target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

E.T - O Extraterrestre - Kim Smith

>>  quarta-feira, 24 de outubro de 2018


SMITH, Kim. E.T., o extraterrestre. Rio de Janeiro: Editora Intrínseca, 2018. Título original: E.T., the extra-terrestrial.


Assim como fiz com De volta para o futuro, trago para vocês minhas impressões da leitura da edição ilustrada de E.T., o extraterrestre.

Elliot tem dois irmãos e é o filho do meio: o mais velho, Michael, e a mais nova, Gertie. Um dia à noite, enquanto vai pegar uma pizza com o entregador na porta de casa,  Elliot escuta um barulho estranho no depósito que fica do lado de fora de sua casa e pode jurar que tem um monstro lá.

Ninguém acredita nele e, no dia seguinte, ele decide fazer como a bruxa de João e Maria: espalhar doces até seu quarto para atrair o monstro. Contudo, ao fazer isso, ele descobre duas coisas: 1) o monstro gosta de bala; 2) não é um monstro, é um E.T.

Assim, ele mantém o E.T. (que é como decide chamá-lo) escondido em sua casa e vai lhe ensinando palavras, coisas, enquanto cientistas o procuram para levá-lo para fazer experiências.

Um dia, E.T. descobre que há um jeito de se comunicar com sua família no espaço, para que venham buscá-lo, e Elliot e seus irmãos vão ajudá-lo de todas as formas possíveis até que ele consiga encontrar seus parentes novamente.

                                                         
                                                                    __________

Com certeza, pelo menos uma vez nesta vida, você já ouviu e viu alguém colocar o dedo em riste e dizer: “telefone, minha casa”. Uma frase das mais clássicas do cinema mundial, de um dos filmes que mais encantou crianças e adultos pelo mundo.

Todas as vezes que eu assistia, meus olhos ficavam marejados e até hoje eu choro na cena mais famosa da bicicleta que flutua, com a lua imensa ao fundo (essa da capa mesmo).

Em mais um show de ilustração de Kim Smith e com uma leitura super-rápida, me emocionei como se estivesse assistindo ao filme novamente e sorri igual boba enquanto lia.

Reitero que a coleção não é só linda, ela vai deixar sua estante maravilhosa com essas capas duras e com uma ilustração linda. É um livro necessário para crianças e adultos, e se continuar assim, vou ficar até chata de tanto que vou indicar essa coleção.

Mais um livro da Coleção Pipoquinha que me encantou. É inexplicável de um jeito que só posso dizer que todo mundo precisa ler!


Adicione ao seu Skoob!


Avaliação (1 a 5): 








Comente, preencha o formulário, e concorra ao Kit Top comentarista de outubro! 

Postar um comentário

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO