target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Depois do que aconteceu - Juliana Parrini

>>  sexta-feira, 12 de maio de 2017

PARRINI, Juliana. Depois do que aconteceu. Rio de Janeiro: Editora Suma de Letras, 2015. 344p. (Depois do que aconteceu, v.1). 
----
Isabel Maia é fotógrafa, tem 27 anos e ficou destruída Depois do que aconteceu. Ela não quer mais sair de casa para se divertir com as gêmeas Lúcia e Luana, suas melhores amigas desde a infância. Ela só deseja esperar o tempo passar...

Mas já se passou um ano. UM ANO inteiro desde que tudo com Alex, o amor da sua vida, aconteceu. Um ano sem seu coração bater mais rápido só de estar na sua presença, um ano sem andar de mãos dadas com ele, um ano sem ser feliz.

Até que um dia Luci e Lua a arrastam para o Jonny's, um bar onde todos os seus amigos se reuniam nas sextas. E é lá que ela conhece Jonathan, um homem bonito e legal, que se interessa por Isabel de imediato. Mas a recíproca não é verdadeira, porque Bel está fechada para balanço e por mais que ela tente, não consegue deixar de ver Alex em todo lugar, inclusive naquele bar, que os dois frequentavam juntos. E por isso ela bebe, bebe e vê que não aguenta mais, sabe que precisa sair dali imediatamente..

E quando chega em casa, resolve ligar para o seu pai, Pedro. Ele sabe por tudo o que ela passou e está sempre aberto a ouvi-la chorando as pitangas. E nesse momento Pedro conta que está indo para São Paulo no dia seguinte para uma reunião e ela decidi ir junto para mudar de ares. Um final de semana longe do Rio de Janeiro viria a calhar! E se Isabel queria uma mudança, que ela comece pelo visual. Bel vai a um salão de beleza assim que chega em SP e sai de lá uma outra mulher. 

Andando distraída pela Av. Paulista, enquanto fotografa tudo que vê, Isabel leva uma trombada de um cara lindo, maravilhoso, sensacional, espetacular e todas as outras palavras que você encontrar para descrever um pedaço de mau caminho. Sua câmera caí no chão, ela rala as mãos e o tal homem esplêndido a ajuda, e de quebra, a convida para tomar um café assim que ela limpar os machucados e um jantar, para entregar a câmera nova que ele comprará para substituir a estragada. Insira aqui o RICO entre todas as qualidades desse homem perfeito.

A explosão entre os dois é imediata. Isabel, que está decidida a recomeçar, vê ali uma grande oportunidade de iniciar esse processo. A atração física é latente e logo eles estão se agarrando no meio da rua. O único problema é que ele mora em SP e ela no RJ. Mas paciência, ela pelo menos já teve uma amostra de que pode ter um novo início. Isabel deu a ele seu cartão do estúdio, então se Daniel Clark quiser, poderá reencontrá-la. 

Mas antes de retornar para o Rio, Isabel e o pai vão jantar na casa de uma tia rica, a Sílvia, que tem três filhos: Sabrina, Caio e Marcela. Isabel não os vê há vinte anos, mas assim que Caio e Marcela dizem que querem se mudar para o Rio, Isabel lembra que no seu prédio tem uma cobertura disponível e promete ajudá-los nessa tarefa. 

Feliz, porque sabe que pode recomeçar, Isabel volta para a casa linda, loira e esperançosa, principalmente porque poderá contar com mais parentes morando perto dela, a auxiliando nessa nova etapa da vida.

Mas e o gato-maravilhoso-tudo de bom Daniel?  Foi mesmo um caso passageiro? E Jonathan? Ele terá alguma chance? E onde seus primos se encaixam nessa história? Descubra lendo Depois do que aconteceu.
---- 

AVISO: Este livro é contra-indicado para diabéticos.

Nunca havia lido nada da Juliana, mas como continuo na minha empreitada nacional, resolvi arriscar, afinal, a autora já teve mais de 7 milhões de leituras na internet.

Então, a primeira sensação que  tive foi que me identifico com o jeito dela escrever (só teria colocado mais uma pitada de humor e sarcasmo). Ela descreve bem o ambiente e os diálogos são críveis.

Curti os coadjuvantes! As gêmeas são uma comédia e Lua então! Faltam uns três parafusos na cabeça da garota, que me divertiu com as frases escrotas que soltava aqui e ali. Em relação aos primos da Isabel, quem eu tinha que odiar, odiei com todas as forças (ponto para a autora!). Os outros dois são legais, mas poderiam ter tido mais participação.

A história é contada no presente, com alguns flashes do passado entre Alex e Isabel. É sempre uma atitude, uma música ou uma recordação que faz a ligação entre os dois tempos. E por falar em música, há diversos trechos delas espalhados pelo livro, que fazem a protagonista se lembrar do que passou/está passando. Achei que a introdução desses trechos foi desnecessária em alguns momentos, porque quebrava a narrativa.

A grande intenção do livro é realmente esconder o que aconteceu entre Alex e Isabel e só revelar o mistério quando for realmente necessário. E assim, comecei a criar teorias. Fiquei sem saber se aconteceu como em um livro famoso da Marian Keyes ou se o Alex foi um filho da put@ mesmo. E isso só é revelado lá na frente.

Então, me senti meio enrolada. Tinha vários "quero te contar, mas não estou preparada", "não precisa me contar agora se isso fizer você ficar mal", que me deu vontade de correr lá no fim do livro e colar a resposta do tal mistério, mas não o fiz.

Aí você leu o AVISO ↑ e me pergunta: "cadê todo o açúcar?" e eu te respondo: "no livro quase inteiro".
a) Isabel parece o último Skittles do pacote! Ela é linda, bem sucedida, encantadora e todo mundo a quer;
b) A história do Alex e da Isabel (até o ponto que desanda e que achei que foi muito abrupto) parece um pote de mel bebido de uma vez só;
c) Jonathan é um docinho de coco com a Isabel e falta beijar os pés da garota;
d) O Daniel em relação à Isabel é um(a) INSIRA AQUI A COISA MAIS DOCE/MELADA/REPLETA DE AÇÚCAR QUE VOCÊ CONHECE!!!
e) O grau de fofurice e melosidade do novo amor chegou na estratosfera e me deixou doente. 

Para quem estava na fossa há um ano, achei a recuperação da Isabel muito repentina e não acreditei muito na intensidade do seu novo relacionamento. Até aceito eles terem tesão um pelo outro, mas os "eu te amo"? Mais fácil engolir um copo de arame farpado picado do que essas declarações tão rápidas! 

Tem duas cenas que achei "putzzzz" agora a autora me surpreendeu, mas em outras, ela tinha a faca e o queijo na mão e cortou a mesa! Na história há algumas cenas que poderiam ter ficado muito fod@s, mas aconteceram num plim! Outras situações que não deveriam ter rendido, acabaram rendendo mais que o necessário. Em alguns momentos a Isabel fez um c* doce dos infernos e esticou situações que poderiam ter sido resolvidas em dois minutos. 

E aí o livro acaba. E acaba numa parte que você pensa: PQP!!! 
Agora preciso do volume 2.

Série: Depois do que aconteceu
  1. Depois do que aconteceu
  2. Antes que aconteça.
Avaliação (1 a 5): 3,5


Postar um comentário

Posts Recentes

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO