Virgin River: Um lugar para sonhar - Robyn Carr

>>  segunda-feira, 5 de abril de 2021

 


CARR, Robyn. Virgin River: Um lugar para sonhar. Rio de Janeiro: Editora Harlequin, 2020. 320p. (Virgin River, v.1). Título original: Virgin River. 

"- Não é um fim do mundo. É... - Mel se esforçou para encontrar a palavra certa. - Ah é de tirar o fôlego. Sim, a arquitetura deixa a desejar... quase todas as casas são pequenas, velhas e precisam de pintura. Mas o campo é uma maravilha. Não estou sozinha... Tenho uma cidade inteira ao meu lado. Nunca tive isso." p. 133

Quem aí também é aficionado por séries de TV? Eu sou viciada e Virgin River é uma das minhas queridinhas atualmente! A série de TV está disponível na Netflix e já tem duas temporadas completas. Qual não foi minha alegria, quando descobri que a série é inspirada nos livros  da americana, Robyn Carr. Confiram o que achei do primeiro volume com Virgin River: Um lugar para sonhar!

Melinda Monroe era enfermeira-chefe de um grande hospital em Los Angeles. Até que uma tragédia deixa sua vida em frangalhos. Com o coração partido e sem esperanças, ela decide deixar tudo para trás. E é assim que uma mulher de 30 e poucos anos, cosmopolita,  larga tudo para trás e aceita um emprego como enfermeira em uma pequena cidade ao norte da Califórnia, com apenas 600 habitantes, Virgin River.

Mel aceitou o emprego, confiando nas fotos paradisíacas envidas por Hope Mccrea, uma moradora local. Ela ofereceu um lindo chalé nas montanhas, a moradia estaria inclusa nos benefícios do emprego. Mel iria ajudar o médico local, Dr. Mullins, um idoso que sofre de artrite e não dá conta mais de todo o serviço da pequena clínica. 

Ao chegar, Mel fica indignada ao descobrir que toda a proposta era uma grande mentira! O chalé estava caindo aos pedaços, imundo e inabitável. A cidade era uma grande rua lamacenta com apenas um bar, que servia para todas a refeições da cidade. O médico era ranzinza e deixou claro que não precisava de ajuda! 

Mel decide abandonar a cidade no dia seguinte, percebe o erro que cometeu e decide se mudar para a cidade da irmã, Joey. Tudo muda quando um bebê é abandonado na porta da clínica, e Mel precisa ajudar. E quando conhece Jack Sheridan, ex-fuzileiro e dono do bar local, que decide fazer de tudo para convencer Mel a ficar. 

Jack é muito mais do que apenas o "dono do bar". Ele ajuda todos que precisam na cidade e cuida para que nada de errado aconteça. Em uma cidade onde um hospital está a horas de distância, assim como a polícia, a cidade toma conta dos seus e todos vivem como uma comunidade unida. Ele cuida também de Preacher, o cozinheiro do bar, um cara sério que serviu exército com Jack no passado. E de Rick, um rapaz de apenas 16 anos que vive com a avó e trabalha no bar.  Jack é solteiro, está na faixa dos 40 anos, nunca quis se comprometer, e tem um relacionamento sem compromisso com Charmaine, que vive na cidade vizinha. Quando ele começa a se apaixonar por Mel, decide terminar tudo e se abrir para o amor. 

"Um dia desses, Jack pensou, vou confessar que a amo. Dizer a ela que nunca achei que amaria uma mulher desse jeito. Vou contar que minha vida começou quando ela chegou à cidade. Mas ainda não é hora. Não queria pressioná-la ou fazer com que ela achasse que as únicas opções eram dizer que o amava também ou fugir." p. 215

~~~~~~~~~

Gostei muito do enredo, dos personagens, mas principalmente da ambientação! A cidade fictícia de Virgin River é um lugar lindo e inspirador, cada descrição dos cenários era de brilhar os olhos (uma curiosidade, a série de TV é filmada no Canadá, em Vancouver e região).  

Vamos falar sobre os protagonistas, que já conheço e amo da telinha. Engraçado que eu imaginava Mel e Jack como os atores que os interpretam, lógico, mas a descrição de Jack é bem diferente. No livro ele é descrito como um homem alto, musculoso, com cabelos escuros de corte militar. Só pela capa vocês podem ver a diferença rs. Já Mel é bem semelhante a descrição do livro, embora pareça mais baixinha no livro rs. Mel tem todo o drama de sua perda no passado, o que vai sendo contado aos poucos no livro. Jack se apaixona por ela rápido e faz de tudo para conquistá-la. Adorei os dois como indivíduos, mas não totalmente como casal rs. 

Eu curti a química entre eles e Jack é "bom demais para ser verdade". Ele é paciente, carinhoso, cuidadoso, tem pegada... #semdefeitos. Ele não só conserta o chalé para Mel de graça, ele abastece a geladeira, compra a mobília toda com atenção a cada detalhe (chega a ser surreal, embora ele afirme que está cuidando da cidade rs). Eu entendo o luto de Mel, mas o problema é que ela parecia ter 15 anos nas cenas com Jack. Ele implorava um beijinho, ela dizia não, ai ela dava, ai ficava suspirando e pensando o quanto era gostoso e depois dava um chega para lá nele. E ficava "humm que gostoso", "humm que delícia"...  E isso de novo, de novo e de novo. E eu estava já: humm que preguiça! E Jack parecia um adolescente excitado esperando atenção. Bem forçado. Isso me irritou, até que o relacionamento deles desenrola lá no final e eu voltei a curtir.

Gostei dos dramas da história, maduros, não foram bobos ou exagerados. Não só a perda da Mel e seu luto subsequente, mas como todos os dramas menores que aconteceram na cidade. Eles retrataram a tranquilidade e a beleza de se viver em um lugar simples e tranquilo, mas também os riscos e perigos ao se estar tão afastado de tudo. 

A narrativa da autora não me conquistou totalmente. Eu não sei se a narrativa em si ou se foi problema com a tradução. Mas achei os diálogos bobos e chatos muitas vezes, algumas coisas muito repetitivas. 

Sobre a série X o livro, temos mais semelhanças do que diferenças. Eu curti muito a adaptação, mas o fato de ter assistido antes pode ter valorizado a série e prejudicado o livro rs. Afinal, não teve grandes novidades para mim nesse primeiro volume. Seguem as diferenças principais:

[ALERTA DE SPOILER]
- Na série Hope e o Dr. Vernon Mullins são "divorciados" e ela é a prefeita da cidade. No livro ela é só uma senhora idosa sem noção e palpiteira, dona do chalé antigo, que inventa um monte de mentiras para levar Mel para a cidade. Acaba dando tudo certo rs, mas ela não poderia cumprir o prometido. E ela e o médico não têm nenhum tipo de relação. O Dr. é tão mal humorado quanto no início da série, mas no livro ele é mais velho, obeso e sofre de artrite, o que dificulta mais ainda o atendimento clínico. 
- Charmaine é uma mulher de 50 anos, atendente do bar da cidade vizinha e com quem Jack teve um caso de 2 anos. Ele termina com ela antes de se envolver com Mel, ela fica triste, mas aceita. Na série Charmaine é mais nova, cabelereira e garante o drama da série quando ela engravida de Jack, de gêmeos ainda por cima. No livro, surpresa, Mel que engravida de Jack e ele fica feliz da vida. 
- Mel tem o mesmo passado trágico, mas na série ela perdeu um bebê quase no final da gravidez, depois o marido em um acidente de carro. No livro eles tentaram sem sucesso ter filhos, tanto que ela acreditava ser estéril, e o marido é assassinado em um assalto.
- Alguns personagens secundários são bem parecidos, outros bem diferentes ou não aparecem. Adorei os dois casais de médicos da cidade vizinha, que ficam amigos deles. Na série ainda não apareceram.
- Não sei como a série vai resolver isso da gravidez da Charmaine, que nem existe nos livros aff. 
[FIM DO SPOILER]

Apesar de não ter amado, sigo curiosa para ler o segundo volume (oh céus! Olhem o tamanho dessa série O.o) , pelo que vi cada livro irá focar em um casal. O segundo conta a história de Preacher e Paige, que não aparece no primeiro livro.  

Quem leu ou assistiu a série me conte o que achou! Não deixe de comentar! Leiam!

Adicione ao seu Skoob!

Série Virgin River da Robyn Carr:
  1. Virgin River: Um lugar para sonhar (Virgin River) - Mel e Jack 
  2. Um refúgio nas montanhas (Shelter mountain) 
  3. Recando dos segredos (Whispering rock)
  4. A Virgin River Christmas  (os demais ainda não lançados no Brasil)
  5. Second chance pass
  6. Temptation ridge
  7. Paradise valley
  8. Forbidden falls
  9. Angel's peak
  10. Moonlight road
  11. Promise Canyon
  12. Wild man creek
  13. Harvets moon
  14. Bring me home to Christmas
  15. Hidden Summit
  16. Redwood bend
  17. Sunrise point
  18. My kind of Christmas
  19. Return to Virgin River.
Avaliação (1 a 5): 3.5

Postar um comentário

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO