todo ar que respiras (Every breath you take).
Avaliação (1 a 5):

Postar um comentário

Posts Recentes

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO