target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

O homem perfeito - Linda Howard

>>  segunda-feira, 7 de maio de 2018

HOWARD. Linda. O homem perfeito. Editora Bertrand, 2018. 349p. Título original: Mr. Perfect 

"- Um assassinato chocante em Sterling Heights tirou a vida de uma das celebridades mais recentes da região de Detroit. Mais detalhes após o comercial. 
Corin se balançou para frente e para trás, cantarolando baixinho para si mesmo.  
Uma já era, agora faltam três. Uma já era, agora faltam três..." p.192 

Linda Howard é uma romancista famosa, com inúmeros livros lançados. E, não sei como, eu nunca havia lido nada dela. E meu primeiro contato com a autora foi um suspense romântico que prometia; confiram o que achei de O homem perfeito. 

É apenas uma sexta-feira comum. Quatro amigas que trabalham juntas, saem para um happy hour. Essa é a tradição delas, para botar o papo em dia e desabafar. Jaine tem 30 e poucos anos e é solteira. Após três noivados fracassados, desistiu dos relacionamentos e resolveu se concentrar em sua carreira. Marci era divorciada e não queria mais se casar.  Morava com um cara, apenas pelo sexo, que só sabia beber e ficava em casa atoa. T. J. era casada com seu namorado da adolescência, mas nos últimos tempos as coisas não andavam bem, estava frustrada porque queria filhos, enquanto o marido não. Luna era a mais jovem da turma, uma morena linda. Ela namorava com um jogador de futebol famoso, mas o rapaz estava sempre em várias festas e não era conhecido por sua fidelidade. 

Por pura diversão, cansada dos seus relacionamentos problemáticos, elas resolvem elaborar a lista do ¨homem perfeito". Uma lista engraçada e picante, feita a base de muitas risadas e algumas bebidas. Uma brincadeira.  

Porém, de alguma forma a lista é divulgada, e a fofoca corre solta na empresa. Mulheres adorando a ideia, homens revoltados com alguns "requisitos". O assunto de alguma maneira ganha a mídia, e logo as quatro estão "famosas", recebendo convites para entrevistas. O que elas nem imaginavam, é que alguém veria essa lista como uma afronta pessoal, e decidiria que as quatro precisavam pagar por isso.  

Jaine não está muito preocupada com a lista. Ela acaba de se mudar para a sua primeira casa e está colocando tudo em ordem. Ainda precisa lidar com o gato da sua mãe, que adora destruir todos os móveis. Se não bastasse isso, ela tem um vizinho sem noção e insuportável. Sam logo mostra que é muito mais do que isso, e o vizinho sexy e irritante, pode ser tornar algo mais.  

~~~~~~ 

Tinha tudo para ser muito bom, mas infelizmente, meu primeiro contato com a autora foi uma decepção. O livro começa bem... leve, divertido, com ótimos personagens e uma trama interessante. Tem senso de humor, diálogos afiados entre Jaine e Sam, e tudo indica o romance entre os dois promete. Mas isso é o que tem de melhor no livro, o resto, decepciona. 

No romance não faltou química, mas o relacionamento foi forçado. O livro todo se passa em três semanas. E nesse tempo vamos de um te odeio, para um na cama do outro e um apressadíssimo "felizes para sempre". Eu gostei dos personagens individualmente, adorei os diálogos afiados, as brincadeiras entre eles, tudo prometia. Mas no final, foi uma lambança. 

Mas o pior mesmo foi o suspense! Se é que podemos chamar assim sem ofender o gênero... É tudo muito forçado e sem nexo! Uma lista boba causa um fuzuê danado, vai parar no jornal e desperta a ira de um psicopata. Até aí tudo bem (tem doido pra tudo). Mas a policia logo descobre que o assassino só podia ser um funcionário da empresa onde todas trabalhavam, e daí em diante, vira uma palhaçada. A investigação é quase inexistente! ´Para vocês terem uma ideia, as amigas não são interrogadas em nenhum momento. Tudo bem que Sam era detetive, mas o comportamento dele não faz o menor sentido! Ele investiga, quer proteger Jaine e ponto. Não seguem pistas, não vão à empresa, não investigam nada direito. A forma como o assassino consegue agir e o método que usa sem nenhuma defesa da vítima é uma piada. Não comprei nada dos desdobramentos.  

E o final foi fraco depois de tudo isso. Uma cena de ação de nível "tela quente", forçaram a barra em todos os momentos. Para quem nunca leu um suspense na vida pode até engolir essa história, mas para quem gosta do gênero não vai convencer 

E gente, ainda tem as inúmeras cenas de sexo. Não foram ruins, nem mal escritas, só foram despropositais para o tamanho do livro. Livro fino e era sexo, sexo e mais sexo. A mocinha lá, sofrendo pela morte de uma amiga e sabendo que um lunático a perseguia, mas tinha um fogo sem fim. Era quase surreal rs.  

Enfim, eu não indico. Não desisti da autora, até leria outro livro dela para ver se gosto mais, mas sem muitas expectativas. Quem leu me conte o que achou.  

Adicione ao seu Skoob! 

Avaliação (1 a 5): 

Comente, preencha o formulário, e concorra ao Kit Top Comentarista de maio!

Postar um comentário

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO