target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Toda sua - Sylvia Day

>>  terça-feira, 25 de setembro de 2012


DAY, Sylvia. Toda sua. São Paulo: Editora Paralela, 2012. (Crossfire, v.1) Título original: Bared to you.

“Ele afastou os cabelos que cobriam meu rosto com a mão, depois limpou minhas lágrimas de alívio. Estou sempre pronto para você, sempre com tesão. Estou sempre morrendo de vontade. Se alguma coisa pudesse mudar isso, já teria sido feita antes de chegarmos a este ponto. Entendeu?” p.152

A onda dos romances eróticos finalmente chega ao Brasil, alavancado pelo atualmente famosíssimo Cinquenta tons de cinza - que eu ainda não li -, o gênero parece que vai emplacar e vem gerando críticas, suspiros e muitos comentários por ai. Li várias descrições deste livro como sendo mais adulto e mais bem escrito do que a trilogia Fifty Shades, fiz o caminho inverso e não posso fazer comparações. Mas posso contar para vocês tudo que senti lendo Toda sua da americana Sylvia Day.

Eva Tramell, 24 anos, é uma mulher decidida e está disposta a abraçar sua nova vida em Nova York. Eva trás consigo dolorosos segredos do passado, mas deseja deixar tudo para trás, apesar das tentativas de controle de sua mãe. Filha de um policial com uma mulher que sempre almejou uma vida boa e confortável, ela não tem problemas de grana e o padrasto está sempre disposto a atender todos os desejos de sua mãe.

Porém, Eva almeja alcançar o sucesso profissional por seus próprios méritos e é assim que se encontra dividindo um lindo apartamento com seu melhor amigo Cary Taylor, um modelo belíssimo que conhece bem seu passado. Ela acaba de conseguir um emprego em uma das maiores agencias publicitárias de Manhattan e ainda não sabe os rumos que sua vida irá tomar.

Na sede do Edifício Crossfire – onde irá trabalhar – Eva conhece o poderoso bilionário Gideon Cross, um homem que exala sensualidade e poder. Ele sempre teve tudo que desejou, e Eva teme seu fascínio por aquele homem delicioso, teme ainda mais o interesse que ele demonstra por ela.

Esta na cara que ele é um problema. Ela precisa se manter longe de encrenca. Ele não irá desistir. Ela acaba por ceder. Começa então um relacionamento sexual intenso e abrasador, sexy e possessivo. E quando Eva descobre que o que sente por ele é muito maior do que desejo, eles precisarão quebrar velhas barreiras para enfim se entregar.
~~~~

Para quem ainda não percebeu, este livro definitivamente não é indicado para menores de 18 anos. A autora não poupa descrições das cenas fortes, seus diálogos são brutos e, felizmente, não foram suavizados pela tradução.

“Você está dormindo com alguém?
Por que está me perguntando isso?
Porque eu quero comer você, Eva. Então preciso saber se existe alguém atrapalhando meus planos.” p.29

A base principal desta historia é a relação sexual, e os protagonistas não querem fazer amorzinho, então se não curte... passe longe. Acho que foi o romance mais forte que já li, não estou acostumada com o estilo e gostei de diversos fatores. A escrita é boa, a leitura flui bem e a química entre os protagonistas é excelente. Além disso, os personagens têm uma bagagem emocional muito sofrida e traumatizante, que vai sendo revelada no decorrer da trama e que explica muito do comportamento dos dois.  Eu gostei do fator "trauma", a protagonista questiona se duas pessoas tão machucadas poderiam ter um relacionamento saudável.

Não percebi no livro práticas de BDSM, pelo menos nada estranho ou grotesco. Gideon é um homem extremamente ciumento e dominador. Ele descobre tudo sobre Eva, manda segui-la, sabe de todos os seus passos. Na cama ele é a parte dominante do casal, mas não faz nada que sua parceira não queira.

Apesar de todo o entusiasmo com o novo gênero, algumas coisas me incomodaram. Encontrei vários erros de digitação e as aspas no lugar dos travessões para marcar os diálogos me incomodaram durante todo o livro. Como a edição que eu li é uma prova, vamos ver se a oficial irá pelo menos corrigir os erros. Sobre a trama me incomodou os inúmeros e descritivos comentários de Eva sobre Gideon. O quanto ele era lindo, gostoso, fascinante; o quando ela morria de tesão só de olhar para ele... o tempo todo. Achei tudo muito exagerado. Bom talvez vocês já tenham visto algum homem desconhecido e ficado loucas por ele em um quase orgasmo, neste caso, meu argumento é falho rs.

Não gosto também daquela coisa do cara encontrar a garota e os dois já praticamente arrancarem a roupa e não se desgrudarem mais, acho muito clichê e ele segue nesta mesma modinha. Gosto muito mais de relacionamentos que tem um início, como em Belo desastre, por exemplo. Por outro lado, gostei de Eva também ser muito rica, aquela coisa de menina pobre encontra homem rico já cansou.

O livro é o primeiro de uma série, não sei para onde o relacionamento irá evoluir, um lado meu tem medo de Gideon. Eu gostei dos personagens, gostei da pegada erótica, mas não me encantei por Gideon. Ele é possessivo demais, carente demais e depois muda de personalidade tão repentinamente que não me convenceu.

Indico para quem curte romances mais fortes e gosta de conhecer novos gêneros literários. O tema ainda é um tabu no Brasil e espero que o gênero chegue para ficar e traga outros lançamentos. 

Série Crossfire de Sylvia Day
  1. Toda sua (Bared to you)
  2. Profundamente sua (Reflected in you)
  3. Para sempre sua (Entwined in you)
  4. Somente sua (Captivated by you)
  5. One with you (ainda não lançado no Brasil).
Avaliação (1 a 5):

Postar um comentário

Posts Recentes

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO