target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

A ascensão da meia-noite

>>  segunda-feira, 24 de dezembro de 2012


ADRIAN, Lara. A ascensão da meia-noite. São Paulo: Editora Universo dos Livros, 2012. 350p. (Midnight Breed, v.4). Titulo original: Midnight Rising.

“- Não somos mortos-vivos. A Raça é uma espécie hibrida, de vida longa, que surgiu há milhares de anos neste planeta. Geneticamente, somos parte humanos e parte de outro mundo.
- Outro mundo? – repetiu Dylan, com mais calma do que ela mesma podia acreditar. – Quer dizer... alienígenas? É isso? É isso que está me dizendo?” p. 129

E voltamos com mais um capítulo da saga vampírica adulta hot (nossa isso ficou forte :P) Midnight Breed. Cada livro foca em um casal principal e por isso são mais independentes. Hoje vou falar do quarto volume da série, o livro é protagonizado pelo guerreiro Rio em A ascensão da meia-noite da Lara Adrian.

Breve resumo da série: Ambientada em Boston a estória gira em torno dos Guerreiros da ordem, vampiros fortes e corajosos, guerreiros natos que combatem aquilo que chamam de “renegados”. Os vampiros se alimentam para sobreviver, porém não matam suas vítimas; bebem sangue de humanos ou de suas companheiras de raça – humanas que tem uma marca de nascença e que quando se unem aos vampiros podem beber de seu sangue, permanecem jovens por muito tempo, mas não chegam a se transformar. E que podem dar filhos aos seus companheiros. Os renegados são os vampiros que se renderam a sede de sangue, ficaram viciados e assassinam para sobreviver. Eles caçam e matam os renegados para que sua raça continue a viver nos refúgios sem chamar a atenção dos humanos.

Os livros são bem independentes, mas a história de Rio começa  bem antes, então esta resenha contém alguns spoilers dos livros anteriores. Confira AQUI os outros livros da série resenhados.

Rio é um dos principais guerreiros da Ordem, chefiado por Lucan ele travou várias batalhas junto aos renegados, até que o mundo que conhecia chega a um trágico fim. No dia em que Rio fica mortalmente ferido por uma bomba, descobre que sua companheira havia traído a Ordem e planejado um atentado contra seu líder. Ele sobrevive. Mas sua alma está atormentada, sua mente tem apagões e ele tem dores de cabeças constantes. Rio também ficou com o coração partido e não vê mais sentido em sua vida. Ele não pertence mais a Ordem, nem a Espanha, nem a lugar nenhum.  

E foi por isso que ele permaneceu naquela caverna, lá, onde haviam encontrado a cripta do antigo, responsável por explodir tudo e destruir as provas enquanto seus irmãos voltavam para tentar encontrar o antigo vivo, antes que o mundo virasse um grande banho de sangue. O que os outros guerreiros não sabiam, é que Rio não pretendia explodir apenas a caverna, ele iria se fechar lá dentro para sempre.

Pelo menos era o seu plano, desistir e morrer, até que aquela mulher entrou na caverna. Uma turista desavisada, uma pessoa curiosa. Rio é perigoso, está ferido e faminto. Ele não permitirá que ela fique em seu caminho.

Ela é Dylan Alexander, jornalista que trabalha em uma revista impressionista, que vive para divulgar mitos, a maioria deles grandes mentiras. Não acredita no sobrenatural, mas precisa do emprego. Então vai investigar aquela estranha caverna e começa a tirar fotos da cripta. Até que vê aquele homem enorme, que podia ser apenas um indigente, mas que parece extremamente feroz.

Rio precisa apagar a memória de Dylan e recuperar todas as fotos antes de voltar ao seu plano original e se afastar para sempre. Dylan fica extremamente atraída por aquele homem forte e direto, e não se impressiona com sua face deformada. Ele se considera um monstro. Ela o acha estranhamente atraente.
~~~~~

Este é o livro que mais gostei da série até agora, Rio é o melhor personagem e o romance entre eles surgiu aos poucos, o que eu prefiro ao invés da atração sexual instantânea. Dylan é o que se espera: forte, bonita, corajosa e portadora de um dom estranho.

O que me impede de amar este tipo de série é que é tudo muito repetitivo, o casal se conhece, se estranha, faz sexo por metade do livro e acha que não está preparado para se apaixonar e bla bla bla. Ai no próximo virá outro casal e é a mesma coisa, até agora eu gostei mais de Rio por causa disso, o drama dele toma conta do enredo.

Gosto do estilo, mas prefiro ler com grandes espaços entre eles, senão enjoo. Agora de vez em quando é até legal, mesmo já sabendo como tudo vai terminar eu me divirto. Tem duas coisas que gosto muito, o lado do mal que é bem desenvolvido e rever os personagens dos livros anteriores. Ainda acho que eles podiam ter algum destaque, fica tudo muito restrito ao casal protagonistas e se o cara já encontrou a sua alma gêmea ele mal é citado. 

Para quem é fã dos sobrenaturais adultos, adora boas cenas hots e não liga para os clichês que sempre se repetem eu continuo indicando a série. Leiam!

Série Midnight Bread de Lara Adrian
  1. O beijo da meia-noite (Kiss of Midnight) – Gabrielle e Lucan
  2. O beijo escarlate (Kiss of crimson) – Dante e Tess
  3. O despertar da meia-noite (Midnight Awakening) – Tegan e Elise
  4. A ascensão da meia-noite (Midnight Rising) - Rio e Dylan
  5. O véu da meia-noite (Veil of Midnight) – Nikolai e Renata  (os demais ainda não lançados no Brasil)
  6. Ashes of Midnight
  7. Shades of Midnight
  8. Taken by Midnight
  9. Deeper than Midnight
  10. A taste of Midnight
  11. Darker after Midnight
  12. Edge of dawn.
Avaliação ( 1 a 5):

Postar um comentário

Posts Recentes

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO