target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

A lista - Cecelia Ahern

>>  quinta-feira, 2 de julho de 2015

AHERN, Cecelia. A lista. São Paulo: Editora Novo Conceito, 2015. 380p. Título orginal: One hundred names.

“Todo indivíduo em qualquer parte do mundo tem uma história para contar. Talvez pensemos que somos pessoas comuns, que nossa vida é entediante porque não estamos fazendo nada de extraordinário nem estampando as capas dos jornais, tampouco suas manchetes, nem ganhando prêmios memoráveis. Mas a verdade é que todos nós fazemos coisas fascinantes, admiráveis e das quais deviríamos sentir orgulho.” p.373

Sou fã da autora e já li  muitos de seus livros, alguns amei, outros não. Seus últimos livros todos tinham um toque de fantasia; Aqui é o melhor lugar (2006), O livro do amanhã (2009) e A vez da minha vida (2011) e O presente (2013) seguiram essa linha. Esse já não tem essa característica e gostei da mudança. Confiram o que achei de A lista da Cecelia Ahern.

Kitty Logan, 32 anos, está passando pelo pior momento de sua vida. Sua mentora e amiga Constance Dubois, 54, está morrendo de câncer; cometeu um grande erro e sua carreira está em risco, seu melhor amigo está puto com ela e o namorado a abandonou. Perdeu sua vaga como jornalista de televisão e sua vaga na revista está em risco. Pessoas revoltadas deixam recados pavorosos em sua porta, o que faz com que o dono do imóvel queira despejá-la. Resumindo, Kitty não é uma pessoa muito legal no momento, com a carreira está no lixo, está perdida sem saber o que fazer.

Pouco antes de morrer, Constance lhe deixa uma lista com 100 nomes, uma ideia para uma reportagem especial. Agora Kitty precisa descobrir a relação entre essas pessoas e escrever a melhor matéria de sua vida. A reportagem, além de homenagear a amiga, pode ser a chance que ela precisa para recomeçar. Ao conhecer algumas dessas pessoas, várias novas histórias vão sendo criadas, e cabe a Kitty entende-las e dar voz a elas.

~~~~~~~

Adorei! Vai para a lista dos meus favoritos da autora, o livro é lindo, conta várias historias comoventes e passa uma comovente lição de vida. O final foi meio abrupto e mais corrido do que eu gostaria, para variar, mas foi emocionante mesmo assim. Arrancou algumas lágrimas de emoção. E que capa mais perfeita, muito linda!

O início é lento, a protagonista se mostra um pouco egocêntrica e demora a perceber a enormidade do seu erro e se responsabilizar verdadeiramente pelos seus atos. Apesar disso, Kitty é simpática e torci muito para que conseguisse dar a volta por cima. Acredito que todo jornalista corre esse risco, infelizmente, ela acabou com a vida de uma pessoa inocente com uma falsa acusação.

Esse livro é interessante demais para jornalistas e outros profissionais da área. Fala muito sobre criação de texto, da carreira, da forma como abordar uma reportagem. Para quem está estudando eu indico muito a leitura. E até para nós, blogueiros, é uma ótima pedida. A forma como um texto nasce e é desenvolvido é incrível.

Gostei demais dos personagens secundários, os entrevistados. A vida de cada um é muito peculiar e garantem excelentes histórias. Faltou investir mais nos romances, principalmente no caso da protagonista. Quem conhece o estilo da Cecelia, sabe que seus livros são assim; deixam muito para o leitor entender nas entrelinhas, deixa muito para a imaginação e foca nos acontecimentos principais.

Eu adorei e recomento a leitura aos fãs da autora, para quem gosta de romances com uma abordagem mais realista e para todos quem trabalhem na área de jornalismo. Leiam!

Adicione ao seu Skoob!

Avaliação (1 a 5):

Comente, preencha o formulário e concorra ao Kit Top Comentarista de junho!

Postar um comentário

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO