target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Acima de qualquer suspeita - Scott Turow

>>  quarta-feira, 31 de agosto de 2011

TUROW, Scott. Acima de qualquer suspeita. Rio de Janeiro: Editora Record, 2011. 9 ed. 446p. Título original: Presumed innocent.

“Não há muita coisa parecida com o primeiro dia de um julgamento por homicídio. O alvorecer na manhã da batalha; cristãos contra leões em Roma. Sangue no ar. Espectadores comprimem-se em cada centímetro linear disponível, ao longo dos bancos para o público. Há quatro filas repletas de imprensa, cinco desenhistas à frente... O clima é movimentado e intenso, há um murmúrio incessante. Ninguém aqui está entediado.” P. 237

O livro de hoje é o que podemos classificar de “thriller jurídico”, tema que aparece muito nas tramas de John Grisham com histórias que giram em torno da advocacia, com crimes, assassinatos e julgamentos emocionantes – me lembram também as séries americanas como CSI, Criminal Minds, Law & Order, etc. Com uma trama inteligente e elaborada conheçam Acima de qualquer suspeita de Scott Turow.

O cenário é de poder, formado pelos maiores advogados, pelo gabinete do promotor, políticos e imprensa. O evento acontece na arrancada final da reeleição do chefe e o gabinete do promotor público se encontra em polvorosa, Raymond Horgan já teve seus dias de glória e agora corre o risco de perder o cargo para Nico Della Guardia que já havia sido parte da mesma equipe no passado. O evento em questão não parece melhorar, afinal, trata-se do velório de Carolyn Polhemus.

Carolyn era uma das promotoras do gabinete e trabalhava com Raymond até ser assassinada em sua própria casa; morte causada por um golpe na cabeça, o corpo havia sido amarrado dolorosamente e o crime tinha características sexuais. Rusty Sabich foi o investigador designado para o caso, o promotor trabalhou com a vítima em outras oportunidades e a conhecia muito bem.

Muito mais do que bem, além de colega de trabalho Carolyn significava muito mais para ele. Por alguns meses eles foram amantes, tiveram um caso tórrido até que Carolyn o abandonou sem maiores explicações, deixando Sabich arrasado a ponto de confessar seu caso miseravelmente a esposa. E ele pagaria por este erro pelo resto da sua vida, todo dia via nos olhos de Bárbara o desprezo e a raiva que sentia por ele.

Na corrida pela reeleição um assassinato na promotoria é ruim para todos, Rusty precisa obter resultados e resolver o crime o mais rápido possível. Porém o ambicioso e casado promotor resolve esconder de todos alguns pequenos detalhes, entre eles o de que a bela advogada era mais que sua colega de trabalho, ocupara também sua cama.

“Não éramos, compreendi mais tarde, amantes que satisfaziam as necessidades um do outro. À medida que o tempo passava, a atitude de Carolyn em relação a mim parecia se tornar cada vez mais de confrontação. Apesar de toda as sua farsa de sofisticação, descobri que ela podia beirar a vulgaridade. Gostava de falar obscenidades. Gabava-se. Gostava de falar sobre as minhas partes: vou chupar seu pau, seu pau duro e cabeludo. Esses arroubos me espantavam.”p. 117

Este e outros fatores começam a ser investigados por Tommy Molto - promotor e melhor amigo de Nico Della Guardia - que acusa Rusty de ter escondido e desviado provas, apontando-o como o provável assassino. Mesmo com um profundo rancor pelo marido, Bárbara continua a seu lado -  professora de matemática, muito inteligente e fissurada em desvendar enigmas ela quer participar de tudo.


A falta de pistas no caso, as atitudes de Rusty e a corrida pelo gabinete da promotoria acabam por transformar o investigador em principal suspeito. Agora Rusty enfrentará a justiça sob um novo olhar, o de acusado. Em uma disputa de ego, poder e influência política combinadas com uma série de provas circunstanciais. A justiça será retratada de maneira dura e inteligente. Tudo pode ser manipulado, enganos, incompetências e artimanhas da defesa e da promotoria determinarão o curso do caso. Claro que um detalhe permanece em aberto, afinal, quem matou Carolyn?

Pessoalmente gosto muito de thrillers tão bem construídos e narrativas inteligentes que prendem a atenção do leitor até o final.  A evolução do livro é lenta no início, muita terminologia jurídica, muitas descrições e um ambiente até então desconhecido para mim. Depois de um certo ponto - principalmente na parte do julgamento que dura toda a segunda metade do livro – é impossível de largar, adorei a narrativa do autor e fiquei ansiosa para descobrir como tudo iria terminar.

O autor mostra de forma dura as falhas da justiça e da constituição, constrói sua história de tal maneira que você não tem ideia do que ele pode aprontar até o final do livro. Os personagens não são idealizados ou adoráveis, são orgulhosos, egoístas, cheios de falhas e com um ego enorme. É o tipo de livro onde você não se simpatiza inicialmente nem pela vítima, porém o protagonista e o advogado de defesa - Sandy Stern - conquistam por sua inteligência.

Como eu disse lá no início eu não encaixaria o livro em suspense, já que várias cartas estão na mesa, tudo depende somente do julgamento e o assassino de Carolyn não é o principal fator da historia - e sim se a promotoria irá conseguir provar se Rusty foi o autor do crime; não o encaixaria também como policial porque temos apenas uma vítima, um único caso e nenhum assassino a solta – pelo menos não a vista. Acho que thriller jurídico engloba melhor a obra. Desculpem os devaneios, a terminologia é coisa de bibliotecária rs.


A obra foi adaptada para o cinema em 1990. O filme é estrelado por Harrison Ford (Rusty Sabich), Brian Dennehy (Raymond), Joe Grifasi (Tommy Molto),  Raul Julia (Sandy Stern), Greta Scacchi (Carolyn Polhemus) e Bonnie Bedelia (Bárbara).  O filme é bem antigo e eu nunca assisti, agora é claro que vou procurar, quem quiser confira o trailer.

Eu adorei a trama, a escrita do autor e principalmente a parte jurídica do livro. Terminei a leitura com aquela vontade de ser advogada e arrasar nos tribunais rs. Super indico para quem gosta do tema, vale muito a pena conhecer o estilo do autor. Leiam!

Série Kindle County Legal do Scott Turow
In: http://www.scottturow.com
  1. Acima de qualquer suspeita (Presumed innocent)
  2. O ônus da prova (The burden of proff)
  3. Declarando-se culpado (Preading guilty)
  4. As leis de nossos pais (The laws of our fathers)
  5. Ofensas pessoais (Personal injuries)
  6. Erros irreversíveis (Reversible errors)
  7. Os limites da lei (Limitations)
  8. O inocente (Innocent).
  9. Idênticos (Identical)
Avaliação (1 a 5): 

Postar um comentário

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO