target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Paixão sem limites - Abbi Glines

>>  terça-feira, 17 de dezembro de 2013

GLINES, Abbi. Paixão sem limites. São Paulo: Editora Arqueiro, 2013. 192p. (Rosemary Beach, v.1). Título original: Fallen too far.

“- Eu não gosto do seu pai. Ele é um aproveitador. Minha mãe sempre tende a arrumar homens assim. É um talento dela. Mas acho que você já sabe isso sobre ele. Então estou curioso: por que você veio pedir a ajuda dele se sabia como ele era?
- Minha mãe acabou de morrer. De câncer. Três anos de tratamento custam caro. A única coisa que tínhamos era a casa que a minha avó nos deixou. Tive que vender a casa e todo o resto para pagar as contas de hospital da minha mãe. Não vejo o meu pai desde que ele nos abandonou, cinco anos atrás. Mas ele agora é o meu único parente. Não tenho mais ninguém a quem pedir ajuda. Preciso de um lugar para ficar até conseguir um emprego e receber alguns salários. Aí vou arrumar a minha própria casa. Minha intenção nunca foi passar muito tempo aqui. Sabia que o meu pai não iria querer que eu ficasse. – Soltei uma gargalhada dura e insincera. 
– Mas jamais imaginei que ele fosse fugir antes de eu chegar.”
p. 24

Apesar de levemente hot, este livro é praticamente um conto de fadas adaptado, a menina é a legítima gata borralheira. Com esta premissa eu comecei empolgada mais um New Adult, o novo gênero queridinho nas paradas de sucesso. E hoje vou contar para vocês o que achei sobre Paixão sem limites da Abbi Glines.

Blaire Wynn, dezenove anos, está sozinha no mundo após a morte da mãe; sem dinheiro e obrigada a vender a casa onde moraram para pagar as contas hospitalares, só restou uma picape velha e alguns dólares no bolso. E é assim que ela deixa o Alabama e chega a Rosemary, Flórida, para ficar um tempo na casa do pai. O pai que abandonou a família há cinco anos e nunca mais falou com elas, o pai que não apareceu nem para ajudá-la a enterrar a mãe.

Esse mesmo “paizão” agora resolveu ignorar a chegada da filha e fugiu para Paris com a nova esposa, deixando Blaire sozinha e sem dinheiro, parada em frente à mansão em que o pai estaria morando. A casa pertence ao filho mais velho da madrasta de Blaire, Rush Finlay. Filho de um famoso astro do rock, o moço tem uma excelente situação financeira aos 24 anos. Lindo, rico, sexy e cheio de amigos riquinhos, ele mal suporta a chegada da filha do novo marido explorador da mãe.

Mesmo assim ele acaba não tendo coragem de expulsá-la e Blaire consegue o quartinho da empregada para dormir durante um mês, até arrumar emprego e poder se mudar. Blaire tenta passar despercebida na casa enorme, sai do seu quartinho apenas o mínimo necessário, e mesmo assim consegue presenciar o dono da casa em momentos íntimos bem interessantes, cada dia com uma mulher diferente. Ela não quer olhar, não quer falar com ele, mas a atração que sente é inevitável.

Quando percebe que ele também está atraído por ela, descobre que está disposta a se entregar a esta paixão proibida. Mas Rush é complicado, além de querer mulheres apenas para o prazer sexual, ele esconde um segredo.

~~~~~~

Leitura deliciosa, mas é bem novela mexicana. A menina é realmente a legítima gata borralheira, poderia ganhar um prêmio como a melhor “Maria do bairro”. Gente, ela dorme em um cubículo embaixo da escada, isso é muito Harry Potter?! Só estou avisando,  já que eu curti muito a leitura e adorei o romance todo, o drama maior ainda, os personagens muito caricaturados. É essencialmente uma questão de gosto, eu devorei cada linha e praticamente li o livro inteiro em uma sentada.

Blaire é uma garota forte de decidida, e que amadureceu precocemente com tudo o que viveu desde os 16 anos. Cuidou da mãe sozinha, perdeu o namorado que era seu melhor amigo porque nunca tinha tempo para ele – o garoto foi bem babaca na verdade. Ela não tem dinheiro, se muda de favor para a casa de um cara cheio da grana e começa a trabalhar. Ela sabe que eles pertencem a mundos diferentes e não quer se envolver, obviamente acontece o contrário. Temos vários outros dramas, mas não vou contá-los porque são jogados aos poucos no decorrer da historia. Parece um conto de fadas porque a menina é perfeitinha demais; madura, decidida, trabalhadeira, amiga, honesta e inocente; e o maior clichê de todos, virgem. O que achei bem inacreditável pelo tempo que ela namorou antes, mas enfim.

Aí temos o príncipe encantado com jeito de lobo mau. Rush é uma delicia; lindo, gostoso, sexy, rico. Ele faz de tudo para ser o mais frio possível com Blaire, mas sempre arruma uma desculpa para conversar com ela. Ele era do tipo que pegava uma mulher diferente por noite e todas as cenas são muito bem descritas hehe. A mudança de atitude do personagem e o drama todo que é relevado depois foram um pouco exagerados.

Falando da trama como um todo, a narrativa é bem rápida, acontecem várias coisas e o leitor – até quem odiou o livro, pelo que li por aí-, fica preso até o final. Algumas coisas poderiam ter sido melhores desenvolvidas, mas temos mais dois livros na trilogia por vir. Para mim a autora optou por um romance arrebatador, cheio de reviravoltas, com uma abordagem mais ágil - ficaria lindo no cinema. Blaire consegue se estabelecer muito rapidamente, mas não foi algo que tenha me incomodado. Muita gente não comprou a historia, para mim foi bem crível. A moça é descrita como belíssima, e o leitor gostando ou não, isso realmente abre muitas portas. E depois, se trabalhar nos EUA não pagasse bem, não teria tanta gente indo até hoje ganhar umas verdinhas por lá...

Tenho que parar de falar?! Então, eu me empolguei muito e amei a leitura, só não foi um favorito por alguns pequenos problemas na narrativa. O final é de cair o queixo e eu estou delirando pelo lançamento da continuação. Eu já tinha imaginado que isso iria acontecer, mesmo assim gostei de como acabou. Sambando em cima dos clichês. :)

O livro tem muitos apelos dramáticos, mas ou menos como uma novela mesmo, e o estilo não vai agradar a todos. Mas se você gosta é um livro apaixonante, olhando aqui algumas partes para escrever a resenha fiquei com vontade de começar a ler tudo de novo. Leiam! ^^

Rosemary Beach da Abbi Glines
  1. Paixão sem limites (Fallen too far) - Rush & Blaire
  2. Tentação sem limites (Never too far) - Rush & Blaire
  3. Amor sem limites (Forever too far) - Rush & Blaire
  4. Rush sem limites (Rush too far) - Rush & Blaire
  5. Estranha perfeição (Twisted perfection) - Woods & Della
  6. Simples perfeição (Simple perfection)  - Woods & Della
  7. A primeira chance (Take a chance) - Grant & Harlow
  8. Mais uma chance (One more chance) - Grant & Harlow
  9. You were Mine (os demais não lançados no Brasil) - Tripp
  10. When I'm Gone
  11. Wen you're back
  12. The best goodbye
  13. Up in flames.
Avaliação (1 a 5):

Postar um comentário

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO