target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Escrevi isso pra você - Iain S. Thomas

>>  sexta-feira, 19 de outubro de 2018

THOMAS, Iain S. Escrevi isso pra você. Rio de Janeiro: Sextante, 2018. Título original:  Wrote this for you.


“Não gosto de poemas”. Sim, essa frase era minha. Dizia aos quatro ventos, a quem quisesse ouvir. Um dia, despretensiosamente, solicitei “Escrevi isso pra você” em e-book, sem, mais uma vez, ler nada da sinopse do livro. Que tolinha. Estava bem na cara, digo, bem na capa. Eram poemas. Poemas que mudaram a minha vida.


Escrevi isso pra você é uma coletânea de poemas contemporâneos sobre os diversos momentos do amor: a paixão, o encantamento dos primeiros tempos, o lento afastamento, a solidão a dois, a dor do fim e a esperança de novos começos.

Reunindo mais de 200 textos divididos em quatro partes – Sol, Lua, Estrelas e Chuva –, o poeta sul-africano Iain S. Thomas combina palavras profundas e intensas com fotografias frias e impessoais. O resultado é um livro que provoca uma explosão de sentimentos perturbadores e conflitantes, mas totalmente familiares a qualquer pessoa que já tenha amado e sofrido pelo menos uma vez.

                                                                  ___________

Não é possível resumir este livro. Em se tratando de poemas, o que nos resta é propagar toda a beleza dos textos e seus significados.

Alguns dos textos guardam relação com o título de cada uma das quatro partes em que o livro é dividido, mas não são todos.

Além disso, os poemas vêm acompanhados, cada um deles, de uma imagem. Em alguns casos, fica evidente a conexão entre texto-imagem. Em outros casos, é preciso olhar um pouco mais de perto, analisar.

Fiquei chateada pelo fato de no Kindle as fotos aparecerem sem cor, mas se não tem outro jeito...
De qualquer modo, não tem como não se emocionar, não se pegar concordando, se identificando, sorrindo para o texto, imaginando que o autor escreveu o poema para você.

Em alguns momentos, visualizei um romântico escrevendo um texto inspirado sobre a pessoa que ama, mas confesso que em alguns poucos casos identifiquei algo de divino no poema, no sentido literal da palavra.

Fiquei tocada, arrebatada e chorei algumas vezes. Fiquei impressionada como textos tão curtos podem chegar tão longe dentro da gente.

Adicionei algumas notas em alguns textos que tenho vontade de reler e reler, até não esquecer mais. Já me adianto e indico todos, claro, mas em especial: Os filhos do tempo, a bibliografia dos fios, O aceno e a piscadinha, O dia em que você leu isto.

É uma ótima pedida para dar de presente, inclusive para aqueles que, assim como eu, não sejam muito chegados em poemas. É o presente certo para você deixar de interpretar o mundo como clichê, para passar a entendê-lo como poético. Leiam!


Adicione ao Skoob!


Avaliação (1 a 5): 5




  



             Comente, preencha o formulário, e concorra ao Kit Top comentarista de outubro!

Postar um comentário

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO