target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

A arte de ser normal - Lisa Williamson

>>  segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

WILLIAMSON, Lisa. A arte de ser normal. Rio de Janeiro: Editora Rocco, 2015. 384p. Título original: The art of being normal.


“Simon Allen desejava tanto ser Harry Potter que, no período anterior, tinha feito um raio na testa com uma tesoura de artes.
Mas eu não queria ser nenhuma dessas coisas.
O que escrevi foi:
Quero ser uma menina”. p.7


Minha primeira experiência com um personagem transexual foi com Apenas uma garota, que eu adorei. E nos comentários da resenha, os leitores me indicaram esse livro, que é bastante elogiado no Skoob. Claro que fui correndo conferir e hoje conto para vocês o que achei de A arte de ser normal da Lisa Williamson.


David Piper, 14 anos, sempre foi um excluído. Ele sofre bullying na escola, se sente inadequado e fica desesperado com a chegada da puberdade. Seus pais acreditam que ele seja homossexual e parecem aceitar bem essa ideia. Mas o que apenas seus dois melhores amigos, Essie e Felix sabem, é que David queria mesmo é ser uma menina!


Ele sonha em ser uma menina desde criança, ele se enxerga assim. Quer usar roupas de menina, namorar um menino. Ele se desespera sempre que descobre que cresceu alguns centímetros ou que seu par de sapatos não serve mais, ele está cada vez mais próximo da adolescência. Tem pavor dos pelos e de tudo o mais. E para mudar isso, precisa tomar coragem e confessar a verdade aos pais.


Leo Denton  é o aluno novo da escola de David. Leo é calado, na dele, evita conversar e tem pavor de fazer amigos. Leo só quer ser invisível. Ele tem um segredo, e acha que a melhor forma de evitar os problemas que teve na última escola, é ficando na sua. Seus planos vão por água abaixo quando Alicia, uma menina linda, começa a se aproxima depois. Para piorar, ele acaba defendendo David em uma briga e joga por terra, seu isolamento longe de problemas.

~~~~~~~~


O que eu mais gostei foi da escrita da autora, leria outros livros dela com certeza. Leitura leve, diálogos divertidos, os temas são abordados de forma muito suave. Porém, depois de ter lido Apenas uma garota que é uma narrativa forte e muito emotiva, eu achei que esse deixou a desejar. Talvez se eu tivesse lido esse aqui antes, teria pensado diferente. Mas eu achei a forma como a transexualidade foi abordada muito simples, evitando-se muito drama. Mas vamos por partes.


O narrativa se alterna entre os dois protagonistas, David e Leo. O mais interessante é ver o contraste entre a vida e os problemas dos dois. David vem de uma família abastada, unida, onde os pais parecem prontos para apoiá-lo, desde que ele tenha coragem de lhes contar a verdade. Na escola David é chamado de “show de aberrações” pelos garotos populares e só tem dois amigos. Ele vive com medo de se revelar, e destroçado por uma crescente solidão. Leo vem de uma vizinhança pobre, não conheceu o pai e sua mãe é ausente. Tem duas irmãs, uma gêmea e uma bem mais nova, mas não se abre com ninguém. Sabemos que ele teve problema na última escola e agora tem sua última chance de conseguir se formar, o garoto é muito inteligente e ama matemática. Leo tem um segredo, que demora a ser contado. E engraçado é que eu nem imaginava, não saquei mesmo nada antes.


O contraste da vida dos dois protagonistas é muito bem abordado. Assim como as dúvidas e esperanças dos dois. Só achei que algumas coisas ficaram muito rasas. A reação dos pais do David foi bem diferente do que eu imaginava. Queria mais sobre isso. Além disso, a transexualidade foi mostrada de forma bem leve, um menino que quer ser menina. Os hormônios da puberdade são citados. Mas não se fala nada sobre o depois, cirurgias, a dificuldade da vida adulta e etc.


Como um livro que se passa no colégio, pela idade dos personagens, foi muito amorzinho. De forma simples a autora desenvolve temas como preconceito, bullying, aceitação, amizade, família e relacionamentos. A abordagem ficou interessante e muito indicada ao público pré adolescente.


Falando apenas dos personagens, adorei todos eles. Torci muito por David e Leo, por tudo o que aconteceria com eles no futuro. Terminei com um gostinho de quero mais, queria outro livro, um epílogo, qualquer coisa para saber mais sobre eles.


Quem leu me conte o que achou! O tema é muito interessante e merece ser lido.


Adicione ao seu Skoob!

Avaliação (1 a 5): 3.5

Comente, preencha o formulário, e concorra ao Top comentarista de dezembro!

Postar um comentário

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO