target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

A irmã da tempestade - Lucinda Riley

>>  segunda-feira, 29 de julho de 2019

RILEY, Lucinda. A irmã da tempestade. São Paulo: Editora Arqueiro, 2016. 528p. (As sete irmãs, v.2). Título original: The storm sister.

“O que sabia, porém, era que desde o dia do meu nascimento existia um universo paralelo que avançava junto com o meu e poderia facilmente ter sido meu destino. E agora esses dois universos tinham colidido, e eu trafegava pelos dois ao mesmo tempo.” p. 479

Depois de As sete irmãs, primeiro volume da série homônima que faz o maior sucesso por aqui, temos a história da Ally, com A irmã da tempestade da Lucinda Riley!

Os livros são razoavelmente independentes, o primeiro, As sete irmãs, conta a história da Maia, a irmã mais velha. Nesse vemos alguns “spoilers” para quem não leu o primeiro, apesar de que em até certo ponto, as duas histórias caminhem em paralelo. Nesse conta o que aconteceu com a Maia, sobre o pai dela, etc. Aí vai de cada leitor, eu sou obcecada por ordem de série rs. Essa resenha não contém spoiler do volume anterior.

Pa Salt é um homem riquíssimo e muito misterioso. Ele adotou seis bebês ao redor do mundo, e criou suas filhas na isolada ilha da família, na Suíça. Elas nada sabem sobre suas origens, e quase nada sobre a vida ou os negócios de Pa Salt. Só sabem que ele foi sempre um ótimo pai, criou todas com muito amor e lhes deu tudo. Ele viajava muito a trabalho, sua vida e seu passado era um mistério.

Genebra, Junho de 2007
Ally D’ Aplièse, 30, é uma grande velejadora e está se preparando para uma importante regata. Ruiva, cheia de sardas e com uma beleza única.  Ela também acabou de conhecer o homem da sua vida, Theo Falys-Kings, 35, outro grande velejador. Eles estão juntos, curtindo uns dias românticos no mar, quando ela recebe a trágica notícia da morte do pai.  Ela volta para casa desconsolada, para reencontrar as irmãs e enterrar o pai.

Ele deixou pistas sobre o passado de cada uma das seis irmãs: Maia, Ally, Estrela, Ceci, Tiggy e Electra. Depois de tudo, cada uma volta para a sua vida, e cabe a Ally decidir se quer ou não investigar sobre o seu passado.  Quando algo muda totalmente o rumo de sua vida, ela resolve seguir as pistas de suas origens.

Noruega, Agosto de 1875
Anna Tomasdatter Landvik, 18 anos, é uma moça simples e que vive com os pais em uma pequena vila. Ela ainda não foi pedida em casamento, para desespero dos pais, e nem sabe se é isso o que quer, um fazendeiro, ser dona de casa. Anna é uma sonhadora, e uma cantora incrível. Ela é descoberta por Herr Bayer, um professor de música respeitado, e levada para ser sua pupila. Agora Anna está treinando para ser uma cantora famosa. Ela conhece Jean Halvorsen e não consegue evitar se apaixonar por ele. Jean é um musicista excelente, mas é também um mulherengo sem dinheiro. O futuro de Anna está em suas mãos.

Duas mulheres em busca de si mesmas e de seu lugar no mundo. Mais de 100 anos as separam. Anna e Ally estão ligadas por sangue, amor e sofrimento.

~~~~~~~~

Logo no início eu já gostei mais desse do que do livro anterior, acho que pela personalidade mais forte e decidida de Ally, eu achei Maia uma sonsa.  Também por já ter certa curiosidade com o cenário geral que envolve a obra; o mistério sobre o passado e a morte de Pa Salt, a história do passado e o futuro de todas as irmãs. Eu gosto muito da pesquisa histórica que a autora faz para ambientar suas obras, a viagem ao passado acaba sendo melhor do que o livro no presente.  

Eu gostei dos personagens. Ally e Anna claro, as duas protagonistas. E alguns personagens que aparecem ao longo da história. Eu sempre acho que as irmãs aparecem pouco, elas somem no mundo e ninguém sabe muito bem o que está acontecendo. Me deu muita angustia tudo pelo que Ally estava passando, e só a Estrela realmente apareceu para dar apoio. Ally é forte, determinada, segue em frente apesar de tudo o que acontece. Anna é frágil, inocente, mas luta sem descanso, mesmo com todas as dificuldades. Os dois homens de destaque do livro, Theo e Jean, não me conquistaram. Theo achei sem sal, meio perfeitinho demais para o meu gosto, sem conteúdo. Jean era um escroto, só a Anna não percebia rs.

A narrativa da autora não me agrada em alguns momentos. Eu amo a parte histórica do romance, tudo relativo ao passado flui melhor. Narrativa, personagens, ambientação. Impossível não terminar de ler e ficar apaixonada pela Noruega. Já a história do presente parece que segue uma fórmula. Tem diálogos chatos demais, personagens muito estereotipados, outros muito rasos. Isso aconteceu com todos os livros que leio da autora, então posso dizer que sua narrativa não é das minhas favoritas.

Tirando isso, eu adorei a leitura como diversão. O enredo é bom, você lê ansiosa para saber como tudo vai terminar, para descobrir as origens de Ally e como isso vai mudar sua vida. Eu adorei que o final foi diferente do primeiro, pelo menos não vai ser aquilo de cada irmã encontrar o príncipe lá no final e tal. Acredito que Pa Salt esteja vivo e meio que “forçando” as irmãs a tomarem uma atitude na vida. Tenho medo do próximo livro, Estrela é uma ameba até agora kkk, espero que ela como protagonista melhore muito.

Quem acompanha a série não deixe de comentar. Indico para leitoras que curtem romances mais maduros e diferentes, leiam!

Adicione ao seu Skoob!

Série As sete irmãs da Lucinda Riley:
  1. As sete irmãs (The seven sisters) - Maia
  2. A irmã da tempestade (The storm sister) - Ally
  3. A irmã da sombra (The shadow sister) - Estrela
  4. A irmã da pérola (The pearl sister)
  5. A irmã da Lua ( The moon sister)
  6. The sun sister - previsto para out/2019 nos EUA.

Avaliação (1 a 5):

Comente, preencha o formulário, e concorra ao Kit Top Comentarista de julho!

Postar um comentário

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO