target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Um caso perdido - Colleen Hoover

>>  quinta-feira, 3 de julho de 2014

HOOVER, Colleen. Um caso perdido. Rio de Janeiro: Editora Galera Record, 2014. 384p. (Hopeless, v.1). Título original: Hopeless.

“- Estou querendo dizer que não sinto nada disso. Quando fico com garotos, não sinto absolutamente nada. Apenas apatia. Então, às vezes, deixo Grayson fazer essas coisas comigo porque curto, mas porque gosto de não sentir absolutamente nada. – Ele não responde, e seu silêncio me deixa constrangida. Não posso deixar de pensar que deve estar me achando louca. – Sei que não faz sentido, e, não, não sou lésbica. É só que nunca me senti atraída por ninguém antes de você, e não sei explicar isso.
Assim que digo isso, ele vira a cabeça na minha direção no mesmo segundo em que aperto os olhos e tapo o rosto com o braço. Não acredito que acabei de admitir, em voz alta, que me sinto atraída por ele. Eu toparia morrer bem agora e mesmo assim já seria tarde demais.” p. 106

Eu amei Métrica da autora e tinha uma expectativa bem alta com seu novo livro. Até demorei para ler, quando fica todo mundo elogiando demais fico com um pé atrás. :P Hoje conto para vocês o que achei do primeiro volume da duologia Hopeless com Um caso perdido da Colleen Hover.

Linden Sky, 17 anos, viveu de forma mais protegida do que outras garotas de sua idade; pelo menos ela acha que é assim, já que sua mãe adotiva, Karen, é muito rígida com algumas coisas e muito desligada com outras. Por exemplo, Sky sempre estudou em casa e nunca teve acesso a tecnologia – TV, celular ou Internet -, sua mãe é vegana, tem um estilo de vida alternativo e horror à modernidade. Por outro lado, ela não tinha exatamente uma hora para chegar em casa, e a mãe não pegava muito no seu pé com os garotos.

Não que tivesse motivo, Sky tem vários garotos entrando e saindo de sua vida, mas nunca se sentiu atraída por nenhum deles, ela nem sabe o que é desejo e frio na barriga. Sua melhor amiga Six acha tudo isso muito estranho, até porque as duas acabam sempre com um menino diferente no quarto. O que deixa Sky com uma fama injusta de vagabunda, já que nunca dormiu com nenhum deles.

Isso nunca a preocupou, até começar o terceiro ano do ensino médio. Depois de muito insistir, Karen permitiu que ela frequentasse uma escola de verdade pela primeira vez. Ao mesmo tempo a amiga deixa o país para fazer intercâmbio e Sky é a nova menina que não conhece ninguém. Ela logo fica amiga de Breckin, o único que não se assusta com a selva da escola, com os grupos de nerds, atletas, populares... todos eles muito cruéis.

Em um encontro casual, ela conhece Dean Holder, que ela logo descobre ter uma péssima fama na escola. O mais estranho, é que ela sente uma atração por ele que jamais imaginou ser possível. Ele transpira perigo, ela tenta manter distância, mas ele parece saber tudo sobre ela. Ela está disposta a investir, afinal, nunca se sentiu assim. Mas o garoto parece ter algum transtorno de comportamento, muda de doce a agressivo em questão de minutos e Sky não consegue entendê-lo.

Ele é um caso perdido, como diz a tatuagem em seu pulso, Hopeless. Porém, uma terrível descoberta pode colocar em risco tudo em que ela acredita, até seu relacionamento com o menino complicado por quem se apaixonou.

Estão mentindo para mim, e estou morrendo de medo de descobrir o que é que as pessoas estão escondendo. p.235

~~~~~~

Caramba, que história! Tá, eu já sabia que a Colleen escreve bem, já sabia que seus personagens são fortes e suas cenas românticas são bem calientes. Mas eu não sabia que a história teria um ar de mistério e de drama, que iriam me surpreender totalmente. Vocês sabem que tenho mania de tentar adivinhar todos os desdobramentos, aqui a autora me deixou de queixo caído e sem acreditar.

Eu devorei o livro, só não li de uma sentada por falta de tempo, mas era difícil abandonar sem saber o que aconteceria a seguir, cada capítulo termina te deixando ainda mais curioso. A parte dramática e os segredos que envolvem os personagens são sensacionais, nada a reclamar da trama neste sentido.

Terminei com uma incógnita sobre a nota, inicialmente foi um 5, favorito, mas acabei tirando meio pontinho por duas coisas: Primeiro porque eu gostei mais de Métrica e foi impossível não comparar. Segundo pelas cenas românticas entre o casal, eu adorei a química entre eles, mas achei que as sensações todas ficaram exageradas. Eu fui ficando com preguiça só dessas partes, o quanto o beijo dele era isso e aquilo, o quanto ela se sentia excitada e assim e assado rs. Depois quando se revelou um dos mistérios eu entendi o porquê da autora focar tanto nisso e ele voltou a ser um favorito. E o livro faz sucesso nas redes sociais, e não só pela capa perfeita; são mais de cem mil leitores e média de 4.45 no Goodreads e quinhentos e poucos leitores e média de 4.8 no Skoob.

Sky é uma personagem intrigante. Ela não faz o estilo adolescente fresca ou revoltada, nada de choradeira, ela é bem focada, sabe o que quer e não deixa se abalar fácil. Fiquei orgulhosa de sua coragem ao chegar na nova escola sem conhecer ninguém e desdenhar das piadinhas que fazem com ela. Imagina ter estudado a vida toda em casa, não ter acesso a Internet, celular ou TV... e começar o último ano em uma escola pública? Ao invés de se preocupar com sua imagem e as críticas de todo mundo, ela estava focada em estudar, conseguir créditos extras e fazer suas longas corridas. Ela nem fica chateada com a amiga que a abandona e viaja para outro país, quando era Six que havia insistindo tanto para Sky ir a escola com ela. O relacionamento dela com a mãe também é tranquilo, nada de muito drama e reclamações.

Holder é pura perfeição, claro. Lindo, gostoso, misterioso e atencioso. Ele está sempre por perto, tenta se aproximar, e ao mesmo tempo, muda completamente de comportamento e fica arredio. Ele saiu da escola no ano anterior por praticamente espancar um aluno e não tem uma boa fama, mas está longe de ser o badboy clichê que vocês possam estar imaginando.

Os dois têm uma bagagem complicada, mas não vemos nada de triângulos amorosos, nada de personagens estereotipados ou de qualquer coisa que você acha que já tenha lido. Aqui não tem nada de tudo igual, é tudo deliciosamente diferente. Não achem que já estão cansados de livro nesse estilo, vocês não tem ideia do que se revela na trama, é realmente surpreendente. Até os nomes dos personagens fazem sentido quando você entende seus significados...  Só não entendo muito bem o porquê de ter uma continuação, para mim o livro teve já um final redondo. Vi que o próximo será narrado por Holder, claro que estou louca para ler mesmo assim. ^^

Dúvidas que indico? Larguem tudo, corram, pulem a fila e leiam logo. Ah e não procurem saber muito sobre o enredo, as descobertas são o melhor da história toda. ^^

Duologia Hopeless da Colleen Hoover

  1. Um caso perdido (Hopeless)
  2. Sem esperança (Losing Hope)

Conto interligado
2.5 Em busca de Cinderela (Finding Cinderella).


Avaliação (1 a 5):

Postar um comentário

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO