target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Fazendo meu filme: A estreia de Fani - Paula Pimenta

>>  quarta-feira, 26 de outubro de 2011

PIMENTA, Paula. Fazendo meu filme: a estreia de Fani. Belo Horizonte: Editora Gutenberg,2010. 3ed. 336p. (Fazendo meu filme, v.1).

“Henry: E o que acontece se a pessoa destinada para você nunca aparecer, ou se ela aparece, mas... você está muito distraído para notar?
Leonardo da Vinci: Você aprende a prestar atenção.”
(Pra sempre Cinderela) p.170

Este é o meu livro do mês de outubro do Clube das Chocólatras BH, indicado pela Luciana Mara e o encontro do clube será hoje a noite. \o/

Eu admito, todo mundo falava para eu ler logo este livro, todos falaram que era perfeito que eu ia amar, ia chorar e ia arrepender de não ter lido antes. Resultado: Amei, chorei, arrependi de não ter lido antes e preciso urgente das continuações! Com vocês um dos melhores YA books que já li... Fazendo meu filme da brasileira Paula Pimenta.

Em Fazendo meu filme você irá conhecer uma adolescente com seus sonhos, suas descobertas e sua relação com os amigos, a escola, a família e a descoberta do primeiro amor. É um daqueles livros que você devora louco para saber o final, se diverte muito com os personagens e cai de amores pelo mocinho mais fofo do mundo.

Estefânia Castelino, mais conhecida como Fani, tem 16 anos, é uma garota inteligente, apaixonada por filmes, dona de uma tartaruga e que tem os dois melhores amigos do mundo: Gabi e Leo. No segundo ano do colégio ela divide seu tempo entre os estudos, sua paixão pelo professor super gato de Biologia e as saídas com as amigas.

Seus pais estão sempre por perto, para cobrar boas notas, buscá-la nas festas e monitorar as festas. Não que ela ligue tanto para isto, adora ficar em casa, mas as amigas nem sempre entendem este lado e insistem até arrancá-la de casa. Natália é sua amiga mais antiga, melhores amigas na infância faziam tudo juntas, agora estão um pouco mais afastadas já que não são de mesma sala.

Por falar em sala é lá que estão Gabi e Leo. Ela se veste diferente, faz piada das patricinhas e é a melhor amiga de Fani, inclusive sempre tentou por na cabeça dela que o Leo sente algo mais que amizade por ela. Fani é claro não acredita, Leo é seu melhor amigo e só, sempre presente, atencioso, fofo de um jeito descabelado e sempre divertido.

Até que duas coisas mudam esta rotina, primeiro Fani tem uma chance única, irá fazer uma prova e se aprovada irá passar o próximo ano fazendo intercâmbio na Inglaterra. Esta notícia de uma forma ou de outra acabam afastando Leo e quando Fani se assusta ele já está ao lado da patricinha da sala, a vaca da Vanessa.

“Eu ia começar a replicar, quando o Leo – que estava muito calado, só escutando a discussão – perguntou: - Você sabe quando custa uma ligação telefônica para lá?
Eu respondi para ele que eu nem sabia para onde ia, nem se ia.
- Pois me avise assim que souber, ele disse, todo sério.
Tenho que começar a fazer economia.
E depois disso entrou para a sala sem falar mais nada.” p.32

De repente ela começa a pensar muitas outras coisas, sente tanto a falta de Leo e de suas brincadeiras que começa a enxergá-lo com outros olhos. O problema é que ai já pode ser tarde demais. No meio de muitas músicas e muitos filmes, Fani terá que decidir se luta por este inesperado amor ou se irá para outro país conhecer muitas coisas novas.

Adoro quando pego um livro que curto tanto que acho impossível achar um defeito para comentar aqui, nem acho que tenha, Fazendo meu filme é perfeito. Tem romance, tem frases lindas, tem cenas divertidas e muita emoção. Claro que me fez chorar no final e ficar desesperada pela continuação.

Para quem mora em Belo Horizonte um outro lado legal do livro é acompanhar os lugares que nós conhecemos, a falta de programas generalizada levando os personagens diariamente para o cinema ou a sorveteria hehe.  Não é sempre que temos esta oportunidade e gostei muito da ambientação da história.

Os personagens são todos muito bem construídos. Fani é meio chorona para o meu gosto, mas é uma protagonista fofa. Gabi e Natália – cada uma a sua maneira – são as melhores amigas que toda menina sonha em ter. E para descrever o Leo me faltam adjetivos, voltei a adolescência e caí de amores pelo rapaz. Ele é carinhoso, atencioso, educado, inteligente, fofo, lindo... aiai suspira.

Os trechos de filme citados e a trilha sonora fecham com chave de ouro a obra. Até a dedicatória do livro achei muito linda: “Para a minha mãe, que me ensinou a sonhar. E para meu pai, que sempre realiza os meus sonhos.” Só quem não teve isso sabe que a frase que diz tudo. E por sinal foi a mãe da Paula que achou o título perfeito para o livro perfeito. =]

Fazendo meu filme me deixou com uma saudade gostosa desta época da vida, dos primeiros amores e dos grandes sonhos. Das músicas, dos filmes e das declarações de amor. Um dos melhores teen chick-lit ou YA Books que já li, tão bom ou melhor que O diário da princesa, o preferido das garotas.

Indico para todas as meninas dos 12 aos 100 anos =] Leiam! Indico para todos os meninos que querem saber que diabo de tanto drama que passa na cabeça de uma menina hehe. Leiam! É imperdível! 

“É, só eu sei, quanto amor eu guardei, sem saber que era só pra você... é, só tinha de ser com você, havia de ser pra você...”p.262

Série Fazendo meu filme de Paula Pimenta
  1. Fazendo meu filme 1: a estreia de Fani
  2. Fazendo meu filme 2: Fani na terra da Rainha
  3. Fazendo meu filme 3: O roteiro inesperado de Fani
  4. Fazendo meu filme 4: Fani em busca do final feliz.
Avaliação (1 a 5):

Postar um comentário

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO