target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Viaje com as séries #68 – A Young Doctor’s Notebook #2

>>  segunda-feira, 29 de julho de 2013



Olá, pessoal. Lá no início de fevereiro escrevi um post apresentando a minissérie A Young Doctor's Notebook, protagonizada pelo eterno Harry Potter, o ator Daniel Hadcliffe. Fiquei interessada, curiosa, mas não tinha assistido ainda e então a HBO resolveu transmitir os quatro episódios. Os dois primeiros foram exibidos na sexta-feira, dia 19, e os dois últimos na sexta-feira, dia 26. Consegui assistir e agora comento com vocês minha experiência.

O enredo é interessante, acompanhar um jovem médico formado, com 15 melhores notas, tendo que iniciar sua carreira em uma pequena cidade rural no interior da Rússia chamada Muryovo é, no mínimo, curioso. Isso no período da Revolução Russa ainda. Meu coração está dividido em relação à produção. Eu gostei de algumas coisas, mas não gostei de outras. E o que senti após o fim do último capítulo não foi um sentimento bom. No geral, a minissérie não me conquistou, por outro lado, a atuação de Daniel está excelente e é divertido vê-lo em outro papel, mesmo que nossa mente sempre o leve para Hogwarts.


Gostei de acompanhar os primeiros passos do médico, que via seu eu no futuro, um médico acabado pelo vício em morfina e investigado pelas autoridades. Essa “conscientização” que ele quis passar para sua versão jovem foi boa, assim como as experiências adquiridas no tempo que trabalhou ali, mas não aparentou ter surtido efeito. As cenas cômicas ficaram mais nos dois primeiros episódios, os dois últimos eu não sei, pode ser que não estivesse no clima, até porque li no Banco de Séries muita gente elogiando, mas eu não gostei, mesmo.

A minissérie é completamente diferente de tudo que já assisti, e olhem que eu já assisti muita coisa, talvez por isso esse sentimento estranho, essa dúvida entre o gostei e o não gostei. Para quem assistiu e gostou, a notícia boa é que ela terá uma segunda temporada. A estreia ainda não está definida. E eu, pelo menos por enquanto, não devo assistir aos novos episódios. Porém, como me conheço bem, creio que a curiosidade será maior e me vencerá, vou querer saber o que ocorre depois daquele final, vou querer saber se há uma explicação para o aparecimento do doutor Vladimir Bomgard mais velho para sua versão jovem e se ele consegue se livrar do vício.



Meu conselho é: assista com a mente aberta e prepare-se para muita loucura! As cenas são doidas, as situações muito inusitadas e rola muita coisa sem noção que até beira ao cômico. Como por exemplo, ele examinando uma paciente ginecologicamente e oferecendo picles ou sardinha durante o procedimento. Continuo confusa e não vou bater na tecla de recomendação, assistam por sua conta e risco, mas não deixem de me contar como foi a experiência com vocês. Até a próxima.  


Postar um comentário

Posts Recentes

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO