target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Tudo por amor - Judith McNaught

>>  segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

MCNAUGHT, Judith. Tudo por amor. Rio de Janeiro: Editora Bertrand Brasil, 2016. 602p. (Segundas oportunidades, v.2). Título original: Perfect.

“A última palavra foi sussurrada antes que sua boca tocasse os lábios de Julie, seus braços enlaçando-a; sua língua passando, tentadora, pelos lábios dela, incitando-os a se abrir; seu quadril rijo e exigente contra o dela. Com um silencioso gemido de rendição, Julie se entregou ao que se tornou o mais quente, sensual e insistente beijo que já existiu.” p.152

No romance Em busca do paraíso ficamos conhecendo Matthew e Meredith que entre encontros e desencontros, viveram uma conturbada história de amor. E se achei que esse casal passou por muitas dificuldades, foi porque ainda não tinha lido o segundo volume. Preparem os lencinhos, os gritinhos histéricos e uma boa poltrona, porque você não vai conseguir se desgrudar de Tudo por amor da Judith McNaught.

Julie tinha muita esperança e uma bondade inata. Foi nisso em que acreditou a terapeuta que atendeu a menina aos 11 anos, mesmo depois dela ser presa e, como consequência, expulsa da casa de adoção onde vivia. Ela enxergou algo na menina, mais do que a criança complicada e desobediente que todos viam. Então, a encaminhou para uma família de adoção no interior do Texas, uma família cristã honesta e muito amorosa. Julie sabia que aquela era sua única chance de um recomeço, e jurou com todas as forças não desperdiçar. Jurou nunca mentir, jurou fazer o possível para ser uma criança perfeita. E aos 26 anos, Julie Mathison era isso e muito mais.

Uma professora querida e respeitada, com pais amorosos e dois irmãos mais velhos incríveis, um deles policial e o outro engenheiro. Julie é a cidadã perfeita. Linda, educada, inteligente. Para sua plena felicidade, só falta encontrar o amor e construir uma família. Teve alguns namoros, mas nunca se apaixonou. E, claro, sendo filha do pastor da cidade, os meninos faziam questão de se manter afastados. Além de seu emprego como professora, Julie ajuda nas obras da igreja do pai, dá aula de educação física para um grupo de crianças especiais e criou um projeto para ensinar mulheres adultas a ler. Esse último projeto incluía uma viagem para outra cidade, para arrecadar fundos para suas aulas noturnas...

Zachary Beneditc foi expulso da cada da avó aos 18 anos, saiu com a roupa do corpo e nunca mais olhou para trás. Ele trabalhou duro e acabou se tornando um ator de sucesso. Depois ele virou diretor, ganhou prêmios, era um dos atores mais badalados de Hollywood. Até que foi acusado e condenado por matar a ex-mulher. Cinco anos depois, aos 35 anos, ele consegue fugir da prisão. Ele ainda é um homem rico, já que seu melhor amigo, Matt, cuidou das suas finanças. Zach pretende desaparecer em algum país da América do sul. 

Claro que nem tudo dá certo, e ele acaba sem carro para sair da cidade. Desesperado, entra no carro de uma desconhecida em uma lanchonete, e acaba sequestrando a motorista e obrigando-a a tirá-lo de lá. Essa moça é Julie, que agora está assustada ao lado de um homem armado. Ele é um assassino condenado, é perigosamente lindo e jura inocência. Ela irá embarcar em uma viagem que mudará para sempre sua vida.

~~~~~~

Esse livro dá outra perspectiva para a palavra “romance”, porque se eu disser que esse é um dos romances mais lindos do ano, não representa tudo o que eu quero dizer, não passa nem perto. Eu AMEI TANTO ESSE LIVRO!! Gente, vocês não fazem ideia do quanto essa história é linda, emocionante e incrivelmente escrita. Eu sei que leio rápido, mas o livro é enorme e eu devorei em dois dias! Acho que eu não conseguiria nem dormir mais uma noite sem saber o final. Eu adorei o primeiro livro da série, Em busca do paraíso, que é excelente...mas perto desse... 
Preparem para rir, chorar, arrancar os cabelos, roer as unhas, chorar mais um pouco, suspirar e torcer por esse casal até a última página!

E Judith McNaught é muito RAINHA! Ela pega uma história totalmente Hollywoodiana, que tinha tudo para ser clichê, meio inacreditável e surreal (afinal é algo como o Brad Pitt ser preso, condenado, fugir da prisão e se apaixonar por uma professora do interior); e transforma em um romance maravilhoso, com personagens muito bem construídos, enredo eletrizante e final... ahhh o final. Vou só falar para vocês que o que eu chamo de “final” durou 100 páginas e ainda teve epílogo. *.*

Vamos aos personagens. Julie é uma boa moça do interior, depois de passar por muitas tristezas na infância, ela aceita a família que a adotou como seus salvadores, e faz de tudo para ser motivo de orgulho para eles. Ela nunca mente, nunca faz nada de errado, quer ser a filha perfeita. Acha que isso é o mínimo que pode fazer depois de tudo o que fizeram por ela. E aí essa moça de 26 anos, professora, coração de ouro, envolvida em vários projetos voluntários na cidade, virgem (e aqui não fica forçado, afinal ela era a filha do pastor da cidade e nunca namorou sério), apaixonada pela sua família e seus alunos, acaba nas mãos de um assassino fugitivo. Aos poucos Julie escuta o lado dele, acaba acreditando na inocência de Zack e faz de tudo para ajudá-lo. Ela vai fazer besteira ao longo do caminho, mas é uma das mocinhas mais perfeitas que já existiu, Judith é a legítima boa moça sem ser piegas. Uma fofa!

Zack, ao contrário, sempre foi a ovelha negra. Foi expulso de casa pela avó aos 18 anos, e de repente, ao invés de ser um rapaz rico e inconsequente na faculdade, virou um João Ninguém. Mas ele é orgulhoso demais para se importar, então pega uma carona e saí da cidade. Acaba indo trabalhar como ajudante em um estúdio, até ser descoberto por um diretor (afinal ele é lindo, tem pinta de perigoso e fica uma delícia na telinha). Anos depois ele é muito rico, muito famoso e tem toda aquela vida de ator de Hollywood. Porém ele sempre foi orgulhoso, cínico, nunca acreditou no amor. Estava acostumado com mulheres interesseiras que cercavam os atores, casou com uma atriz que só queria sua influência para a carreira. Quando tudo desanda, todos seus “amigos” viram as costas e ele acaba preso e sozinho. A única pessoa com quem pode contar é seu amigo Matthew Farrell (o protagonista do livro anterior), que sempre acreditou em sua inocência.

Imagina quando esses dois se juntam? Julie fingindo ser uma boa refém enquanto pensava em fugir, afinal, sua família já devia estar louca de preocupação. Zack incapaz de fazer mal a ela, mas precisando de sua ajuda para escapar. Os dois são perfeitos juntos, o primeiro beijo foi de disparar o coração. E daí para frente, torci com todas as forças para eles ficarem juntos, mas vocês não têm noção do tanto de empecilhos no meio do caminho. É a mistura perfeita da inocência com o sarcasmo, do amor inocente com o medo absoluto.

Os personagens secundários são excelentes, amei a família de Julie, em especial seu pai, os alunos, o pessoal da cidade e, especialmente, o casal Matt e Meredith que aparecem bastante nesse volume. Temos direito a aparição de muitos atores famosos e o mundo de Hollywood se mescla ao da cidade do interior com perfeição. Tem paparazzi, FBI, fofoqueiras locais, é uma loucura gente.

Enfim, romântico, divertido, cheio de adrenalina e com reviravoltas alucinantes, esse livro vale cada página. Eu amei, indico, e Zach com certeza vai abrir o Top Piriguetagem Literária 2017. Leiam!! *.*

Série Segundas oportunidades da Judith McNaught:
  1. Em busca do paraíso (Paradise)
  2. Tudo por amor (Perfect)
  3. Sussurros na noite (Night whispers)
  4. Todo ar que respiras (Every breath you take).
Avaliação (1 a 5):    

Postar um comentário

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO