Sangue frio - Robert Bryndza

>>  segunda-feira, 20 de julho de 2020

BRYNDZA, Robert. Sangue frio. Belo Horizonte: Editora Gutenberg, 2019. 320p. (Erika Foster, v.5). Título original: Cold blood.

“Erika chorou durante um longe período. Chorou pelas pessoas que perdeu e pela vida que sentia ter desperdiçado.
- Está tudo bem moja zlata – disse Lenka, acariciando o cabelo curto da irmã. – Está tudo bem, você não está sozinha. ” p.167

Erika Foster é uma das minhas séries queridinhas atualmente. É um tipo de ficção-policial mais leve e despretensiosa, excelente para quem quer começar a ler o gênero. Hoje conto para vocês o que achei do quinto volume com Sangue frio do Robert Bryndza.

A Detetive Inspetora Chefe Erika Foster, 45, assume mais um caso. E um caso bastante grotesco e incomum. O corpo de um homem é achado às margens do Rio Tâmisa, dentro de uma mala, todo desmembrado.  Ela começa a investigação às cegas. Sem arma do crime, sem saber onde a pessoa foi assassinada, sem a identidade da vítima. Nils Akerman, o chefe da perícia forense, está cada vez mais pressionado, tudo depende da perícia.

Já sua vida pessoal, anda de mal a pior. Peterson ainda não se recuperou e continua afastado do trabalho (ver O último suspiro), e seu relacionamento com ele parece ter terminado assim, com uma onda de culpa e constrangimento. Ela começa a trabalhar com Moss e o resto de sua equipe.

Quando o corpo de uma mulher, que também havia sido encontrado em uma mala, é ligado ao caso, ela sabe que têm outro serial killer agindo na cidade. Erika se joga de cabeça em mais um caso, mas um atentado contra a sua vida, muda tudo.

~~~~~~

Como eu disse no início, essa série é o que eu chamaria de “suspense leve” ou “ficção policial light”. São livros menores, capítulos curtos, narrativa mais ágil e mais simples. A história toda gira em torno da protagonista, ela acaba sendo mais importante do que a investigação em si. Pode não agradar os fãs de séries policiais mais complexas, já eu, gosto dos dois estilos.

Esse livro é um pouco diferente dos outros da série, ele tem mais ação e aventura, é mais uma caçada do que uma investigação em si. O leitor já sabe logo quem é o casal assassino, o que costuma me desagradar. Pessoalmente eu sou mais fã dos livros do tipo “quem matou”. Só que aqui temos um “amor bandido”, uma história de abuso físico e psicológico que resultou em tudo o que eles fizeram, e eu curti bastante essa abordagem. No final morri de pena da moça, coitada, merecia uma vida melhor. As vezes na vida acho que são nossas escolhas que resultam em quem somos ou no que conquistamos na vida. Vocês concordam? Ou acham que tudo está já traçado em algum plano superior?

Voltando ao livro, eu adoro os personagens! Adoro Erika, Moss, Peterson e todos os outros policiais e envolvidos que sempre aparecem.  Porém, o que mais me desagradou nesse volume, foi o retrocesso no desenvolvimento pessoal da protagonista. No primeiro volume, Erika era uma mulher perturbada pela perda trágica do marido no passado, sem filhos, bebia e fumava muito, era completamente antissocial. Ela não sabe lidar com seus superiores, vive sendo punida por não ter o mínimo de bom senso. E essa Érika foi evoluindo ao longo dos livros, fazendo alguns amigos, começando um relacionamento com Peterson, sendo promovida, tentando melhorar. E aqui o autor coloca tudo isso por terra! Temos de novo uma Erika sozinha, fazendo burrice, metendo os pés pelas mãos e sendo bem intragável as vezes. Fiquei triste com isso, não entendi o que o autor quis fazer. Vamos ver o que nos espera nos próximos livros.

Outro tiro no pé foi a sinopse oficial do livro! NÃO LEIAM! Sugiro que você leiam apenas o resumo que faço acima rs. Eu não entendi!! Eles colocam na sinopse um dos principais desdobramentos do livro, que me deixaram muito agoniada. Isso acontece praticamente nos momentos finais... Tem umas sinopses que realmente não entendo o que passa na cabeça de quem escreve rs (é a mesma sinopse da edição americana, então imagino que a Editora Gutenberg só traduziu).

Esse não foi dos meus favoritos da série, mas eu indico ela como um todo. Leiam!!

Adicione ao seu Skoob!

Série Erika Foster do Robert Bryndza:
  1. A garota no gelo (The girl in the ice)
  2. Uma sombra na escuridão (The night stalker)
  3. Sob águas escuras (Dark water)
  4. O último suspiro (Last breath)
  5. Sangue frio (Cold blood)
  6. Deadly secrets (ainda não lançado no Brasil).

Avaliação (1 a 5): 3.5

Comente, preencha o formulário, e concorra ao Top Comentarista de julho!

Postar um comentário

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO