target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Nós: O felizes para sempre de Ryan e James - Elle Kennedy e Sarina Bowen

>>  sexta-feira, 12 de julho de 2019

BOWEN, Sarina; KENNEDY, Elle. Nós: O felizes para sempre de Ryan e James. São Paulo: Editora Paralela, 2019. 240p. (Him, v.2 ). Título original: Us.

“Repasso tudo na minha mente. Uma viagem para visitar os pais na Califórnia. Ele não pode mesmo trabalhar. Disse que não estamos terminando. São só férias.
Então porque sinto que deixei meu coração saltar do peito e pegar um taxi para o aeroporto?” p.177

Para quem não leu Ele, que causou muito burburinho pelas redes, esse new adult tem muito romance, tem os jogadores de hóquei lindos da Elle Kennedy que alvoroçam o coração da mulherada... A diferença é que é um romance gay, um romance hot gay! Hoje vou falar do segundo volume da duologia, com Nós da Elle Kennedy e Sarina Bowen.

Ryan Wesley (Wes) e James Canning (Jamie) eram amigos desde criança. Eles se afastam na adolescência. Quando se reencontram Ryan quer contar que se apaixonou pelo melhor amigo e por isso fugiu. E James é heterossexual, ou pelo menos era até eles se envolverem.

A partir daqui contém spoilers se você não leu o primeiro volume!

Ryan e James estão namorando e completamente apaixonados. Eles estão vivendo juntos no Canadá, onde Wes é a nova sensação do time de hóquei local e Jamie treina um time de adolescentes.  Tudo está ótimo entre os dois, mas o fato de Wes precisar esconder de todos a sua sexualidade, começa a pesar.

Ele quer jogar a temporada antes de se revelar. Para evitar muito burburinho na imprensa, possíveis problemas com os outros jogadores e com o esporte em geral, afinal, ele seria o primeiro jogador gay na liga. Enquanto isso, ele finge que é heterossexual, ou melhor, tenta ser muito discreto, e apresenta Jamie como seu colega de apartamento.

Tudo se complica quando Blake Riley, colega de time de Wes, se muda para o mesmo prédio. Agora eles precisam ter ainda mais cuidado. E Blake insiste em aparecer a qualquer hora, interrompendo... de tudo um pouco. 

Esse é só o começo das dificuldades que terão que enfrentar. Quando tudo parece desmoronar, eles precisam descobrir se o que sentem um pelo outro, é forte o suficiente para enfrentar o mundo.

~~~~~

É tãooo melhor do que o primeiro volume, adorei!! Acho que um pouco porque o enredo é bem mais interessante. Em Ele, temos só o início do relacionamento dos dois, a dúvida de Ryan com os sentimentos de James e tal. A primeira transa, descobrir o que estava rolando. O fato de James se descobrir bissexual e a insegurança disso para Ryan. Aqui já temos a vida dos dois juntos, as dificuldades com a carreira e a fama de Wes. Os colegas de time, o medo de serem descobertos e a vida deles como um casal que vive junto.

Os personagens são fofos! Eu já amei os protagonistas no primeiro livro, aqui me emocionei em vários momentos. Jamie com seu jeito fofo e amável, com sua família linda e unida. Wes rico e famoso, mas que não têm mais ninguém, só Jamie, já que seus pais são detestáveis. Os novos colegas de time, todos muito interessantes.

Blake rouba parte do livro. Um personagem divertido, amigo para todas as horas, que se revela um fofo! Wes com medo de ser descoberto e da reação dele, e ele lá parecendo um urso desajeitado, se jogando no sofá no meio dos dois e nem aí pra nada. Qual não foi minha alegria (huhu) quando descobri que já tem o livro do Blake que inicia uma nova série das duas autoras, Good boy! A cara de Blake esse título. E ele se pegou com a irmã de James nesse livro, então pelo jeito o par romântico dele também já conhecemos. A série WAGs pelo que vi vai contar a história de outros jogadores do time. Estamos todas ansiosas? Levantem a mão! Que lancem logo no Brasil #EditoraParalela.

No primeiro livro, achei que a parte do preconceito foi mostrada de forma muito bonitinha, ficou meio raso. Aqui as autoras se aprofundam no assunto, afinal, é o motivo de todo o medo do Wes em se assumir. E achei muito legal, elas preferiram abordar tudo pelo lado mais positivo, mostrando como pessoas evoluídas reagem a isso atualmente. Deu para entender melhor o porquê da escolha das autoras no livro anterior. É citado todos os medos e inseguranças, mas no final, as pessoas, em sua maioria, surpreendem positivamente. Não era mais para isso ser tabu hoje em dia, não é? Mas os preconceitos bobos e arraigados existem, não adianta fingirmos o contrário.

Enfim, eu indico muito para quem curte o estilo e estou ansiosa para novos livros delas por aqui. Leiam!

Duologia Ele da Elle Kennedy/Sarina Bowen:
  1. Ele: Quando Ryan conheceu James (Him)
  2. Nós (Us)
Avaliação (1 a 5):

Comente, preencha o formulário, e concorra ao Kit Top Comentarista de julho!

Postar um comentário

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO