target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

O bicho-da-seda - Robert Galbraith

>>  segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

GALBRAITH, Robert. O bicho-da-seda. Rio de Janeiro: Editora Rocco, 2014. 462p. (Cormoran Strike, v.2). Título original: The silkworm.

“O assassino de Owen Quine era como aquele tubarão, pensou ele. Não havia predadores furiosos e indiscriminados entre os suspeitos do crime. Nenhum deles tinha histórico conhecido de violência. Não havia, como costuma acontecer quando surgem corpos, um rastro de delitos do passado levando á porta de um suspeito, nenhum passado manchado de sangue arrastando-se atrás de algum deles como um saco de carniça para cães famintos. O assassino era uma fera mais rara e mais estranha: daquela que esconde sua verdadeira natureza até ser suficientemente perturbada.” p.285

Penso que J. K. Rowling irá fazer bem o que quer que se proponha, depois do sucesso mundial da saga Harry Potter a autora adentrou nos romances adultos com Morte súbita e depois de tanta repercussão gerada pelo livro, adotou este pseudônimo para sua série de ficção policial. O chamado do Cuco foi um sucesso antes e depois de descobrirem a verdadeira autoria. Uma investigação policial clássica que me conquistou e me deixou ansiosa pelo próximo volume. Confiram o que achei sobre o segundo livro da série investigativa Cormoran Strike com O bicho-da-seda do Robert Galbraith.

Em O chamado do cuco conhecemos Cormoran Strike, um homem que sofreu sequelas físicas e psicológicas enquanto prestava serviço militar, após se desligar, abriu um escritório de investigação. Sua carreira de detetive particular e sua vida pessoal não andavam nada bem; endividado, chutado pela ex-noiva, morando no escritório. Sua nova secretária temporária Robin Ellacott parecia apenas um gasto desnecessário, mas a moça está disposta a tudo para ajudar o novo chefe e aprender a profissão. Já seu noivo, não está nada satisfeito com o seu novo emprego. Um caso envolvendo uma modelo famosa, muda a vida dos dois.

A resenha não contem spoilers sobre o volume anterior.

Cormoran Strike é agora um detetive conhecido, o sucesso de seu caso anterior lhe rendeu novos clientes e muito trabalho, pena que a maioria dos casos consiste em seguir homens e mulheres para provar algum tipo de infidelidade. Ele sentia falta de algo mais, do verdadeiro trabalho investigativo.

Quando a estranha Leonora Quine aparece no escritório, pedindo para que ele encontre seu marido desaparecido, Strike não consegue resistir ao caso, mesmo parecendo improvável que ela possa lhe pagar, afinal alguém quer encontrar o marido, e não se livrar dele. O caso inicialmente parecia simples, Owen Quine era um escritor fracassado, dado a desaparecimentos para chamar a atenção da mídia para seu trabalho. A mulher já estava acostumada, mas a escassez de dinheiro após dez dias sem noticias, além dos problemas com a filha que necessita de cuidados especiais, faz com que ela procure ajuda para encontrá-lo.

O caso se complica quando Strike descobre que o escritor havia terminado um manuscrito, Bombyx Mori, onde o autor solta acusações graves contra vários conhecidos, um livro que muita gente não gostaria de ver publicado. Na história o protagonista é um autor abusado e atormentado pelas pessoas ao seu redor, até que é comido vivo pelos inimigos.

Quando Quine é encontrado brutalmente assassinado, o caso muda de figura, e Strike precisa correr contra o tempo para desvendar o crime, antes que seja tarde demais.

~~~~~~~~

Um livro fantástico para quem gosta do gênero, uma investigação baseada na dedução, formada por uma teia de informações, que juntas, desvendam o mistério. É uma linha bem Sherlock Holmes, imperdível para os fãs do detetive. 

Eu amei! Gostei ainda mais do que do primeiro, este é menos introdutório, como os protagonistas foram apresentados no primeiro volume já começa direto ao ponto. A narrativa minuciosa e o grande número de pistas pode incomodar o leitor que não está acostumado com o estilo, eu amei cada detalhe.

Das divagações de Strike, passando pelo seu interrogatório - que pode parecer confuso à primeira vista-, as suas observações sarcásticas e o toque de humor ácido que permeia toda a trama. É um grande quebra-cabeça, o investigador começa tão perdido quanto o leitor, que têm em mãos as mesmas pistas do personagem para chegar a alguma conclusão, um dos aspectos mais interessantes da série. E não pense que é fácil juntar as pistas, eu pensei e tirei conclusões, acertei a forma como tudo aconteceu, mas errei o autor do crime. Sempre fico feliz quando erro rsrs.

Falando dos protagonistas, ficamos conhecendo melhor Robin e Strike. Ela cada vez com mais problemas com o noivo, que não entende seu trabalho. Frustrada com o chefe que lhe trata apenas como uma simples secretária, quando o que ela mais quer é se tornar detetive. Já ele com seus problemas amorosos de sempre, o coração partido pela ex noiva e alguma mulher sempre rondando por perto. Sua prótese na perna inchada e dolorida me deixou agoniada a cada novo dia sem cuidado, e ele insistindo nas longas caminhadas que a investigação exige. Desafiando todo mundo e atraindo novos inimigos. Seu meio irmão aparece na história,  eles são filhos de um roqueiro famoso, e eu adorei Al. Os bairros Londrinos sendo minuciosamente descritos, conseguimos visualizar muito bem todos os cenários.

Interessante como o autor descreve o meio editorial de forma tão depreciativa. Autores egocêntricos e metidos a besta, editores irados que não aguentam mais seus autores e só os suportam visando o lucro de cada nova publicação. É meio que uma paródia, já que o próprio autor desaparecido é um sujeitinho desprezível. O livro é permeado por frases do tipo “- Mais leitores, menos escritores.” que me chamavam a atenção.

O caso é mais interessante, me ganhou logo no início, mas Strike rouba todas as cenas. O detetive é ótimo! Inteligente, sagaz, com um humor ferino e tiradas fantásticas.  É um homem grandalhão e solitário, que desperta temor, ao mesmo tempo que o leitor fica encantado com sua honra e suas ideias arraigadas. Não vejo a hora de ter em mãos uma nova aventura do detetive, amei!! Leiam!!

Série Cormoran Strike do Robert Galbraith
  1. O chamado do Cuco (The Cuckoo’s calling)
  2. O bicho-da-seda (The silkworm).
Avaliação (1 a 5):

Comente e concorra ao Kit Top comentarista de dezembro, preencha o formulário!

Postar um comentário

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO