target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Ilusões honestas - Nora Roberts

>>  sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

ROBERTS, Nora. Ilusões honestas. Rio de Janeiro: Editora Bertrand, 2014. 490p. Título original: Honest illusions.

“Não disse nada quando o viu. Nada podia dizer enquanto ele se levantava da cadeira fumando cigarrilha e tomando champanhe. Meu Deus, era terrível e excitante ver aqueles belos lábios formarem um sorriso familiar, e se deparar com aqueles olhos azuis profundos.
Ainda usava os cabelos compridos, um manto de ébano se agitando atrás de seu rosto. Mesmo quando criança, era muito bonito, com aquele olhar elegante cigano que podia congelar ou incendiar uma pessoa. Com a idade, sua aparência só aprimorou. Os traços do rosto atraente, com ossos firmes e a covinha no queixo, se tornaram mais refinados e marcantes. Além da beleza, ele emanava uma aura de dramaticidade.
Era um homem pelo qual as mulheres tremiam e que desejavam.
E ela o desejara. Oh, como desejara.” p.12

Sou fã da Nora Roberts, quando tem lançamento já fico de olho e louca para tê-lo na estante, mas não são todos os livros da autora que me encantam. Alguns eu amo, outros acho mais do mesmo ou mal desenvolvidos. O último lançamento da autora no Brasil traz a mágica para suas páginas em Ilusões honestas.

Roxanne Nouvelle cresceu em meio a magia do circo, desde criança ajudava o pai com seus truques, uma menina ruiva adorada pelo pai e pela madrasta. Seu pai se tornou um mágico de sucesso e encantava o mundo com os seus truques, ao mesmo tempo usava seus talentos para roubar joias. Já adulta Roxy herda do pai o talento como ilusionista e como ladra.

Luke Callahan fugiu de casa ainda criança, escapou da mãe alcoólatra e do padrasto que o usava como saco de pancadas. Aos 12 anos ele fazia pequenos furtos no parque da cidade, quando seu caminho cruzou com o de Max Nouvelle. Ele foi acolhido pela família, tornando-se quase um irmão para Roxy, na época com 8 anos.

Eles cresceram juntos, brigando e implicando um com outro como só as crianças sabem fazer. Ele sem paciência para a pirralha mimada, ela encantada pelo menino taciturno. Já adolescentes Roxy tem uma queda por Luke, mas ele só a enxerga como a menina mais nova que ele deve tolerar e proteger. Até que Roxy se transforma em uma estonteante mulhfavorita se conter para não se envolver.

Ele tem segredos, seu passado corroeu boa parte de sua alma. Ela o deseja há muito tempo e está disposta a seduzi-lo. Em meio ao glamour da vida de artista, a emoção dos roubos bem planejados, uma paixão pode mudar tudo.

~~~~~

A autora usou o mesmo artifício de Escândalos privados, colocou um prólogo que adianta boa parte da história, que começa com Roxy e Luke ainda crianças. Prometi para mim mesma que o próximo da autora que tiver isso eu vou pular sem ler, perde tanto do encanto. Tudo bem que quando você lê e chega lá na frente, percebe que não tinha matado toda a charada, aquilo era apenas o meio do caminho, mas mesmo assim fiquei frustrada. Para mim contar o futuro dos dois, tira toda a emoção do início da história. Eles correm riscos, mas você sabe quem estará bem no final, porque leu lá no bendito prólogo.

O enredo é legal, não sou lá grande entusiasta de mágica, mas gostei das descrições das apresentações e do trabalho por trás de cada truque bem feito. Termina o show e temos roubos de joias fantásticas sendo descritos com muitos detalhes. Achei pouco desafiante, Sidney Sheldon cria ladrões como ninguém e esperava mais da Nora nesse sentido. Os dramas familiares garantem o melhor do enredo, essa parte me conquistou. Para mim ele se encaixa na mesma linha de outros suspenses românticos da autora, mas aqui ao contrário de Bellisima, Mentiras genuínas, Riquezas ocultas e Escândalos privados, não tem um crime ou um mistério sendo investigado. O suspense fica por conta da vida secreta da família e do acontecimento marcante citado no prólogo do livro que resolvi omitir da resenha (vai que vocês queiram saltar o prólogo).

Enquanto o enredo não me surpreendeu, os personagens me conquistaram. Dos protagonistas crianças à adultos, da família aos criados, todos ótimos personagens. O vilão é clichê até o último fio de cabelo, daqueles que nascem maus e vão morrer assim, loucos por vingança por pouco motivo. Em compensação eu adorei o casal. Talvez por eles conviverem a vida toda e terem muita bagagem para se gostar, por conhece-los desde criança e acompanhar toda a vida dos dois, mas principalmente, pela química entre eles. Luke tem um estilo cigano, alto, moreno, cabelo amarrado na nuca, olhar penetrante e uma covinha no queixo. #praquetudoisso Roxy é bela, inteligente e muito decidida. Ele é teimoso, ela também. Os dois são briguentos. Juntos, são fogo liquido.

Achei a leitura lenta, o livro demorou a me prender e é bem grande. Da metade para frente fluiu bem melhor, mas achei que as descrições – tanto de mágicas quanto de roubos – foram excessivas.

Enfim, não foi um dos que amei da autora, mas curti a leitura e o final foi bem redondinho. Gostei muito da forma como terminou, mesmo não sendo um dos meus favoritos. Mas Nora sempre vale a pena, leiam!

Avaliação (1 a 5):

Comente e participe do sorteio do Top comentarista de Janeiropreencha o formulário!

Postar um comentário

Posts Recentes

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO