target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Gênese - Karin Slaughter

>>  quarta-feira, 6 de dezembro de 2017


SLAUGHTER, Karin. Gênese. Rio de Janeiro: Editora Record, 2017. 490p. (Will Trent, v.3). Título original: Undone.

“Will olhou para cima e se viu cara a cara com uma mulher de cabelos e olhos escuros. Ela estava de cabeça para baixo, cerca de cinco metros acima dele. Tinha o tornozelo preso num emaranhado de galhos, a única coisa que a impedia de cair no chão. Não havia caído em linha reta, e quebrara o pescoço. Seus ombros estavam contorcidos, de olhos abertos, fitando o chão. Um braço pendia, como que buscando Will. Havia uma marca em carne viva ao redor do pulso. A boca estava aberta. Um dente da frente estava visivelmente quebrado, faltando um terço.
Outra gota de sangue pingou dos seus dedos, dessa vez acertando Will no rosto, logo abaixo do olho. Ele tirou a luva e tocou o sangue. Ainda estava morno.
Aquela mulher tinha morrido havia menos de uma hora.” p.86

Depois de amar Tríptico e Fissura, essa série entrou na minha lista de prioridades. E o bom é que o quarto volume também já foi lançado, já estou ansiosa para tê-lo em mãos. Karin Slaughter trabalha com o melhor da ficção policial, seus casos escabrosos são protagonizados por Will Trent, um detetive muito incomum. Confiram o que achei do terceiro volume da série com Gênese.

Will Trent se depara com um caso único e chocante, até ele que já lidou com tantos assassinos doentios, consegue se chocar com a cena. Duas mulheres foram mantidas presas em uma caverna subterrânea. Foram torturadas, violentadas, abusadas de todas as formas possíveis. Privadas de água e comida, foram encontradas em estado lastimável. Mas uma delas sobreviveu, e apesar do seu estado crítico, pode ajudar a localizar o assassino antes que ele rapte mais duas mulheres. Sempre em pares, os métodos do assassino são chocantes. E a polícia não tem muito com o que trabalhar.

Ao lado de Will, está sua parceira Faith Mitchell. Eles superaram os problemas do passado e agora trabalham bem juntos. Desde que Faith consiga lidar com a dislexia de Will. Desde que ele ignore o seu mau humor frequente e suas explosões sem sentido. Faith descobriu que está grávida (solteira aos 34 anos e com um filho já na faculdade, sim, ela teve Jeremy com apenas 14 anos). Além disso, aparentemente tem diabetes, engordou horrores, e sua vida parece de pernas para o ar. Já Will está lidando com a ausência de Angie Polaski, sua “esposa”, que sumiu já faz algum tempo (algo comum na relação deturpada dos dois).

A Dra Sara Linton é quem atende a desconhecida no hospital local. Seu corpo está destruído. A mulher não identificada está cega, teve os tímpanos perfurados, foi obrigada a beber ácido e está muito subnutrida. Chocada, a médica oferece para ajudar na investigação. Sara também é legista, mas deixou essa vida para trás quando perdeu o marido, um policial que foi assassinado. Agora ela busca uma razão para viver.

Juntos eles tentarão solucionar esse mistério. Porém, quando outra mulher com o mesmo perfil das outras vítimas, desaparece sem deixar rastros, eles já sabem que o assassino começou novamente. Logo outra mulher se juntará a ela em algum buraco desconhecido. Logo as duas serão torturadas. Eles agora estão lutando contra o tempo para salvá-las.

~~~~~~

Gênese é o livro mais perturbador até agora, e isso não é pouca coisa considerando que todos os livros têm assassinatos cruéis e descrições minuciosas dos crimes. A diferença aqui, é que além da mente psicopata do assassino, temos que lidar com os problemas psicológicos das vítimas. E os nossos três protagonistas - Will, Faith e Sara - também têm uma vida complicada e problemática.

Pela primeira vez estamos lidando com vítimas por quem não sentimos grande pena ou apego. Mulheres que eram descritas como “vacas” ou “insensíveis” por todos que as conheciam. Pessoas egoístas, solitárias, que construíram uma vida isolada. Mulheres bem sucedidas, bonitas, mas que sofriam de anorexia. Todas elas.  A única que ganha voz na trama é Pauline, e mesmo assim ela se revelou muito diferente do que eu esperaria nessa situação. Da muita pena do filhinho dela, que é enviado para um abrigo quando a mãe é sequestrada. No time das vacas temos também Angel, a esposa de Will, que só aparece na trama para bagunçar ainda mais o coração de Will.

Eu morro de pena de Will. Não por ser dislexico, mas por esconder o problema de todos e nunca ter se tratado para melhorar ou lidar com o problema. Ele esconde de todos que não sabe ler, ou programar um celular, ou diferenciar esquerda e direita. E não pela primeira vez, esse problema coloca ele e Faith em apuros. Queria que ele tivesse pessoas melhores em sua vida, e torço para Sara continuar aparecendo nos próximos livros, ótima personagem. Amanda, a chefe de Will e Faith, alterna entre uma péssima chefe e uma pessoa que no fundo pode ter algum sentimento rs. E agora estou com pena de Faith, mais uma gravidez sozinha, e dando conta da carreira como policial e as crises da diabete. Espero que tenha uma luz no fim do túnel para esses personagens, coitados. Fico torcendo para que a vida deles melhore… mas aí vejo que o próximo livro da série se chama DESTROÇADOS e perco a esperança hehe.

Falando agora sobre a série em si, seus livros todos estão ligados. Esse não é  um livro para ser lido isoladamente ou fora de ordem, mesmo que em cada volume eles investiguem casos diferentes. Quem ler Gênese sem ter lido Tríptico e Fissura, vai ficar perdido nas referências sobre a vida dos protagonistas. Tanto que vi umas resenhas no Skoob de gente que não gostou desse livro e que, sinceramente, não sabe do que está falando. Porque lendo as resenhas, deu para perceber na hora que leram esse livro sem ter lido os anteriores. E perderam muito no processo. Resumindo: NÃO LEIAM OS LIVROS FORA DA ORDEM OU COMO LIVROS INDIVIDUAIS, NÃO FUNCIONA!

Voltando a trama, eu adorei todos os desdobramentos. Esse me deixou angustiada, nervosa com tudo o que acontecia e muito curiosa. Acabou que matei a charada sobre o assassino, algumas pistas estavam bem na cara. Só senti falta de um final mais redondinho. Apesar do abuso que sofreram na infância, não explica melhor o que fez de todas aquelas mulheres pessoas tão ruins, senti falta de mais sobre esse assunto. E o final foi mais corrido do que eu gostaria. Mesmo assim, gente, que livrão. Esse não é ruim, eu adorei, só não é top favorito como os dois primeiros rsrs.

Enfim, eu estou fã demais dessa série! Devorando um livro e louca pelo próximo. Leiam!! Sério, leiam mesmo, por favor... :)

Adicione ao seu Skoob!

Série Will Trent da Karen Slaughter
  1. Tríptico (Triptych)
  2. Fissura (Fractured)
  3. Gênese (Undone)
  4. Destroçados (Broken)
  5. Fallen  (os demais não lançados no Brasil)
  6. Criminal
  7. Unseen
  8. The kept woman.
Avaliação (1 a 5): 4.5

Comente, preencha o formulário, e concorra ao Top comentarista de dezembro!

Postar um comentário

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO