target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

As regras da sedução - Madeline Hunter

>>  terça-feira, 8 de julho de 2014

HUNTER, Madeline. As regras da sedução. São Paulo: Editora Arqueiro, 2013. 272p. (Os Rothwells, v.1). Título original: The rules of seduction.

“- É claro que não acredita. Não sou o tipo de mulher que encantaria vários homens ao mesmo tempo. Aliás, não sou do tipo que encantaria nem um, o que lança uma luz desagradável nos acontecimentos recentes.
- Não acredito porque isso não é de sua natureza.
- Talvez seja. Sempre pressupus que seria horrível ser beijada por um homem a quem não amo, mas estava errada. Descobri que amor e paixão não são a mesma coisa. p.127

Estou adorando os Os Hathaways e Os Bridgertons, mas faltava uma série de romances de época da Arqueiro para começar, Os rothwells. E hoje conto para vocês o que achei sobre o primeiro volume da série com As regras da sedução da Madeline Hunter.

Alexia Wellbourne, 25 anos, nasceu fidalga, mas perdeu tudo com a morte do pai, já que a lei não permite que mulheres sejam herdeiras. O herdeiro dos bens da família não quis saber dela, e ela acabou indo viver de favor na casa de alguns primos. Não tinha grandes planos para o futuro, sem dote, com uma aparência comum e poucos atrativos, ela não tinha esperanças de se casar. Principalmente depois que seu primo, Benjamin, por quem se apaixonou, morreu na guerra. Mas Alexia tinha um teto e uma família, vivia com Timothy, Roselyn e Irene.

Eles tinham uma vida boa, Timothy herdara o lugar do irmão no Banco em que a família era sócia e Irene estava e preparando para sua apresentação à sociedade. Até que um homem muda tudo. Lorde Hayden Rothwell, irmão do marquês de Easterbrook, decreta a ruína da família. Os bens seriam vendidos para pagar dívidas, os primos voltariam para a casa de campo, e ela, era apenas um fardo que eles não precisavam lidar neste momento de dor.

Sem saber o que fazer, Alexia aceita ficar na mansão e trabalhar como dama de companhia da tia de Hayden, Lady Henrietta Wallingford e preceptora de sua filha, Caroline. Ela não tem alternativa senão aceitar a proposta, mal sabendo o quanto teria que conviver com o homem que arruinou sua família.

Alexia não o suportava, mas ele estava sempre presente nos compromissos da tia. Apesar disso, uma inexplicável atração surge entre os dois, que acaba sendo seduzida por Hayden. Sua honra exige que se case com ela, mas ela sabe que apesar de todo o desejo, eles não se amam.

~~~~~~~~

Bem diferente das outras duas séries, Madeline explora amplamente a sociedade londrina da época e valoriza as regras sociais; o comportamento das mulheres, o valor da nobreza, o papel do homem e da mulher em um relacionamento. É interessante como tudo isso muda rapidamente, como a nobreza falida é tão desprezada quando a plebe. A família de Alexia que perde tudo, vai para o campo, e logo é afastada de seus anseios sociais. Ao mesmo tempo, Alexia que apesar de pobre pertencia à nobreza, se torna uma mera empregada.

Olhando por esta abordagem, a série é mais madura e mais inteligente, tem mais bagagem do que apenas o relacionamento entre o casal protagonista. Por outro lado, a narrativa é mais séria e descritiva, saindo um pouco da linha leve e divertida que eu gostei tanto nas outras duas. Por isso, ele não foi dos meus favoritos, gosto mais dos malucos dos Hathaways e dos divertidos Bridgertons.

Alexia e Hayden se desentendem do início ao fim, eles só se dão bem na cama, fora dela é o rancor dela batendo de frente com a cabeça dura dele. Cheguei a me irritar com tantos segredos, ela julgava-o duramente, mesmo depois de Hayden mostrar-se cada vez mais benevolente. Porém, ele insistia em guardar seus segredos, independente do que ela pudesse pensar a seu respeito. E como não temos coadjuvantes fortes e divertidos, a trama é toda voltada para as disputas entre o casal, tudo muito sério.

Gostei muito do final, a autora não tem aquele final novelesco, que pula anos no futuro e já passa o casal com uma penca de filhos e tal. O livro termina no presente, o que me deixa mais curiosa para revê-los nos próximos volumes. Sobre a edição, apesar de achar as capas bonitas não acho que combine com as histórias, a loirinha da capa não se parece em nada com Alexia, o mesmo vale para a capa do segundo.

Imagino que eu possa gostar mais do próximo, agora que já conheço o estilo da autora. Até porque o irmão de Hayden é bem interessante, estou curiosa para conhecer a história de Elliot. A mulher que fará par com ele é bem interessante e diferente, vive sem se preocupar com as regras sociais.

Indicado para os fãs de romances de época, principalmente quem busca uma história mais madura e realista. Leiam!

Série Os Rothwell’s da Madeline Hunter:
  1. As regras da sedução (The rules of seduction) – Alexia e Lorde Hayden
  2. Lições do desejo (Lessons of desire) - Elliot
  3. Jogos do prazer (Secrets of surrender)
  4. Segredos de um pecador (The sins of Lord Easterbrook).
Avaliação (1 a 5):

Postar um comentário

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO