target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Nunca jamais: parte 2 - Colleen Hoover e Tarryn Fisher

>>  sexta-feira, 3 de maio de 2019

HOOVER, Colleen; FISHER, Tarryn. Nunca jamais: Parte 2. Rio de Janeiro: Editora Galera Record, 2017. 144p. (Never Never, v.2). Título original: Never never: part two.

“Então estou aqui para dizer que certamente não amo você mais do que qualquer outro ser humano neste planeta. E que não sinto nenhum frio na barriga toda vez que você chega, e sim um calor infernal. Sendo que você é muito, muito feio. Estremeço toda vez que vejo sua pele perfeita e penso: meu Deus, este garoto seria tão mais bonito se tivesse algumas espinhas e dentes tortos. Pois é, você é um nojo, Silas.
Não estou apaixonada.
Não mesmo.
Nunca, jamais.
Charlie.” p.19

Preciso falar que amo a Colleen Hoover, que é uma das minhas autoras favoritas de YA, NA e o que mais ela resolva escrever? Não né... Ela dispensa apresentações! E esse seu livro em parceria com a Tarryn Fisher (preciso ler algum outro livro dela!) tem um mistério, até então, inexplicável. Para quem já leu a primeira parte de Nunca jamais, confira o que achei de Nunca jamais: Parte 2.

Na parte 1 da história, Charlie e Silas “acordam” na escola, completamente sem memória. Eles não sabem nem o próprio nome. Eles começam a investigar e descobrem quem são, que aparentemente são namorados e estão apaixonados. Tudo é muito estranho e nebuloso, eles não podem contar para ninguém, afinal, quem acreditaria nisso?

Contém spoilers se você não leu Nunca jamais: parte 1.

Silas Nash descobre que sua memória não desapareceu apenas uma vez, que isso vem acontecendo há alguns dias, a cada 48 horas. Tudo se apaga! Ele tentou deixar algumas anotações e instruções, para poder continuar investigando de onde parou, quando fosse “apagado” de novo. Ele anota freneticamente, e de repente, tudo se foi...

Silas “acorda” em um carro, ele não se lembra seu nome, nem o que está fazendo ou onde está. O telefone toca, um desconhecido pergunta: “Encontrou ela?”. Mas quem seria ela? Quem é ele? O que está acontecendo?

Charlie Wynwood acorda em uma espécie de cela. Ela está presa. Ela acha que está em um hospital. Obviamente, não se lembra de nada, nem do próprio nome. Alguém entra, lhe dá remédio e comida. Ela acha que está em um hospital psiquiátrico.

Silas encontra algumas anotações e começa a procurar desesperadamente por Charlie. Ele não se lembra dela, mas sabe que a ama. Charlie sonha com Silas, ela não sabe quem é ele, mas não consegue parar de pensar no lindo garoto.

Ele precisa encontra-la desesperadamente. Afinal, em 48 horas, tudo vai se apagar.

~~~~~~~~

A história é toda bem angustiante e a narrativa é deliciosa! O leitor fica preso até o final, louco para saber o que vai acontecer. Esse mistério todo foi ainda maior porque o livro foi lançado (aqui e nos EUA) em 3 partes. Então temos que esperar o lançamento para saber o que acontece (quais unhas sobrevivem?). Porém, com a demora dos lançamentos no Brasil, isso é uma merda kkk, desculpem a palavra.

O Nunca jamais: parte 1 foi lançado aqui no primeiro semestre de 2016, a parte 2 em 2017 e SÓ AGORA saiu a parte 3! Haja coração não é? E pior, haja memória... Eu tive que reler a resenha, reler os últimos dois capítulos e aí relembrar um pouco para começar a leitura.

Para os leitores ansiosos, a boa notícia, é que agora finalmente lançaram tudo e dá para ler em sequencia. Eu mesmo terminei este e já comecei a leitura da parte 3 em seguida. A demora toda atiça a curiosidade, e claro, fica todo mundo preso até  final da trilogia. A parte ruim? Se o final for uma porcaria, você comprou 3 livros atoa kkk. Porque gente, esse mistério não tem como ser meia boca, não tem como ser mais ou menos. Ou vamos amar ou vamos odiar o final... #curiosidademedefine

A história continua exatamente de onde parou a parte 1, e neste, nada de novo é explicado. Segue a angústia, a falta de memória e o desespero crescente. No final se revelam duas pessoas que de alguma forma estão envolvidas nisso, e mais nada. Adoro Charlie e Silas, os dois formam um casal fofo juntos! A tragédia em torno da família dos dois, que sempre foram próximas, deixou tudo com um  ar meio “Romeu e Julieta”. Landon, irmão de Silas, é um fofo. Espero que ele apareça mais.

Quem já leu o começo, tem alguma teoria sobre esse caos todo? Eu, sinceramente, só consigo pensar que os dois estão mortos e tudo isso é meio que eles fantasmas tentando se encontrar. Espero de verdade estar errada, gosto deles rs.

Sem mais, volto daqui a pouco para contar sobre a Parte 3! Se eu indico? Até agora super indico... vamos ver depois que terminar essa loucura hehe.

Adicione ao seu Skoob!

Série Never Never da Colleen Hoover e Tarryn Fisher
  1. Nunca jamais (Never Never)
  2. Nunca jamais - parte 2 (Never never – parte two)
  3. Nunca jamais - parte 3 (Never never – part three).


Avaliação (1 a 5):

Comente, preencha o formulário, e concorra ao Kit Top comentarista de abril!

Postar um comentário

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO