target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Nove regras a ignorar antes de se apaixonar - Sarah MacLean

>>  segunda-feira, 4 de abril de 2016

MACLEAN, Sarah. Nove regras a ignorar antes de se apaixonar. Rio de Janeiro: Editora Arqueiro, 2016. 384p. (Os números do amor, V.1). Título original: Nine rules to break romancing a rake.

“- Nem o beijo deveria deixá-la satisfeita. (...)
- Como ele deveria me deixar?
Gabriel então a beijou. De verdade.
Puxou-a contra si e pressionou a boca na dela, possuindo-a, tomando-a de uma forma que Callie nunca poderia ter imaginado. Os lábios firmes e quentes brincavam junto aos dela, tentando-a até fazê-la arfar por ar. Ele capturou o som em sua boca, tirando vantagem do lábios entreabertos para enfiar a língua, provando-a de leve até Callie não aguentar mais a provocação. Foi como se ele lesse seus pensamentos e, quando ela não podia aguentar nem mais um instante, abraçou-a mais apertado e aprofundou o beijo, mudando a pressão. E sondou mais fundo, afagando com mais firmeza.
E ela se perdeu. (...)
- Beijos não devem deixá-la satisfeita. (...)
- Eles devem deixa-la querendo mais.” p. 62-63

O último lançamento de romance de época da Arqueiro é deliciosamente romântico e divertido. O primeiro volume da trilogia, Os números do amorsurpreende e deixa um gostinho de quero mais. Confiram o que achei de Nove regras a ignorar antes de se apaixonar da Sarah MacLean.

Calpúrnia Hartwell, 28 anos, vem de uma família abastada, com o título e o dinheiro necessário para despertar o interesse de vários pretendentes. Filha do conde e da condessa de Allendale, é uma dama, e deveria ser por direito, uma das beldades do baile. Mas dez anos se passaram, sem que ela recebesse algum pedido de casamento que valesse a pena. Os poucos interessados foram bêbados, homens endividados e velhos gagás. Está cansada de ser preterida durante todos os bailes, escondendo-se no canto das solteironas, de ser ignorada até pela mãe. A mãe desistiu de casá-la e está empolgada agora que a filha mais nova, Mariana, está noiva, e de um duque!

Callie não sonha mais em encontrar seu príncipe encantado, sem ter mais nada a perder, decide dar um basta em sua vida vazia e sem propósito. Ela então elabora uma lista, com nove regras sociais que gostaria de quebrar, itens que em sua maioria, são injustamente privilégio dos homens: Beijar alguém apaixonadamente, jogar em um clube de cavalheiros, praticar esgrima, beber uísque etc. Tudo começou como uma brincadeira, até que ela decide colocar a lista em prática.

Gabriel St. John, o marquês de Ralston, é um notório libertino. Dono de uma beleza arrebatadora, rico e misterioso, é um homem que derrete o coração das mulheres. Ele não frequenta os eventos da temporada, prefere a solidão de seus aposentos e suas amantes belíssimas. Gabriel tem um irmão gêmeo, Nicholas, os dois juntos, são a sensação de qualquer evento.  Ele fez parte dos sonhos de Callie desde que o viu pela primeira vez na adolescência, ninguém nunca chegou a seus pés. E se é para quebrar as regras, é ele que Callie irá procurar em busca de seu primeiro beijo.

~~~~~~~~

Um dos melhores romances de época que já li, se equipara aos meus queridinhos da série Os Bridgertons. Amei tudo! A autora tem uma escrita leve, descontraída, mas não deixa de construir um enredo rico e interessante. Sua escrita é sexy e romântica, divertida e inteligente, com ares feministas e desdobramentos inesperados. Cada página foi uma alegre surpresa, comecei empolgada e terminei com um sorriso no rosto. 

Callie é uma excelente protagonista. A moça bondosa e inteligente, mas que foi renegada aos cantos nos bailes, muito disso devido a sua baixa auto estima. Ela também não tem a beleza clássica que espera-se das debutantes, com cabelos e olhos castanhos, estrutura cheinha, ela se considera comum e sem graça. O tempo todo ela me lembrava de outra Callie, a de Grey’s Anatomy, outra personagem linda e que não teria o padrão de beleza exigido pela sociedade, mas que ao contrário, sabe se valorizar. Pela falta de auto estima e pelas atitudes da mãe, ela lembra mais Penelope, a mocinha de Os segredos de Colin Bridgerton da Julia Quinn, outro queridinho. Apesar de que a mãe de Callie não chega a ser tão maldosa e interesseira, ela é apenas completamente sem noção rs.

Gabriel é o homem rico, libertino, que prometeu nunca amar ninguém depois do que a mãe fez com o pai no passado. Segue bem o clichê desse tipo de livro, porém ele é mais divertido e menos prepotente, o que me conquistou. Ele não é tão apegado as regras sociais quanto a maioria dos mocinhos, está mais do que disposto a ajudar Callie a quebra-las. E ele mesmo faz isso, quando aceita de braços abertos a meia irmã que acabou de descobrir, aos olhos de todos, uma filha ilegítima.

Os personagens secundários são ótimos. Mariana, a criada Anne, Juliana, Nicholas St. John, Benedict – o irmão mais velho de Callie. Seu irmão e sua mãe aparecem pouco no livro, queria que eles tivessem mais destaque. Inclusive faltou uma cena que esperei o livro todo para ver,  a mãe recebendo uma notícia sobre a filha e tal, mas a autora não mostrou essa parte.

Fiquei feliz em ver quem serão os protagonistas do restante da trilogia, Nicholas e Juliana. Estava torcendo para serem eles e não me decepcionei, já estou ansiosa para ler os próximos. Apesar de serem mais independentes, vai ser ótimo rever esse casal e descobrir o que vem a seguir. Não tem nada de que eu não tenha gostado, acho apenas que os títulos originais são mais legais, esse primeiro ficaria melhor se fosse algo como “Nove regras a quebrar para conquistar um libertino”, o terceiro então não gostei mesmo do título nacional rs.

Para quem é fã do estilo esse é indispensável. Se você não sabe se curte romance de época está aí uma ótima chance de descobrir, leitura mais do que indicada. Leiam!

Adicione ao seu Skoob!

Trilogia Os números do amor da Sarah MacLean
  1. Nove regras a ignorar antes de se apaixonar (Nine rules to break romancing a rake) – Callie e Gabriel St. John
  2. Dez formas para fazer um coração se derreter (Ten Ways to Be Adored When Landing a Lord)
  3. Onze leis a cumprir na hora de seduzir (Eleven Scandals to Start to Win a Duke's Heart). (ainda não lançado no Brasil)
Avaliação (1 a 5)

Postar um comentário

Posts Recentes

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO