Esplêndida - Julia Quinn

>>  segunda-feira, 7 de junho de 2021



QUINN, Julia. Esplêndida. São Paulo: Editora Arqueiro, 2021. 336p. (Trilogia Damas Rebeldes, v.1). Título original: Splendid.

"- Estou pensando... - Alex fez uma pausa enquanto atravessava o quarto em passadas rápidas e se sentava aos pés da cama -... que você é linda.
- A beleza é superficial  - gracejou Emma, tentando aliviar a tensão que pairava no ar.
- Muito astuto o seu comentário - retrucou Alex, com um aceno de cabeça. - Permita que eu me corrija. Acho você esplêndida." p.64

A romancista Julia Quinn dispensa apresentações! Eu já li muitos livros da autora e amei vários, mas também me decepcionei com alguns.  Confiram o que achei do primeiro livro da nova trilogia lançada no Brasil, Damas rebeldes, com Esplêndida.

Emma Dunster, 20 anos, é uma moça belíssima, apesar de ser bem diferente das tímidas debutantes inglesas. Emma é americana e como perdeu a mãe muito cedo, foi criada apenas pelo pai e logo sabia tudo do negócio da família. Seu sonho era um dia assumir os negócios do pai, algo inconcebível na época. Para tentar aplacar o espírito indomável da filha e quem sabe, convencê-la a se casar, ele convence Emma a passar um ano com a tia e os primos, na Inglaterra.

Ela ama os primos, Bella e Ned, eles foram criados como irmãos, e apesar de ficar frustrada com a decisão do pai, logo está se divertindo com sua primeira temporada em Londres. Com aulas de etiqueta, um guarda roupa inteiro novo, Emma se prepara para sua estreia na sociedade. Uma ruiva linda, inteligente e uma herdeira riquíssima. 

Alexander Ridgely, Duque de Ashbourne, tinha 29 anos e era um solteiro convicto. Cansado das armações das damas interessadas apenas em sua fortuna e seu título, das mães que ficavam em polvorosa com a sua presença, ele parou faz tempo de frequentar os bailes e eventos da aristocracia. Ele não pretende se casar tão cedo, e tem uma opinião deturpada sobre as mulheres. 

Emma só quer aproveitar um pouquinho de liberdade antes do seu baile de apresentação na casa dos tios. E é assim, que saí vestida de criada, para comprar ovos para a cozinheira. Ela estava adorando o anonimato, o fato de ninguém olhar para ela, até que vê um garotinho correndo perigo e se atira na frente de uma carruagem para salvá-lo. O menino é sobrinho do Duque de Ashbourne, que logo fica encantado com a criada que o salvou, pena que ela é completamente inadequada para ele. Ela descobre que o Duque além de perigosamente lindo, tem péssima fama com as mulheres. 

Em seu baile de estreia, Ashnbourne resolve comparecer para tentar descobrir como está a criada que salvou a vida de seu sobrinho, e acaba descobrindo a verdadeira identade de Emma. Logo ela está cercada de pretendentes e fazendo sucesso na sociedade. O problema é que um Duque teimoso, insiste em marcar território. Mesmo que ela não queira nada com ele... ou com seus incríveis olhos verdes.

~~~~~~~~

Ai gente, que delícia esse livro! E foi tão bom também adorar um livro da Julia Quinn de novo rs! Estava com expectativa bem baixa, os últimos que li da autora não gostei muito. Minhas séries queridinhas dela são Os Bridgertons e o Quarteto Smythe-Smith, depois disso quase nenhum me encantou. Mas esse livro tem tudo de melhor da autora! Uma narrativa leve, divertida, protagonistas ótimos, romance delicinha e um enredo muito legal! 

Eu adorei Emma desde o início! Ela é inteligente, impetuosa, divertida e muito decidida. Adorei vê-la abraçando aquela nova vida, dando respostas ácidas para os tolos aristocráticos e se posicionando. Emma está sempre pronta para ajudar e se mete em algumas enrascadas para ajudar os primos, Bella e Ned.  Já Alex, o duque, demorou mais para me conquistar. Até lá quase a página 100, achei o protagonista muito prepotente e arrogante. Emma uma moça inocente, ele já se mete no quarto dela e toma algumas liberdades, odiei suas atitudes. Mas logo ele muda e faz de tudo para passar mais tempo com ela e conquistar seu amor. Mesmo no fundo acreditando que não iria se apaixonar, muito menos se casar, tolinho... rs. 

O enredo é bem divertido. Muitos bailes, muitas confusões. Emma e Bella estão sempre se metendo em enrascadas e adorei a interação entre todos os personagens. Tem um drama no meio, claro, mas tudo fluiu muito bem. Achei interessante também que o "final feliz" começa bem antes do final, eu fiquei esperando para ver o que iria acontecer. Gostei das escolhas da autora, e adorei o final!! 

Já estou ansiosa para ler o segundo volume, o livro da Bella! A história dela começa no final deste livro e me deixou ainda mais curiosa. 

Eu adorei e indico para todo mundo que ama romance de época! E essa capa gente? Como sempre a Editora Arqueiro arrasa nas edições, capa linda demais. Dúvidas que eu indico? Leiam e se apaixonem também por este casal fofo! 

Adicione ao seu Skoob!


Trilogia Damas Rebeldes:
  1. Esplêndida (Splendid)
  2. Brilhante (Dancing at midnight) (os demais ainda não lançados no Brasil)
  3. Indomável (Minx)
Avaliação (1 a 5):

Comente, preencha o formulário, e concorra ao Top comentarista de junho!

Postar um comentário

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO