target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Sombra - Elena P. Melodia

>>  quinta-feira, 29 de setembro de 2011

MELODIA, Elena P. Sombra. Rio de Janeiro: Editora Objetiva, 2011. 340p. (My Land, V.2).Título original: Ombra.

“Um pouco mais adiante, Morgan para de repente. Meu coração começa a bater mais forte.
- O que houve?
As palavras se perdem no ar escuro e parado.
- Nada, mas... Antes de continuar, queria dizer que, de agora em diante, estarei sempre a seu lado. Muito mais do que estive até agora.
- Está bem. Mas por que está me dizendo isso agora?
- Porque saber a verdade muda tudo. Quem descobre qual é a sua verdadeira natureza não pode mais fingir.” P. 214

Quem já leu Escuridão está familiarizado com o estilo envolvente e poético desta autora italiana. Com uma trama cheia de suspense, mistérios e estranhos fenômenos sobrenaturais acompanhem Alma no segundo volume da trilogia My Land, em Sombra de Elena P. Melodia.

Contém spoilers se você ainda não leu Escuridão.

Alma se sente mais solitária do que nunca, sua relação estranha com a mãe e o ódio que seu irmão sente por ela – depois que ele concluiu que ela tentou matá-lo – a sufocam, mas ela ainda tem Lina, sua irmã mais nova com seu sorriso sempre doce e seu olhar cheio de amor. Na escola tudo está diferente também, com a ausência de Agatha – que está em um reformatório acusada de assassinar e embalsamar a tia – e o problema de Naomi que precisa depor no julgamento de Tito, agora só restam ela e Seline. Para piorar Morgan desapareceu sem deixar rastros.

Preocupada com a ausência de Morgan e apavorada após o assassinato do dono da livraria por um Master, Alma está sozinha e perdida. Ela não confia em ninguém. Ela nunca teve ninguém para confiar todos os seus medos. Sobre como se sente sozinha, como não sente nada, nunca. Sobre os pesadelos e o caderno roxo. Seus sonhos que preveem aqueles assassinatos, o medo de ser ela mesma uma assassina.

Seline parece melhor e Adam está sempre por perto, perto demais. Ele insiste em se aproximar de Alma e ela não sabe o que ele quer. O tenente Sarl está mais próximo, mas ela não pode confiar em ninguém, muito menos na polícia. Outras pessoas podem morrer, ela precisa tentar impedir.

E coisas estranhas continuam a acontecer. Em uma excursão da escola para uma exposição de fotos Alma vê algo impossível, uma foto, uma menina idêntica a ela. Ela precisa investigar, aquela menina tem até as roupas iguais as dela e ela não sabe o que pode significar.

Morgan reaparece e promete explicar tudo o que sabe. Mas o que ele pode contar a ela? Será que ele pode explicar os assassinatos...o caderno roxo... as estranhas dores de cabeça ou aquele pesadelo? Sobre o que aconteceu com ela ou sobre o que ela é.

Achei o segundo livro da trilogia ainda melhor do que o primeiro, a autora consegue amarrar muitas das pontas soltas de Escuridão e explicar os mistérios que envolvem a vida de Alma. E a revelação é para deixar qualquer um de queixo caído, lendo o primeiro livro você desenvolve algumas teorias, mas não acredito que alguém tenha chegado perto de desvendar o mistério.

Eu continuo gostando de Alma, ainda mais agora que descobrimos o porquê de suas atitudes, de seu jeito seco e sem emoção. Lembro de quando resenhei Escuridão e falei que entendia seu lado negro pelo que aconteceu a seu pai, depois ao seu padrasto e a morte de suas amigas. Ledo engano, só agora da para entender o comportamento de Alma.


Pessoalmente adoro a narrativa mais rebuscada, os cenários sombrios e o clima tenso que permeia todo o livro. Alma transmite um medo e uma insegurança palpável, eu devorei o livro me sentindo tão perdida quanto ela e me solidarizei com a personagem. A trilogia me conquista principalmente em suas diferenças, não consigo pensar em outro livro que se assemelhe com este enredo.

Morgan é um personagem estranho, mesmo quando ele revela tudo para Alma ainda fico sem saber se gosto ou não dele, seu jeito brusco é pouco atraente e prefiro o Adam – que é outro que deixa alguns mistérios no ar.  Adam que foi um asno no primeiro livro, mas agora se mostra atencioso e muito prestativo. 

Sombra trás uma evolução no comportamento dos personagens, esclarece muitos mistérios e deixa o leitor de queixo caído – sim, um sobrenatural muito diferente! Mas uma vez a autora termina o livro e me deixa roendo as unhas, preciso do final da trilogia urgente. Leiam! Super recomendo para quem gosta de uma trama mais refinada e bem diferente do comum.


Trilogia My Land de Elena P. Melodia

1.    Escuridão (Título original: Buio);
2.    Sombra (Título original: Ombra);
3.    Luz (Título original: Luce).

Avaliação ( 1 a 5):

Postar um comentário

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO