target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Dexter no Escuro - Jeff Lindsay

>>  segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

LINDSAY, Jeff. Dexter no escuro. São Paulo: Planeta, 2010. 288p. (Dexter, v.3). Título original: Dexter in the dark.

“Não sei se mentir para um pastor é pior do que para as outras pessoas, mas eu queria que esta entrevista acabasse de forma rápida e indolor, e isto era impossível se eu dissesse a verdade. Imagine que eu começasse dizendo algo como: Sim, acredito muito na fé, pastor, tenho fé na ganância e na estupidez humana, e também na doçura fiada no aço em uma noite de luar. Tenho fé nas trevas invisíveis, nos sussurros frios das trevas internas, na clareza absoluta da faca. Sim, pastor, tenho muita fé, mas acima dela, tenho certezas, pois já vi as trevas absolutas e sei que é real; é lá aonde eu vivo.” p.211

Eu sou fã da série de TV e enrolo uma eternidade para ler os livros, talvez por já saber muito do que acontece, apesar  das diferenças que vou descobrindo a medida que leio. Essa é uma das séries que tenho como meta terminar, vamos ver se consigo aiai. Enfim, o terceiro saiu da fila, confiram o que eu achei de Dexter no escuro do Jeff Lindsay.

Dexter Morgan vive o disfarce de um cara normal muito bem, esconde de todos aquilo que chama de seu Passageiro das Trevas. E tudo faz parte desse disfarce. Seu trabalho como analista de sangue da polícia de Miami, seu namoro com Rita e até suas brincadeiras com os dois filhos dela, Astor e Cody. Sua irmã Deborah agora conhece um pouco de sua natureza, e tenta entender e respeitar, afinal, foi o pai dos dois, Harry, que o treinou. Ele caça os monstros que a polícia deixa escapar.

A partir daqui pode conter spoilers se você não leu os volumes anteriores da série.

Dexter Morgan tem regras rígidas a serem seguidas, a principal delas, matar apenas assassinos. Com sua vida secreta, nada em seu trabalho o assusta. Ele está acostumado a ver as cenas mais grotescas. Além disso, ajuda a irmã - sargento da polícia-, com dicas de como esses psicopatas pensam e agem.

A nova onda de crimes em Miami deixa todos assustados. Os corpos são encontrados carbonizados e sem cabeça, no campus da universidade. A diferença é que alguma coisa parece assustar o “Passageiro das Trevas”. Ele desaparece e Dexter fica no escuro, pela primeira vez na vida. Sem aquela voz que o alerta do perigo, que o faz destemido e poderoso. Ele agora não passa de um ser humano comum, e pela primeira vez, está apavorado.

Ao mesmo tempo, precisa lidar com os preparativos do seu casamento. Vince Masouka, seu padrinho, parece muito empolgado com suas tarefas.  Rita está a todo vapor, no modo “noiva insana”, e seus filhos, são projetos de psicopatas. Isso mesmo, Astor e Cody, querem aprender tudo o que ele sabe. Cody tem seu próprio passageiro sombrio e consegue enxergar o mesmo em Dexter.  

~~~~~~

Já gosto da série de graça, porque sou muito fã do Dexter. Ele tem um humor negro cativante, adoro a forma como tenta se integrar, mesmo tendo horror a todas as encenações sociais. Esse livro foi o que menos gostei até agora, tem um lado meio sobrenatural que achei estranho, mas não achei ruim, só gostei mais dos dois primeiros.

Nos livros anteriores o “Passageiro das Trevas” era descrito como um lado sombrio do protagonista, algo que surgiu após os episódios traumatizantes da infância. Nesse volume, quando ele desaparece, Dexter começa a pesquisar seitas e religiões que possam responder suas dúvidas, e acaba descobrindo uma teoria, onde o Passageiro seria uma espécie de demônio, que possuía vários mortais. Não gostei dessa mudança, a psicopatia dele já havia sido explicada e agora temos essa “pegada sobrenatural”. Vamos ver como fica nos próximos livros.

Por outro lado, gostei muito da interação com a nova família. Prestes a se casar, Dexter assume o papel de pai dos filhos da Rita. E está bem empolgado com o papel, um pouco disso, se deve ao fato das crianças terem matado o cachorro do vizinho e agora, estarem ansiosas para aprender as regras de Dexter. Ele está disposto a treiná-los, da mesma forma que Harry fez com ele, mas Astor é meio birrenta e isso ainda pode render muita confusão.

As diferenças entre o livro e a série de TV também são interessantes. Laguerta já partiu dessa para melhor no primeiro livro, Dexter: A mão esquerda de Deus. Doakes foi praticamente picotado por um psicopata em Querido e devotado Dexter, ficou sem língua, sem pés, sem mãos rs. E continua rondando e perseguindo Dexter, sinistro. O namorado de Deborah, também foi atacado pelo mesmo assassino e perdeu uma perna e um braço. Já a história de Dexter com a irmã e com Rita é bem semelhante até agora, só que aqui as crianças são bem sinistras rs.  

Não vejo a hora de ler o próximo, Dexter recém casado e em lua de mel vai ser algo interessante de se ver hehe. Espero não demorar tanto para ler. Quem leu me conte o que achou, indico muito tanto os livros quanto a série de TV, sou fã. Leiam ^^

Adicione ao seu Skoob!

Série Dexter de Jeff Lindsay
  1. Dexter: A mão esquerda de Deus (Darkly Dreaming Dexter)
  2. Querido e Devotado Dexter (Derly devoted Dexter)
  3. Dexter no Escuro (Dexter in the dark)
  4. Dexter – designer de um assassino (Dexter by Design)
  5. Dexter é delicioso (Dexter is Delicious)
  6. Duplo Dexter (Double Dexter) 
  7. Dexter em cena (Dexter's final Cut)
  8. Dexter está morto (Dexter is dead)
Site oficial da série de TV na FOX: http://fox.pt/dexter

Avaliação (1 a 5): 

Comente, preencha o formulário, e concorra ao Kit Top Comentarista de fevereiro.

Postar um comentário

Posts Recentes

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO