target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Na passarela - Meg Cabot

>>  quarta-feira, 1 de maio de 2013


CABOT, Meg. Na passarela. Rio de Janeiro: Galera Record, 2012. 272p. (Airhead, v.2). Título original: Runaway.

“- É por isso que desta vez estou te pedindo ajuda. Eu sei que não consigo mais fazer isso sozinha. Preciso de você, Christopher.
- Com certeza não pode – disse ele. Já era hora de você perceber isso.
 Então ele me puxou com força e me beijou na boca.” p.164

E hoje tem resenha de mais um livro de uma das melhores autoras de ficção adolescente e ainda melhor, o final de uma trilogia. Tenho andado com medo de alguns finais de série, vários me decepcionaram e outros tantos terminaram muito no ar. Mas Meg Cabot não me decepcionou e hoje vou falar do final fofo da trilogia Airhead com Na passarela.


Para quem não acompanha a historia, tudo começou quando Emerson Watts era uma adolescente nerd e pouco social que adorava jogos de computadores, e era  apaixonada pelo seu melhor amigo Christopher. A moça precisa acompanhar sua irmã Frida a uma festa onde estariam o cantor britânico Gabriel Luna e a super modelo Nikki Howard. Nesta festa acontece um acidente, uma morte e uma confusão gigantesca. Em se torna outra pessoa, literalmente, e sua vida nunca mais será a mesma.

A partir daqui contém spoilers se você ainda não leu Cabeça de vento e Sendo Nikki.

Em está mais perdida do que nunca, e agora, graças aos planos idiotas de Brandon Stark – seu suposto namorado, ou melhor, namorado de Nikki Howard-, está totalmente sozinha nesta confusão. Ela foi obrigada a dispensar seu grande amor Christopher, mentir dizendo que amava Brandon e  viajar com ele para sua mansão na praia. Os paparazzi estão em polvorosa tentando tirar fotos do casal em suas férias.

O que eles não sabem, é que Em/Nikki só está ali porque foi obrigada, com medo de que Brandon machucasse sua família, seu amado e seus amigos. Ela não pode explicar seus motivos, então todos estão furiosos com ela. Em está fugindo, de seus pais, dos compromissos, de tudo.

Mas na casa com ela também estão a verdadeira Nikki - que teve seu cérebro transplantado para outro corpo -, a mãe e o irmão de Nikki, Steven. Mas sua viagem/sequestro não é seu único problema, ela precisa se preparar para o desfile de Ano Novo da lingerie Stark Angel, onde Nikki irá desfilar apenas de roupa íntima, tudo bem que a roupa é toda cravejada de diamantes, mas ela ainda estaria seminua em rede nacional.

Em precisa fazer com que Nikki revele o verdadeiro segredo de Robert Stark, o segredo que vale tanto que o Sr Stark preferiu mandar matar Nikki do que aceitar uma chantagem. Só que Nikki quer algo praticamente impossível para contar qual foi a chantagem, e ela não pode se rebaixar e procurar Christopher de novo, pode?

“ – O que eu quero – disse Nikki, com a voz mais nojenta que já ouvi na vida, - e isso inclui a vez em que Whitney Roberston me perguntou se eu já ouvira falar em condicionador – é meu antigo corpo de volta.” p.37

~~~~~~~

Esta é uma das trilogias mais divertidas e surreais da Meg, a mistura de ficção científica, superstars e nerds foi o melhor da historia, um final fofo para uma historia fofa e bem inacreditável.

Nikki está sozinha em uma grande confusão, ela acha que não pode pedir ajuda e nem contar para ninguém temendo a chantagem de Brandon. Seus amigos não concordam com isso é claro, e estão prontos para ajudar.

Começa uma corrida contra o tempo, de um lado os poderosos Stark, de outro Em, a odiosa Nikki, e todos os amigos e agregados. Christopher é o personagem masculino mais fofo e inteligente de todos, ele chega para botar ordem no caos e não aceita as opiniões de Em.

Em/Nikki é bem tontinha para uma garota tão inteligente, ela custa para matar algumas charadas que estão na cara, e fica bem confusa boa parte da historia.

Não da para contar muito, mas o final foi bem fofo e teve tudo o que eu esperava, confrontos, romance, e um final lindo para vários personagens. Acho alguns deles bem engraçados; Felix – primo de Chirstopher – o hacker de 12 anos em prisão domiciliar é uma graça, Christopher não fica para trás com seu jeito meio nerd, mas totalmente pronto para a ação em defesa de sua amada. Adoro também Frida e Lulu, a melhor amiga de Nikki é bem engraçada com seu jeito sem noção.

Para quem ainda não viu, fiquei super feliz pois uma frase minha foi escolhida para ilustrar a contra capa deste livro. Dei pulinhos quando vi, e claro não poderia deixar de mostrar para vocês. =]


Este é um livro fofo para adolescentes e para quem curte teen chick-lit, Meg é sempre uma boa pedida para horas divertidas e inteligentes. Leiam!

Trilogia Airhead de Meg Cabot


  1. Cabeça de vento (Airhead)
  2. Sendo Nikki (Being Nikki )
  3. Na passarela (Runaway)
Avaliação ( 1 a 5):

Postar um comentário

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO