target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Manhã de núpcias - Lisa Kleypas

>>  sexta-feira, 22 de agosto de 2014

KLEYPAS, Lisa. Manhã de núpcias. São Paulo: Editora Arqueiro, 2014. 272p. (Os Hathaways, v.4). Título original: Married by morning.

“- Está bem. Sairei. Obviamente você teme que, se eu ficar, não será capaz de controlar seu desejo por mim.
- O único desejo que sinto – disse ela – envolve mutilação e esquartejamento.
Leo sorriu e seguiu para a porta. Parando à soleira, deu uma olhadela.
- Seus óculos estão ficando embaçados de novo – disse com ar jovial, e saiu antes que Catherine pudesse encontrar algo para atirar nele.” p.31

Capa linda, romance no ar, ou seja, mais um dos romances de época da Arqueiro no blog. A série Os Hathaways conta a historia de uma família aristocrata incomum que vive em Londres no século XIX, cada livro é protagonizado por um dos irmãos e conta com uma bela historia de amor. Eu ainda não decidi se gosto mais dessa ou de Os Bridgertons, mas sem dúvida, esta é mais divertida. Morro de rir com as confusões dessa família incomum. Hoje vou falar do quarto volume da série com Manhã de núpcias da Lisa Kleypas.

Esta resenha não contem spoilers sobres os livro anteriores, conheça também Desejo à meia-noite,Sedução ao amanhecer e Tentação ao pôr do sol.

Leo Hathaway não pode ser considerado de forma alguma um bom partido, mesmo tendo herdado o título de Lorde Ramsay e sendo dono de uma propriedade bela e lucrativa; trabalho mais dos seus dois cunhados do que dele. Mas considerando tudo o que ele aprontou no passado, desde inúmeras bebedeiras até frequentar uma casa de ópio, pode-se dizer que ele está bem melhor. Três das suas irmãs já estão casadas, mas ao contrário delas, ele tem certeza de que nunca se casará.

Catherine Marks, a governanta da família, guarda muitos segredos e mistérios, mas ama aquela família como se fosse sua. Agora ela cuida de Beatriz, e acha pouco provável que a moça arrume um pretendente, já que ela tem mais interesse em animais silvestres do que em homens. Ela se dá bem com quase toda a família, mas odeia o irmão mais velho, para ela, Leo é tudo o que um homem honrado não deveria ser.

O lado conquistador de Leo não perdoa, ele adora provocar a megera da governanta. Mas Leo já percebeu que de feia e sem graça ela não tem nada, atrás daqueles óculos, daquele jeito sisudo, existe uma bela mulher. Ele quer descobrir todos os seus segredos.

Uma carta põe a felicidade da família em risco, eles podem perder a casa que amam e a única saída que os advogados encontraram é Leo se casar e gerar um herdeiro dentro de um ano... O que ele se recusa a fazer. Ele começa a ficar cada vez mais próximo de Catherine, não que ela goste disso. Em um jogo de gato e rato, os dois iniciam uma disputa de egos que pode enlouquecer de vez a já nada comum família Hathaway.

~~~~~~~

O meu preferido da série até agora! Aiii gente, é muita fofura essa história. Para mim no quesito romance de época, ele não deixa nada a desejar. A escrita é uma delicia, recheada de passagens divertidas e de diálogos ferinos, os dois protagonistas são ótimos, o romance entre eles é perfeito. As cenas sexuais foram muito bem inseridas na história, não deixando a leitura repetitiva ou sem graça. Para fechar com chave de ouro, Dodger, o furão de Beatriz, se torna o melhor personagem do livro. ^^

Desde que começou a trabalhar para os Hathaways a Srta Marks esconde um segredo, sabíamos que ela queria passar despercebida, que ela escurecia os cabelos e não falava sobre o passado. No livro anterior isso começa a ser revelado, mas só agora ficamos sabendo o que realmente aconteceu com a moça. Eu estava muito curiosa e Catherine se revela uma personagem melhor do que o esperado.

Eu nunca achei que fosse gostar tanto do Leo! No primeiro livro ele me irritou muito, deixando tudo nas costas da Amelia. Depois ele fica muito irônico e divertido, garante as tiradas sarcásticas nos livros anteriores. Mas ele se revelou ainda melhor do que a encomenda, quando percebemos seu lado frágil e carente de afeto. Leo é aquele falso canalha, que gosta que os outros achem que ele não se importa com nada, quando na verdade ele tem medo de entregar o seu coração e sofrer novamente.

Se o romance é fofo, as partes divertidas me ganharam de vez. Nunca vi um bichinho aprontar tanto e ganhar tanto destaque, o furão merece um livro a parte hehe. Vou sentir saudade de Dodger quando a série acabar, eu quero um furão para mim!! #estoubrincandoamor

E além disso tudo, tem aquela coisa toda de Leo ter que se casar e gerar um filho em um ano; obviamente, ele diz que prefere perder a casa, mas as irmãs já querem fazer um baile para lhe apresentar todas as solteiras da cidade. Leo afirma que não vai se casar nunca #sabedenadainocente e continua se divertindo irritando a Srta Marks. Ele tem uma queda por ela, ela se recusa a pensar nele com esses olhos, e o envolvimento dos dois é perfeito.

O próximo livro fecha a série com a história da caçula, Beatriz. Mal vejo a hora de ter o livro em mãos. Para quem gosta de um romance leve e despretensioso, a série é imperdível! Leiam.

Série Os Hathaways da Lisa Kleypas
  1. Desejo à meia-noite (Mini till midnight) – Amelia e Cam Rohan
  2. Sedução ao amanhecer (Seduce me at sunrise) – Win e Kev Merripen
  3. Tentação ao pôr do sol (Tempt me at twilight) – Poppy e Harry Rutledge
  4. Manhã de nupcias (Married by morning) – Leo e Catherine
  5. Paixão ao entardecer (Love in the afternoon) - Beatriz e Christopher Phelan
Avaliação ( 1 a 5): 

Postar um comentário

Posts Recentes

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO