target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Um beijo à meia-noite - Eloisa James

>>  segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018


JAMES, Eloisa. Um beijo à meia-noite. São Paulo: Editora Arqueiro, 2017. 320p. (Fairy Tales Series, v.1). Título original: A kiss at midnight.

“Era o terceiro beijo deles, pensou ela, e já era diferente dos outros. Agora eles se beijavam como se conhecessem um ao outro, como se saltassem para dentro de um fogo que ambos desejavam. Aquele calor brutal desceu queimando sua espinha e ela recuou com um pequeno murmúrio, quase assustda com toda aquela intensidade.” p. 141

Na série de romances de época, Fairy Tales, a americana Eloisa James utiliza de vários contos de fadas conhecidos por todos, para inspirar suas histórias. Depois do clássico A bela e a fera é a vez da Cinderela. Os livros aparentemente são todos independentes. No Brasil lançaram primeiro o livro Quando a bela domou a fera e agora foi a vez de Um beijo à meia-noite.

Kate Daltry, 23 anos, perdeu o pai há sete anos, e desde então, sofre na mão de sua madrasta, Mariana. Ela não debutou, não participou de bailes nem fez nada do que uma moça de sua idade faria. Ao invés disso, ficou cuidando da propriedade da família. Atendendo todos os caprichos da madrasta e tentando evitar que ela demitisse mais funcionários da propriedade. Todos os esforços da madrasta, estavam em cuidar para que sua bela filha, Victoria, fizesse um bom casamento.

E é por isso que ela obriga Kate a viajar fingindo ser Victoria, que estava com um machucado no lábio e não poderia sair assim, para conhecer um príncipe da família do noivo de Victoria. Ela deveria comparecer a um baile, conseguir a aprovação do príncipe para o casamento, tudo isso fingindo ser a irmã mais nova. Apesar de seus protestos, Kate acaba aceitando viajar, tendo o seu “noivo’, Lorde Dimsdale, como acompanhante.

E lá ela conhece o tão falado e temido príncipe, Gabriel. Ele é irritante, inteligente e sedutor. A atração entre eles é imediata, mas ambos sabem que qualquer avanço é impossível. Primeiro porque ela está fingindo ser noiva do sobrinho dele, segundo porque ser seduzida e abandonada por um príncipe não está em seus planos. E Gabriel, apesar de estar atraído e curioso por aquela mulher, que não se parece nada com a moça de quem ouviu falar, tem responsabilidades maiores. Ele está noivo de uma princesa russa, e precisa desesperadamente do dote para sustentar o castelo e todos que vivem lá.

Ele deveria pensar em sua noiva que está para chegar no castelo. Para conhecê-lo antes do casamento. Mas só consegue pensar na bela e inteligente Kate, que se recusa a bajulá-lo ou cair aos seus pés como todas as moças do castelo. E em meio a um leão idoso, três cachorros minúsculos e muita confusão, ele precisa decidir com quem passará o resto de sua vida.

~~~~~~

Adorei, história fofa e muito divertida. Kate é uma personagem forte, inteligente e muito honesta. Torci por Kate desde o início, ela veste bem o papel de Cinderela, da mocinha explorada injustamente pela madrasta, e que merecia algo melhor. Achei legal que a autora não exagerou no estereótipo do conto de fadas. A irmã de Kate era bem legal, sonsa, mas não era má com ela. A madrasta era mais uma esnobe sem noção do que realmente uma  vilã. E a madrinha quando aparece, ah impagável, melhor personagem do livro.

Já o príncipe não me encantou tanto, eu não desgostei do personagem, mas esperava mais dos dois no quesito romance. Era muito “eu sou um príncipe e preciso do dote, ela é uma moça simples”pro meu gosto. Mas pelo menos ele não era um esnobe, Gabriel realmente precisava de dinheiro para sustentar todos que dependiam dele no castelo. E, claro, como nobres não ousam trabalhar rs, resta um bom casamento para resolver todos os problemas (fico pensando que poupança deveria render bem mais naquela época kk).

O melhor do livro é o cenário e os personagens secundários. Tinha praticamente um zoológico no castelo, Kate e seus três mini cachorros,  o mordomo de Gabriel, a madrinha de Kate e até sua irmã sem noção, todas muito divertidas.

A narrativa em terceira pessoa se alterna entre Kate e Gabriel, o mais comum nos livros nesse estilo. Aqui os contos de fadas realmente são só uma inspiração, você enxerga as semelhanças, aparece um sapatinho de cristal em algum momento, mas a intenção da autora não á a de se fazer uma releitura do livro. E  eu prefiro assim, do contrário o enredo acaba ficando repetido e sem graça.

Eu estou adorando e espero ler os outros livros da série. Para quem curte romance de época e gosta de uma leitura divertida e cheia de confusão, que foge das situações comuns da aristocracia da época, é uma ótima pedida. Leiam!


Adicione ao seu Skoob!

Série Fairy Tales da Eloisa James:
  1. Um beijo à meia-noite (A kiss at midnight)
  2. Quando a bela domou a fera (When Beauty tamed the Beast)
  3. The duke is mine (os demais ainda não lançados no Brasil)
  4. The ugly Duchess
  5. Once upon a tower.


Avaliação (1 a 5): 

Comente, preencha o formulário, e participe do Top comentarista de fevereiro!

Postar um comentário

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO