target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Travessia - Ally Condie

>>  terça-feira, 3 de julho de 2012


CONDIE, Ally. Travessia. Rio de Janeiro: Editora Objetiva, 2012. 274p. (Matched, v.2).Título original: Crossed.

“Ky me observa com um olhar que eu conheço, triste e cheio de amor ao mesmo tempo, um olhar que ele me lança quando sabe de alguma coisa que eu não sei, algo que ele acha que foi roubado de mim.
- Estão dançando – ele diz.
- Estão o quê? – pergunto.
- Qualquer hora eu te mostro – ele diz, e sua voz, terna e profunda, me faz sentir um arrepio.” p.159

Ficção científica com romance em um futuro desconhecido, a formula das distopias que são a última febre da literatura. A trilogia Matched narra a vida de uma garota na Sociedade, um mundo onde tudo o que você faz é controlado e planejado. Hoje vou falar do segundo volume da trilogia Matched com Travessia da Ally Condie.

A sociedade controla a vida de seus cidadãos desde o nascimento, onde você mora, quais são seus estudos, seus esportes praticados, com quem você casa, qual será sua carreira e até o dia de sua morte. Em troca a sociedade garante uma vida sem contratempos, sem doenças ou tragédias. Sem emoção... sem livre arbítrio. Cássia cresceu neste mundo e nunca contestou esta vida, até que um erro em sua cerimônia de pareamento muda tudo. Ela deverá se casar com Xander, mas ela se sente atraída por Ky. Ela quer ter o direito de escolha.

A partir daqui contem spoilers para quem não leu Destino.

Cássia Reyes teve sua vida toda reformulada depois de escolher ficar ao lado de Ky, uma aberração.  Ela não teve sua condição de cidadã anulada, mas foi enviada para trabalhar nos campos por um período, sua família foi viver em outra cidade e nada é mais como antigamente. Agora nos campos, sendo vigiada diariamente e passando por inúmeras dificuldades ela só pensa em fugir e encontrar Ky.

Xander Carrow ainda não desistiu de seu amor, ele, a escolha da sociedade para ela. Seu melhor amigo, lindo e confiável. Ele a ajudou quando ela mais precisou, mas ela vê em seus olhos a tristeza, ele sabe que ela escolheu Ky. Mas, pelo jeito, o garoto também guarda algumas surpresas.

Ky Markham foi enviado para morrer nas províncias exteriores, mas ele é um sobrevivente. Ele se esquiva, se esconde, sobrevive. Aguarda o momento ideal para fugir e acaba conseguindo fazer isto junto com dois colegas. Ele parte para a Escultura, um lugar que ele se lembra muito bem, das historias de seu pai. Um dos rebeldes.

Ky finalmente consegue fugir, logo quando Cássia consegue chegar onde ele está. Agora ela parte em seu encalço, lutando com todas suas forças para encontrá-lo. Ela conhece um mundo novo, uma vida além das fronteiras. Ela quer se juntar a Rebelião, Ky quer continuar fugindo.

Ambos seguem um caminho tortuoso, fazem escolhas diferentes, mas continuam ligados por um grande amor. Cássia procura por Ky, Ky foge para depois voltar e achar Cássia, Xander espera e torce para ser escolhido. 

“É lindo e é real, mas nosso tempo juntos pode ser tão efêmero como a neve no planalto. Podemos ou tentar mudar tudo ou simplesmente aproveitar ao máximo tempo que temos.” p. 160

~~~~~

Quando eu li Destino ainda não tinha lido muitas distopias, apenas Feios e Jogos Vorazes. Eu gostei muito do primeiro livro, gostei do romance e da descrição da sociedade, achei muito interessante o processo de escolha de seu “par perfeito”. De lá para cá já li vários outros livros do estilo, isso acaba tornando o leitor mais exigente.

Travessia foi uma leitura mais rápida do que Destino, o livro tem mais ação e aventura. Ainda assim, eu esperava mais, achei que o livro terminou cedo demais, embora eu tenha ficado muito curiosa para ler o próximo. Algumas outras coisas me incomodaram, será que fui só eu que achou aquela historia da caverna da sociedade completamente furada?? Eu gostei de Travessia, mas a nota de Destino está maior porque naquela época me impressionou mais... se é que vocês me entendem rs.

Os personagens são bons, neste segundo volume a narrativa se alterna entre Cássia e Ky e isto tornou a historia mais interessante. Muita gente acha a trilogia lenta, o ritmo realmente não é cheio de ação e esta alternância entre personagens deu agilidade à historia. Eu gosto muito de Xander, e queria que ele tivesse mais destaque neste volume. Ao invés disto aparecem novos personagens, Indie ao lado de Cássia, Vick e Eli ao lado de Ky. Eu adorei Eli, um menininho fofo, espero que ele volte no próximo livro.

O interessante é que os personagens vão sendo revelados, Cássia passa a ser quase uma coadjuvante da historia, porque aqui vemos claramente a importância de Ky e Xander na historia. A autora escreve muito bem e eu acredito que ela deixou vários pontos para desenvolver à frente. Indie e Eli são personagens que prometem, ou seja, curiosíssima para ler a conclusão da historia.

O enredo da trilogia é mais leve e mais romântico do que outras séries do estilo, por este motivo acho que ela é indicada ao público mais jovem, as pré-adolescentes vão gostar muito mais da série do que o público adulto. Eu gosto da série, mas não está entre as tops do estilo para mim. Indico para o público jovem, a série é leve, mas mostra uma ótima lição sobre força de vontade, escolhas e consequências. Leiam!

Trilogia Matched de Ally Condie
  1. Destino (Matched)
  2. Travessia (Crossed)
  3. Conquista (Reached)
Avaliação (1 a 5):

Postar um comentário

Posts Recentes

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO