target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

O ar que ele respira - Brittainy C. Cherry

>>  quarta-feira, 10 de agosto de 2016

CHERRY, Brittainy C. O ar que ele respira. Rio de Janeiro: Editora Record, 2016. 306p. Título original: The air he breathes.

“Ela voltou para casa muito mais sóbria, mas ainda um pouco cambaleante. Esperei que ela entrasse antes de ir para a cama. Quando nós dois chegamos aos nossos quartos, ficamos olhando um para o outro pelas janelas.
- Você sentiu também, não sentiu? – Ela suspirou, se referindo ao beijo.
Não respondi. Mas sim.
Eu também senti.” p.92

Minha primeira experiência com a autora não foi positiva, mas resolvi dar outra chance, até porque é um estilo de leitura que tenho curtido muito. A capa linda me animou, e corri para ler O ar que ele respira da Brittainy C. Cherry.
                                                                                              
Elizabeth tinha 28 anos e uma linda filhinha de 5, Emma. Sua menininha era a única coisa que a fez seguir em frente quando perdeu o amor de sua vida, Steven. Ela saiu de sua casa e ficou um ano na casa da mãe, as lembranças eram simplesmente fortes demais, a tristeza, insuportável. A dor da perda ainda a consome, mas ela busca na filha força para recomeçar.

Depois de passar um tempo na casa da mãe, resolve voltar para casa, na pequena cidade de Meadows Creek. É lá que vivem seus sogros, Kathy e Lincoln, sua melhor amiga, Faye, e o melhor amigo de seu marido, Tanner. Emma está contente de finalmente voltar para casa, seu sorriso, quase impede que as lágrimas caiam.

Ao dar de cara com seu novo vizinho, Tristan Cole, 33, Lizzie enxerga nele mais do que um maluco agressivo – que é como todos o veem na cidade. Ela consegue ver em seus olhos a mesma dor, um sofrimento palpável. Aquele homem era muito mais do que todos diziam, e ao invés de evita-lo, ela estende a mão. Percebe logo que ele perdeu tudo o que mais amava, e que está perdido. Ela tenta se aproximar, mas todas as pessoas que se preocupam com seu bem estar, tentam impedir. Será que em dois corações despedaçados, existe a chance de um recomeço?

~~~~~~~~

Para mim esse é um romance adulto, ao contrário de Sr. Daniels, que é um NA. Embora muita gente tenha classificado esse da mesma forma. O relacionamento sexual, os dramas, a atração forte, são realmente parecidos, mas nesse os personagens são mais velhos e estão em outra fase da vida.  E eu gostei mais, não tanto quanto esperava, mais bem mais do que do outro livro dela. É um romance, mas começa mais como um drama. E não chega a ser um drama, porque o conteúdo é totalmente sensual hehe, tem até uma pitada bem novelesca de suspense. Sinto muito, não esclareci nada, mas eu também achei o gênero confuso rs.

Gostei dos protagonistas e da menininha fofa, a Emma. Elizabeth é uma mulher inteligente, boa e que sempre vê o melhor de todo mundo. Diante das circunstâncias, até achei que ela lidou muito bem com todo o sofrimento da perda do marido, conseguindo focar na filha e seguir em frente. Tristan é o oposto, totalmente destruído, sem chão e sem motivo para viver. Mas ele perdeu muito mais, e não consegue se perdoar ou seguir em frente. 

No início, a aproximação dos dois foi estranha, a autora repete várias vezes, que eles estavam apenas suprindo a carência e substituindo, por algum tempo, a pessoa amada. Muita viagem isso, até porque não foi rápida a mudança. Depois o romance realmente aconteceu e gostei muito do envolvimento dos dois. Romântico e sensual, mas sem ser excessivamente sexual. Aí a autora quis fazer graça (não tenho outra maneira de entender isso) e exagerou nas frases piegas, nas frases na vibe auto ajuda e forçou demais no dramalhão. E se não bastasse, criou um vilão do nada (no estilo inimigo do Chapolim Colorado hahaha) que só enganava os próprios personagens do livro aff. Gente, forçou demais no quesito “vilão de quinta”. Foi clichê, foi estereotipado ao extremo e totalmente sacal.

Na parte final melhora bem, meus olhos até lacrimejaram algumas vezes. Concluindo, acho que o estilo da autora não é para mim, falta caldo! É tudo muito simples, muito manjado. Esse é sim melhor que o outro que li dela, mas ainda falta muito para ser um romance imperdível. Quem leu me conte o que achou!

Ah... é série. Mas não se preocupem, são livros independentes e com personagens totalmente diferentes. Chama Elements e até agora só vi em comum os títulos que tem “air”, “fire”, “water”... Será que é só isso? Que viagem! Parece aquela série dos Signos do amor, que de série também não tem nada...Vamos acompanhando rs.

Adicione ao seu Skoob!

Série Elements da Brittainy C. Cherry:
  1. O ar que ele respira (The air he breathes)
  2. A chama dentro de nós (The fire between High & L0) 
  3. The silente Waters (os demais ainda não lançados no Brasil).
  4. The gravity of us. 
Avaliação (1 a 5):

Postar um comentário

Posts Recentes

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO