target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Millennium: A menina que brincava com fogo

>>  terça-feira, 17 de novembro de 2009

LARSSON, Stieg. A menina que brincava com fogo. São Paulo: Companhia das Letras, 2009. 608p. (Millennium, V.2).


A menina que brincava com fogo de Stieg Larsson é o segundo volume da trilogia Millennium. Para quem ainda não leu o primeiro livro da série - Os homens que não amavam as mulheres, confira a resenha AQUI.


Neste segundo livro da série nossos personagens favoritos estão de volta: o irresistível jornalista Mikael Blomkvist e a complicada hacker Lisbeth Salander. No ano anterior os dois trabalharam juntos em uma investigação, quando Lisbeth salva a vida de Mikael ele se sente em dívida com a moça. E agora ele tentará saldar esta dívida.

Quando o jornalista Dag Svensson e sua namorada Mia Johansson, que estavam prestes a publicar pela revista Millenium uma matéria sobre tráfico de mulheres que envolvia figurões do cenário sueco são assassinados, a polícia tem como principal suspeita Lisbeth Salander, teoricamente a última pessoa a estar na cena do crime. Para piorar, seu tutor Nils Bjurman também é assassinado.

Lisbeth Salander é acusada de triplo assassinato e está sendo perseguida por toda a força policial do país, julgada e condenada pela mídia. Lisbeth é esquiva, egoísta e pode ser muito violenta quando provocada. Tem o passado marcado por várias internações psiquiátricas e é considerada incapaz, vivendo sob a orientação de um tutor nomeado pela justiça. A polícia começa a perseguição à uma jovem mentalmente perturbada, sozinha, sem recursos e com uma aparência que se destaca nos seus inúmeros piercings, tatuagens e forma incomum de se vestir.

O que a polícia não sabe é que está perseguindo uma mulher com memória fotográfica, investigadora sem igual e uma incrível hacker, com recursos para cobrir sua fuga e tentar descobrir os verdadeiros culpados. Contrário a opinião geral que já condenou Lisbeth, Mikael não acredita nesta versão e começa uma investigação por conta própria tentando provar sua inocência.

Este é para tirar o sono! Vontade de terminar em um dia as 607 páginas e saber o que vai acontecer no final. Agora é começar o terceiro e último livro da Trilogia.



“Sonhava com um galão de gasolina e um fósforo. Ela o via, encharcado de gasolina. Podia sentir fisicamente a caixa de fósforos na sua mão. Chacoalhava a caixa de fósforos, que fazia um barulhinho. Ela a abria e escolhia um fósforo. Ouvia-o dizer alguma coisa, mais tapava os ouvidos e não escutava as palavras. Via a expressão no rosto dele enquanto riscava o fósforo. Escutava o roçar do enxofre no riscador. Parecia um trovão demorado. Via a ponta do fósforo se inflamar. Esboçou um sorriso totalmente desprovido de alegria e se endureceu. Aquela era a noite de seus treze anos."

Trilogia Millennium
In:
http://www.trilogiamillennium.com.br



  1. Os homens que não amavam as mulheres
  2. A menina que brincava com fogo
  3. A rainha do castelo de ar

Postar um comentário

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO