target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Gregor e o código da garra - Suzanne Collins

>>  quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

COLLINS, Suzanne. Gregor e o código da garra. Rio de Janeiro: Galera Record, 2013. 400p. (As crônicas do subterrâneo, v.5). Título original: Gregor and the code of claw.

“Sangue: era o que parecia haver por toda parte. Escorrendo das pessoas, manchando o pelo dos morcegos, brotando dos corpos dos ratos estirados no chão. De repente, Gregor se tocou de que o objetivo principal de cada um dos lados era conseguir derramar o máximo de sangue do outro, eliminando-o, e, por um instante, ele foi tomado pela náusea. Mas então se lembrou do motivo que o levara até ali.” p.60

E mais uma série juvenil chega ao final, gosto de concluir uma historia depois de acompanhar os personagens em vários livros. Gregor apesar de ser da mesma autora que ficou famosa com a literatura forte de Jogos Vorazes, é uma série bem mais infantil, repleta de aventuras e voltada ao público bem jovem. Quem gosta de fantasia infanto-juvenil vai se divertir com o mundo subterrâneo repleto de insetos gigantes e inteligentes. Hoje conto para vocês o que achei de Gregor e o código da garra da Suzanne Collins.

A partir daqui contém spoilers se você não leu os livros anteriores.

Gregor é apenas um menino, mas já se esqueceu de como é ser apenas criança, no subterrâneo ele é O Guerreiro, se sacrifica para ajudar o povo de Regália e os amigos que fez por lá. Agora ele se sente mais perdido e desamparado do que nunca, depois de vencer a peste e de todas as perdas sofridas, Gregor precisa enfrentar a última profecia, A profecia do tempo. Além de muitas outras coisas, ela prevê uma morte, a morte do Guerreiro.

Mesmo assim ele resolve ficar, lutar contra os ratos e tentar derrotar Bane, o terrível e enorme rato branco. Ele faz tudo pelo amor a Luxa, a Rainha de Regália, uma menina da sua idade que também carrega uma grande responsabilidade. Ao mesmo tempo em que precisa lutar, sabe que precisa voltar logo para casa. Ou melhor, se a profecia estiver correta, fazer com que sua mãe e sua irmã voltem para casa. Sua mãe continua no subterrâneo, internada e se recuperando de uma pneumonia. Sua irmã de apenas 3 anos, Boots, adora aquele lugar, tudo para ela é uma festa, mas ele sabe do perigo que todos eles correm. Seu pai ficou com Lizzie no apartamento da família em NY, e devem estar desesperados com a demora do garoto.

A profecia também diz que a princesa ajuda a desvendar o código da garra, a única maneira deles descobrirem os planos dos ratos.  Sem o código, as chances de vencer a guerra são quase nulas. 

Ele se conforma com o seu destino, mas será que está realmente pronto para lutar até a morte, em uma guerra tão sem sentido?

~~~~~~~

Esta série é fofa, com um mundo totalmente novo e bem diferente. A autora consegue criar uma cidade toda embaixo de Nova York, e transforma insetos que normalmente são apenas nojentos, em personagens ótimos. Passamos a torcer pelos morcegos, baratas, ratos e aranhas gigantes! Sério!! É tudo tão surreal e a autora consegue convencer o leitor, é o elemento principal em uma fantasia.

Já falei muito do universo do Subterrâneo nas resenhas de todos os volumes, hoje vou dizer que gostei da conclusão. Foi emocionante acompanhar a última aventura de Gregor, se despedir da fofura que é a Boots e conhecer a Lizzie bem melhor. Os pais do menino sempre foram meio ausentes como protagonistas, os personagens marcantes são realmente os de Regália.  Ripred com suas tiradas inteligentes e toda a esperteza que um rato deve ter, Ares o morcego mais legal de todos os tempos, Nerissa e suas visões e Luxa, tão forte e precoce quanto Gregor.

Por falar em precoce, no livro tem um romance entre os dois personagens que achei meio estranho, a série começa com Gregor tendo 11 anos, e os livros acontecem quase em sequencia, achei meio exagerado o menino ficar apaixonado por ela e tal. Os personagens não amadureceram muito no decorrer da série, imagino que principalmente por não ter um intervalo entre os acontecimentos de um livro e outro.

No geral eu gostei do final, aconteceu muito do que eu imaginava, não teve grandes surpresas, mas era uma guerra. Algumas partes tristes, personagens morrendo etc. A autora mostra muito como uma guerra é sem sentido para os dois lados, a forma como os humanos foram cruéis com os bichos e a reação dos insetos com esta atitude. Gostei da abordagem. Achei o final em si meio sem gracinha, espero que tenha um livro de Gregor adulto voltando ao subterrâneo, faria mais sentido aquele final.

É uma série divertida, principalmente para o público jovem. Quem já leu me conte o que achou. Leiam ^ ^

Série As crônicas do subterrâneo da Suzanne Collins
  1. Gregor, o guerreiro da superfície (Gregor the Overlander)
  2. Gregor e a segunda profecia (Gregor and the prophecy of bane)
  3. Gregor e a profecia de sangue (Gregor and the curse of the warmbloods).
  4. Gregor e as marcas secretas (Gregor and the marks of secret).
  5. Gregor e o código da garra (Gregor and the code of claw).
Avaliação (1 a 5):

Comentou? Preencha o formulário e participe do Top Comentarista de Janeiro.

Postar um comentário

Posts Recentes

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO