target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Um amor de inverno - Carrie Elks

>>  sexta-feira, 24 de maio de 2019


ELKS, Carrie. Um amor de inverno. Campinas (SP): Editora Verus, 2019. 278 p. Título original: A winter’s tale.

Hoje venho apresentar para vocês o segundo volume da série As irmãs Shakespeare. O primeiro livro é sobre a terceira de quatro filhas, Cesca, e você pode conferir a resenha aqui. Ainda que a experiência com a história de Cesca não tenha sido UAU!, não sou dada a abandonar séries depois que as começo. Logo, terei que ir até o fim. A pergunta que nos resta a fazer é: será que o segundo livro se saiu melhor que o primeiro? Você já vai descobrir.

Kitty é a caçula da família Shakespeare e cursa cinema na UCLA. Ela já está terminando o curso e está sendo assombrada pela falta de emprego e a dificuldade de conseguir um estágio em sua área. Cada dia mais, ela acumula cartas de rejeição das entrevistas que vai fazer e o desespero só aumenta. Ela sabe que é muito boa no que faz, contudo não consegue deixar de lado o nervosismo no momento da entrevista, estragando tudo por não conseguir demonstrar o quanto sabe e o quanto pode ser boa no trabalho, sobretudo porque em seu currículo constam apenas seus trabalhos anteriores como babá.

Um belo dia, ela é chamada para fazer mais uma entrevista. Desta vez, na empresa de um famosíssimo produtor de Hollywood, Everett Klein, e ela quer impressioná-lo a todo custo. Contudo, durante a entrevista (feita com o assistente do produtor, não com ele próprio), Kitty sabe que está indo mal. De repente, o assistente recebe uma ligação, e a entrevista é interrompida, deixando Kitty sem saber o que aconteceu.

 Desesperançosa e esperando mais uma carta de rejeição, alguns dias depois Kitty recebe uma ligação da esposa de Everett, perguntando se ela poderia começar a trabalhar imediatamente. Achando que finalmente conseguiu o tão sonhado estágio, Kitty aceita. Mas ela não será estagiária. Será babá de Jonas Klein, filho de Everett, por todo o período de feriado de fim de ano.

Kitty vê nessa oportunidade não só um emprego para pagar as contas em atraso, mas a chance de tentar impressionar Everett, já que conviverão diretamente, e assim poder finalmente conseguir seu estágio em cinema.

Entretanto, Kitty não esperava ter que lidar com uma família tão complicada, sobretudo com o irmão de Everett, Adam, um sujeito ranzinza e recluso, que aparentemente não tem o menor traquejo para lidar com as pessoas. Com o tempo, porém, ela vai descobrindo que Adam é muito mais do que um simples cara rabugento, e um sentimento avassalador entre eles é aflorado.

E eis o segundo livro da série. Estou começando a achar que as irmãs Shakespeare estão fadadas a personalidades fracas e dramáticas. Se em Um verão na Itália temos uma Cesca coitadinha, aqui temos uma Kitty que não tem a menor personalidade. A garota não sabe fazer entrevista, não sabe confrontar uma pessoa, não sabe dizer “não” e não sabe colocar uma pessoa no seu devido lugar, e olha que ela tem 24 anos!

Em diversos momentos ao longo do livro, Kitty me deixou impressionada com sua atitude de abaixar a cabeça e deixar para lá, sobretudo nos momentos em que Adam foi um verdadeiro estúpido. Me deixou admirada também a capacidade dela de perdoar facilmente as atitudes idiotas do cara. Acho que já está ficando um pouco demais essas histórias de caras que ficaram maus porque aconteceu algo em sua vida que os destruiu, e mocinhas que aparecem para “salvá-los”, submetendo-se a todas as atitudes deles.

Falando especificamente de Adam, tirando a parte que eu disse sobre ele ser ogro, achei ele gato e, quando não está sendo idiota, é um cara legal. É um premiado produtor de documentários e está afastado das atividades desde que algo terrível aconteceu e o deixou enfurnado na cabana anexa à casa dos pais na Virgínia Ocidental, local onde Kitty e a família Klein vão passar as festividades de fim de ano.  

Os personagens secundários aparecem um pouco mais neste livro em relação ao primeiro. Anne, a governanta da casa da família Klein, é um amor e teve uma participação importante em determinados momentos da história.

Jonas é um garotinho de sete anos lindo e que toda mãe gostaria de ter. Ele é bem quieto para um garoto que não tem a menor atenção dos pais, não se mostra rebelde como a maioria dos garotos ricos e mimados que não têm a atenção dos pais. Contudo, o que me incomodou foram os diálogos que o menino teve com os demais personagens ao longo do livro. Não gosto de crianças “adultas” que falam como se fossem mais velhos do que são. Jonas é assim e não me agradou.

Everett é um idiota completo, mas se redime pelo menos um pouco apenas no final da história. Não tive empatia pelo personagem e só queria que alguém desse um soco naquela cara.

O segredo que envolve Adam e faz com que a relação dele com a família, em especial com Everett, seja tão ruim me deixou intrigada o livro todo e só é revelada por completo no final do livro. À medida que fui descobrindo o que era o segredo, fui ficando mais e mais decepcionada, e acho que Adam não precisava ter mudado sua vida e sua relação com ninguém por causa do ocorrido. Fiquei pensando que ele só estava sendo um adulto mimado. Não me convenceu, de verdade.

O livro como um todo foi bem morno, na minha opinião, e com um conflito bem fraco. O desfecho foi até bonitinho, mas não salvou o resto da história, mais uma vez.

A capa é fofa, e um ponto positivo foi que li o livro numa semana em que Belo Horizonte está bem fria. E como a história se passa na época de Natal, apesar de não termos neve por aqui (infelizmente), o tempo frio ajudou a entrar no clima do livro. Em alguns momentos, os personagens fazem referências a filmes com temas natalinos, e me deu muita vontade de assistir àqueles filmes que sempre passavam na Sessão da Tarde nessa época do ano.

Bem, concluída a leitura, o que me resta é aguardar para saber qual das duas irmãs restantes será a personagem da próxima história e, acima de tudo, se finalmente será uma história mais do que mediana.


Adicione ao Skoob!



Série: As irmãs Shakespeare (The Shakespeare sisters)


2-Um amor de inverno (A winter´s tale)

3-Absent in the spring (Ainda não lançado no Brasil)

4-By virtue fall (Ainda não lançado no Brasil)



Avaliação (1  a 5): 









Comente, preencha o formulário, e participe do sorteio do Top comentarista de maio!

Postar um comentário

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO