target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Os segredos de Colin Bridgerton - Julia Quinn

>>  sexta-feira, 12 de setembro de 2014

QUINN, Julia. Os segredos de Colin Bridgerton. São Paulo: Editora Arqueiro, 2014. 336p. (Bridgertons, v.4). Título original: Romancing Mister Bridgerton.

“Penelope não parou uma única vez para pensar Isto é errado. Aquele beijo era tudo o que ela fora criada para temer e evitar, mas sabia – de corpo, mente e alma – que nada em sua vida jamais estivera tão certo. Havia nascido para aquele homem, e passara muitos anos tentando aceitar o fato de que ele havia nascido para outra pessoa.
Ter uma prova do contrário era o mais profundo prazer que poderia imaginar.
Ela o queria, queria aquilo, queria a forma como ele a fazia sentir.
Desejava ser linda, ainda que aos olhos de um único homem.” p.189

Se Sophie Beckett era a Cinderela, a protagonista desse volume é o Patinho Feio. Desde o início eu esperava algo assim, a autora sempre comentava sua gentileza e péssima aparência desde o primeiro livro e agora finalmente ela virou uma protagonista. Li os dois livros quase em sequencia, amei o anterior e estava ansiosa pela leitura. O quarto livro da série Os Bridgertons, Os segredos de Colin Bridgerton da Julia Quinn.

Cada livro fala sobre um dos irmãos da família Bridgertons, e por isso são independentes. O bom é que você não fica refém da continuação e pode parar a série onde quiser, mas aconselho que comecem a ler a série na ordem, já que a família vai aparecer em todos os livros. A resenha não contém spoilers dos livros anteriores, caso queira confiram as resenhas de O duque e eu, O visconde que me amava e Um perfeito cavalheiro.

Londres, 1824
Penelope Featherington ainda se lembra da primeira vez em que viu o homem por quem se apaixonou, foi em abril de 1812. Claro que ele não se apaixonou por ela, nem naquele ano, nem nos anos que vieram depois. Sua apresentação precoce na sociedade não lhe ajudou em nada, muito acima do peso, cheia de espinhas e com aquelas horríveis roupas amarelas, laranjas ou vermelhas. Roupas que sua mãe considerava alegres, mas que Lady Whistledown comparara a uma fruta que passara do ponto em sua coluna. E não sem razão, ela ainda sentia vergonha daqueles bailes. Sabia que seu tom de cabelo avermelhado não estava na moda e a mãe se negava a fazer seus vestidos com cores que combinavam. 

E assim o tempo passou, suas duas irmãs mais velhas se casaram, e ela nunca recebeu uma proposta, hoje, aos 28 anos, era considerada uma solteirona. Penelope gosta de pensar que teria recusado, só tinha olhos para um homem, um homem que lhe tratava com carinho e amizade, assim como todos da sua família, mas que nunca olhara de verdade para ela.

E  Colin Bridgerton estava de volta a Londres, depois de outra de suas longas viagens. Com mais de 30 anos era perturbado constantemente pela mãe, Violet, para enfim arrumar uma esposa, mas se negava. Colin estava sempre inquieto e frustrado, sempre a procura de uma nova aventura. Ele não aguentava ser visto nas colunas sociais como bonito, bom partido, divertido e atencioso. Ele queria ser mais, fazer mais. Seu irmão mais velho era um Visconde e o responsável pela família, Benedict tinha seu talento... já ele, sobrevivia da mesada estabelecida por Anthony.

Penelope sempre fora amiga dos Bridgertons, especialmente de Eloise. Tinham a mesma idade e ambas tinham se conformado com o destino de solteirona. Ao contrário dela, Eloise não sofrera de falta de propostas e nem ficava à margem nos bailes, ela apenas não se contentava com menos do que os irmãos tinham encontrado, um grande amor. Penelope não participava mais das temporadas, seu tempo havia passado, ela agora era a acompanhante da irmã mais nova, Felicity.

Agora mais velho, Colin começa a enxergar Penelope com outros olhos, ela está mais segura de si, mais interessante e mais bonita. Ele não sabe como não vira isso antes, mas depois de um beijo, tudo parece estar diferente. Os desdobramentos desse beijo, surpreendem as duas famílias.

~~~~~~~~~

Muito fofo e o mais divertido até agora! Só não ganha do anterior, acho difícil isso acontecer porque ele é meu favorito entre os favoritos, mas amei a leitura. Eu já gostava de Penelope, ficava com pena dela diante da mãe completamente sem noção, mas adorei vê-la com outros olhos. Colin é mais do que um rosto bonito e um cara divertido, ele se revela um homem nobre e decidido.

Este também foi o livro mais aguardado por outro motivo! Aqui finalmente descobrimos quem é a misteriosa colunista de fofofas, Lady Whistledown. Que conseguiu manter sua identidade secreta por 10 anos, até que a divertida Lady Danbury (aquela que dava bengaladas nos Bridgertons desde o primeiro livro) oferece uma grande recompensa para aquele que desmascarar a colunista. Eu cheguei a pensar na possibilidade, mas não matei a charada nos livros anteriores.  E foi tãoo perfeito!

A mãe de Penelope é a criatura mais tansa, mas sem noção do mundo e como odiei a mulherzinha. Ela olhava Penelope como se a filha não fosse nada, se referia a ela como aquela que cuidaria da mãe na velhice, e eu quase gritei de alegria quando determinada cena acontece. A dita cena, que acontece após um passeio de carruagem, foi tão divertida que eu reli as páginas três vezes. :P Duas na hora, uma agora ao escrever a resenha.

Um fato interessante é a grande passagem de tempo entre os livros anteriores e este, o terceiro livro termina em 1817 e este já começa em 1824, agora entendo todos aqueles epílogos anteriores com um grande salto temporal. Outra característica desse volume é que boa parte do livro se passa na casa da família Bridgerton, já que Penelope é amiga intima da família, e eu adoro vê-los todos reunidos. O final foi tãoooo "ahhhhh que amor", fiquei com lágrimas nos olhos. O próximo livro imagino que seja da Eloise, estou ansiosa, acho que irá mudar muito o estilo dos casais até agora.

Tem apenas uma coisa que não gostei, não acho que o título nacional faça sentido, porque Colin não tinha realmente “um segredo”, muito menos no plural rs. O título original faz bem mais sentido, não entendi a mudança aff, apesar de entender a que se referiam.

É a única coisa que tenho para reclamar, livro fofo, divertido, delicia de se ler. Quem não começou a série ainda está perdendo, leiam!!

Série Os Bridgertons da Julia Quinn
  1. O duque e eu (The Duke and I) – Daphne e Simon
  2. O visconde que me amava (The Viscount who loved me) – Anthony e Kate
  3. Um perfeito cavalheiro (An ofter from a gentleman) – Benedict e Sophie
  4. Os segredos de Colin Bridgerton (Romancing mister Bridgerton) – Colin e Penelope
  5. Para Sir Phillip, com amor (To Sir Philip, with love) – Eloise e Sir Phillip
  6. O conde enfeitiçado (When he was wicked) - Francesca e Michael
  7. Um beijo inesquecível (It’s in his Kiss) - Hyacinth e Gareth
  8. A caminho do altar (On the way to the wedding) - Gregory e Lucinda
Happily ever after (ainda não lançado no Brasil).

Avaliação (1 a 5):

Postar um comentário

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO