target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

O passado é um lugar - Tana French

>>  quarta-feira, 12 de março de 2014

FRENCH, Tana. O passado é um lugar. Rio de Janeiro: Editora Rocco, 2013. 396p. (Dublin Murder Squad, v.3) Título original: Faithful place.

“Todos os meus sinalizadores tinham sido disparados numa única explosão ofuscante e estonteante: minhas segundas oportunidades, minha vingança, minha confortável e espessa linha Maginot contra a família. O fato de Rosie Daily ter descartado este triste panaca tinha sido um marco para mim, enorme e sólido como uma montanha. Agora ele bruxuleava como uma miragem, e a paisagem não parava de se mexer ao redor, virando-se pelo avesso e de trás para a frente. Já nenhuma parte dela me parecia conhecida.” p.113-114

Já falei da série policial Dublin Murder Squad em No bosque da memória e Dentro do espelho. A autora se destaca no gênero, seus livros são mais densos, sensíveis e focados no psicológico dos personagens. O resultado são romances mais complexos, uma historia investigativa onde a veia dramática também é muito forte. Hoje vou falar sobre o terceiro volume da série com O passado é um lugar da Tana French.

A resenha NÃO contém spoilers sobre os volumes anteriores da série.

Frank Mackey, 41 anos, trabalha na equipe de policiais infiltrados da policia de Dublin. Divorciado, pai de uma linda menina, Holly, tenta colocar sua vida nos eixos por ela. Olivia é uma linda mulher, e ele sabe que é o maior culpado pelo fim do casamento. Ele tenta ser um ótimo pai, mas o serviço normalmente atrapalha seus planos com a filha. Sua vida é o trabalho, Frank é um homem solitário e que já sofreu muito no passado, até que deixou para trás sua família e tudo que o ligava a eles. Todos menos a irmã mais nova, Jackie.

E é Jackie que liga insistentemente naquela tarde, e o que ela diz ao telefone, transporta Frank imediatamente para 22 anos no passado.

O ano era 1985. Aos 18 anos Frank crescia com sua família em uma minúscula casa em Faithful Place. A vila onde todos sabiam da vida de todo mundo, onde cada acontecimento era observado pelas janelas e portas. Sua casa sempre rendia bons espetáculos. O pai sempre bêbado, batendo na mãe, em qualquer um dos cinco filhos que fosse bobo o suficiente para ficar por perto. Mas ele tinha Rosie Daly, sua namorada secreta há algum tempo já que os pais da moça não gostavam de sua família, e ele não podia culpá-los. Os jovens estavam prontos para fugir para Londres, se casar e ter filhos. Um plano cuidadoso, que termina em uma noite fria de inverno, quando ele ficou em pé esperando por ela, até que o dia amanheceu e Rosie não apareceu. Certo de que ela tinha desistido e fugido sozinha, enfim cansada de sua mãe louca e seu pai alcoólatra, ele nunca voltou para casa. Nem Rosie.

Durante 22 anos ele se amargurou, procurou por ela na base de dados da polícia, tentou descobrir alguma notícia. Todos achavam que a moça estava feliz e realizada na Inglaterra, até que a mala de Rosie é encontrada em uma casa abandonada. Escondida atrás da lareira, por todo aquele tempo.

E se ela nunca saiu daquele lugar? O que pode ter acontecido a Rosie naquela noite? Frank não descansará até descobrir. Mas para isso ele precisa voltar para casa. Depois de 22 anos ele precisa olhar nos olhos da mãe, encarar o odioso pai, o irmão mais velho com quem nunca combinou, Shay. A irmã mais velha e agora casada e mãe, Carmel. E o irmão mais novo, Kevin.  Ele está disposto a tudo, ele que nunca desejou voltar para casa, pode não conseguir fugir uma segunda vez.
~~~~~~~~

O meu preferido dos três até agora! Não é o que tem o melhor mistério e nem é o mais sangrento, mas é a historia que mais mexeu comigo. A autora aborda temas que são explorados também nos volumes anteriores, amor, perda, passado e morte na Irlanda. No meio de brigas familiares estrondosas, ressentimentos e discussões explosivas, um segredo a ser revelado.  Tana French supera muitos autores em suas tramas. Seus livros têm um quê dramático muito forte, seus personagens são complexos e bem construídos, a historia é tão bem descrita que você consegue visualizar todos os locais, sentir todas as emoções.

E este é completamente independente dos dois livros anteriores. O primeiro fala de Adam e Cassie, dois policiais parceiros na investigação. No segundo Adam saí de cena e o livro é todo protagonizado por Cassie, mas ele cita acontecimentos e desdobramentos do livro anterior. Agora o 3 é protagonigado por Frank, ex chefe de Cassie, e nada dos livros anteriores é nem remotamente citado. Eu dei uma olhada na sinopse do próximo livro e pelo jeito será protagonizado por Kennedy, o detetive responsável por este caso e que rivaliza com Frank o livro todo. Então, este eu deixo vocês lerem fora da ordem hehe.

A leitura foi conflituosa. Em alguns momentos eu concordava com Frank, o melhor era ter mesmo fugido e deixado para trás aquela merda de família. Em outros eu achava o protagonista muito egoísta e rancoroso. Seus irmãos eram fofos, principalmente Kevin e Jackie. E não só ele precisava escapar, quando ele deixou tudo para trás, evitou o pai bêbado e agressivo, a falta de dinheiro... mas deixou todos os problemas para os irmãos se virarem. As consequências de tudo foi uma surpresa, eu não acreditei no que autora fez e fiquei arrasada em alguns momentos.

O livro surpreende, prende o leitor e me deixou de queixo caído. Queria saber mais sobre eles, queria fazer algo por eles. O foco como eu disse, é muito mais sobre o relacionamento e o drama familiar do que na investigação. Claro que o sumiço de Rosie permeia toda a historia. Assassinada ou fugitiva? O que aconteceu com aquela moça, em uma noite fria de Dublin, dentro de uma casa abandonada, enquanto seu namorado esperava apaixonadamente embaixo de um poste na esquina?

Frank 22 anos depois ainda não se esqueceu de seu grande amor. Sua filha, sua ex esposa, sua vida toda pode ter sido construída em cima de uma mentira. E agora? Quando o passado volta com força total, o que fazer? É uma leitura incrível, eu indico fervorosamente. Leiam!

Série Dublin Murder Squad de Tana French
  1. No bosque da memória (Título original: In the Woods)
  2. Dentro do espelho (Título original: The likeness)
  3. O passado é um lugar (Faithful place)
  4. Porto inseguro (Broken harbour).
  5. The secret place (ainda não lançado no Brasil).
Avaliação (1 a 5): 4,5

Postar um comentário

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO