A irmã da pérola - Lucinda Riley

>>  segunda-feira, 12 de abril de 2021


RILEY, Lucinda. A irmã da pérola. São Paulo: Editora Arqueiro, 2017. 528p. (As sete irmãs, v.4). Título original: The pearl sister.

"E, lembre-se, nada acontece por acaso. Tudo está planejado antes mesmo de respirarmos pela primeira vez.
- Você realmente acredita nisso?" p.390

As sete irmãs é uma série de romance histórico/contemporâneo que narra a trajetória de uma família muito diferente. Elas foram todas adotadas e receberam seus nomes em homenagem as Plêiades, cada livro contará a história de uma delas. Confiram o que achei do quarto volume com A irmã da pérola da Lucinda Riley.

Pa Salt é um homem riquíssimo e muito misterioso. Ele adotou seis bebês ao redor do mundo, e criou suas filhas na isolada ilha da família, na Suíça. Elas não sabem nada sobre suas origens, e quase nada sobre a vida ou os negócios de Pa Salt. Só sabem que ele foi sempre um ótimo pai, criou todas com muito amor e lhes deu tudo. Ele viajava muito a trabalho, sua vida e seu passado era um mistério. Depois que ele faleceu de repente, cada filha segue o seu caminho. 

Esta resenha não contém spoilers sobre os livros anteriores!

Londres, 2007
Ceci D'Apliese nunca se sentiu parte da família. Apesar de amar Ma, a babá que as criou, e Pa Salt, ela nunca foi próxima das outras irmãs, com exceção de Estrela. Elas chegaram a casa com apenas meses de diferença, e durante a infância, Estrela não falava. Ceci era sua voz, era quem falava por ela, e elas cresceram inseparáveis. E foi sempre assim, Ceci tomava as decisões, Estrela a seguia. Até que a irmã deu um basta nessa relação dependente e seguiu seu próprio caminho (ver A irmã da sombra). Sozinha, sem rumo, Ceci precisa descobrir o que fazer da vida. 

Tudo estava dando errado em sua vida, Ceci abandona a faculdade de arte, em Londres, depois das inúmeras criticas dos professores e de não conseguir inspiração para seus trabalhos. Além disso, o fato de ser disléxica, sempre a atrapalhou nos estudos. Perto de suas irmãs brilhantes e de sucesso, ela se sentia errada, sem lugar. Ela resolve se arriscar, apesar do seu pavor de aviões, e resolve ir para a Austrália, seguir a única pista de suas origens. 

Antes disso, Ceci resolve passar pela Tailândia, uma viagem onde ela e Estrela se divertiram muitos juntas. E é lá, em uma linda praia paradisíaca, que ela começa a se reencontrar. Ceci conhece Ace, um homem rico, solitário e misterioso. Ele ficam amigos e depois acabam tendo um relacionamento passageiro. Ele a encoraja comprando uma biografia que pode estar ligada à suas origens.

Ao chegar a Austrália, Ceci logo se sente em casa. E ao começar a descobrir a história de seus antepassados, descobre também muito mais sobre si mesma. 

Edimburgo, Escócia, 1906
Kitty McBride é filha de um pastor e a mais velha entre as irmãs. Já com 16 anos e com a mãe grávida novamente, ela é enviada em uma viagem à Austrália, para servir de dama de companhia de uma rica senhora.  Lá chegando, fica hospedada na casa da família Mercer e logo encanta os dois irmãos gêmeos, Andrew e Drumond. Ambos interessados nela, mas Kitty acaba aceitando o pedido de casamento de um deles e se mudando para Broome, um lugar isolado, em pleno deserto australiano. 

E é lá que Kitty irá construir sua história, repleta de amor, perdas e muita luta. Uma mulher forte, uma empreendedora. Kitty irá traçar um caminho que influenciará o futuro de toda uma cidade.

~~~~~

Engraçado que esta série começou bem devagar para mim, o primeiro foi o que menos gostei. E a cada livro acho que só melhora! E, incrivelmente, eu que achava a Ceci insuportável nos livros anteriores, foi o livro que mais gostei!!  

Lucinda Riley arrasa na parte histórica dos livros, eu até acho que ela só deveria escrever isso rs; em todos os livros da série a parte histórica é bem melhor do que a parte contemporânea. A autora escreve muito bem, os enredos prendem, ela cria bons personagens e os cenários são sempre incríveis. É quase uma "volta ao mundo em 7 livros" hahaha, já que cada uma das filhas nasceu em um país diferente (Livro 1 se passa no Brasil, Livro 2 na Noruega, Livro 3 em Cúmbria e este na Austrália).  

Falando agora sobre séries em geral, eu observo muito pelos comentários em várias resenhas que muitos leitores gostam de ter a série toda lançada, antes de começar a ler. E muitos gostam de ler todos os livros na sequência. Como você costuma ler?  Fiquei pensando sobre isso e acho que em muitas série isso pode não funcionar bem. Livros de séries longas normalmente  são publicados com intervalo de 1 ano entre eles, alguns poucos saem mais rápidos. Mas esse tempo é importante, para lermos outras coisas e nos afastarmos um pouco da história. Porque séries longas normalmente têm uma fórmula muito parecida. E aqui isso fica claro!! Todo volume tem a história do presente a irmã, aí conta sobre algum antepassado dela, e alterna entre passado e presente até o final. Imagina ler todos em sequência? Seria extremamente cansativo e enjoativo, o famoso "mais do mesmo". Agora eu que leio em média 1 por ano, não sinto isso. É sempre ótimo reencontrar esta série. Enfim, fica esse comentário para vocês refletirem.

Voltando ao livro, o enredo e os personagens do passado, sempre dão um banho nos do presente! Eu amei Kitty, Drumond, Camira... enfim, amei todo o núcleo. Foi lindo ver a luta deles, a triste história dos aborígenes, o negócio da pérola e toda a parte histórica no que se refere ao desenvolvimento da Austrália. Mas embora Kitty tenha sido minha personagem favorita, Ceci amadureceu muito durante o livro! Eu li orgulhosa de como ela se desenvolveu, de como aos poucos ela abriu a mente e o coração para coisas novas, pessoas novas. 

Enquanto as reviravoltas do passado me deixavam sem fôlego de tanta coisa que acontecia... a história de Ceci foi bem morna. Eu gostei muito da parte familiar e pessoal, mas a tentativa de romance deixou demais a desejar. Foi o único motivo para eu não ter avaliado com um nota 5 rs. Ela tem "meio que" um romance com o tal do Ace, algo passageiro. Depois ela na Austrália conhece Chrissie, uma moça com quem ela faz amizade e a ajuda em tudo! Chrissie se declara para ela e isso fica no ar, não foi contado. Ela não sabe se é bissexual, se gosta dela assim... termina tudo muito no ar quanto ao romance. 

Apesar desse detalhe, foi meu favorito da série até o momento. E que venha o livro de Tiggy, que com certeza devo demorar um pouco para ler rs.

Eu estou adorando a série e indico para quem curte um bom romance histórica, com uma ótima ambientação e personagens interessantes. Leiam!

Adicione ao seu Skoob!

Série As sete irmãs da Lucinda Riley:
  1. As sete irmãs (The seven sisters) - Maia
  2. A irmã da tempestade (The storm sister) - Ally
  3. A irmã da sombra (The shadow sister) - Estrela
  4. A irmã da pérola (The pearl sister) - Ceci
  5. A irmã da Lua ( The moon sister) - Tiggy
  6. A irmã do sol (The sun sister)
Avaliação (1 a 5): 4.5

Comente, preencha o formulário, e concorra o Top comentarista de abril!

Postar um comentário

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO