target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Jogada Mortal - Harlan Coben

>>  terça-feira, 14 de agosto de 2012



COBEN, Harlan. Jogada mortal. Rio de Janeiro: Editora Arqueiro, 2012. 256p. (Myron Bolitar, v.2). Título original: Drop shot.

"- Você está fazendo aquela cara - avisou Win.
- Que cara?
- Sua cara de 'quero salvar o mundo' - disse Win. - Ela não era sua cliente.
- Mas iria ser." p.14

Myron Bolitar e Windson Horne Lockwood III, mais conhecido como Win, formam uma dupla inseparável e bem pouco comum. Ele quase uma criança e apesar da idade, mora com os pais, toma achocolatado e é bastante sensível e cheio de boas intenções. Win é milionário e uma máquina de matar, acho que a única coisa que o impede de não se tornar um psicopata são os princípios de Myron, por outro lado, Win é o que mantém nosso querido personagem vivo até hoje. Hoje vou falar do segundo volume desta série de suspense divertida e repleta de aventuras com Jogada Mortal de Harlan Coben.

Não contém spoilers do livro anterior, se você ainda não leu pode conferir a resenha de Quebra de confiança.

Myron Bolitar foi uma grande promessa do basquete profissional, até que um problema no joelho acabou com seu sonho. Depois disso ele cursou direito em Harvard, onde conheceu seu melhor amigo Win, trabalhou para o FBI e acabou fundando uma agência de representação esportiva, que administra com a ajuda de Esperanza e Win. Claro que como sempre tudo acaba em confusão, Myron pisa nos calos errados e corre grande perigo.

Desta vez os negócios estão indo muito bem, já que Duane Richawood, seu atual cliente mais famoso, é a grande promessa do tênis e está conseguindo contratos incríveis. O tenista saiu do nada, negro e ex-morador de rua para seu primeiro Grand Slam. E é durante o campeonato que Myron é procurado por Valerie Simpson, ex-promessa do tênis que aparentemente quer voltar a jogar.

Ele não sabe muito sobre o passado da moça, mas há seis anos sua carreira afundou, Valerie acabou internada e saiu de cena. Myron nem chega a falar com ela, foram três ligações não atendidas e ele nem teria pensado mais no assunto, se a moça não tivesse sido assassinada bem perto dele.

Agora Duane é um dos suspeitos do crime e Myron acaba envolvido em mais uma confusão. Claro que ele irá fazer de tudo para descobrir o verdadeiro assassino da moça, já que como sempre não está satisfeito com a investigação policial. Como sempre ele tem inimigos poderosos pela frente, um político importante, um treinador famoso, a máfia russa e o crime organizado local. 

Todos eles querem impedir que a verdade venha a tona e Myron mais uma vez se coloca no caminho de muita gente importante com toda sua cara de pau e falta de noção.

"- Por favor, Myron, sem ameaças. Não há motivo para tanto. Você não pode vencer. Sabe disso. O preço da vitória é alto demais. Você e Win são apenas dois homens. Dois dos bons, dos melhores. Adversários dignos. Mas Frank tem a mim, para começar. E tem outros. Muitos outros. Quantos homens precisar. Homens sem escrúpulos." p. 132

~~~~

No segundo volume da série Myron Bolitar temos todos os personagens principais de volta: Myron, Win e Esperanza. Jéssica o grande amor de Myron – odiada pela mãe do protagonista e por Esperanza – também está de volta. Ele é louco por ela, ela é uma escritora famosa e uma mulher belíssima. Morro de curiosidade sobre o futuro do casal, ela já partiu o coração dele no passado e agora estão juntos novamente.

Como sempre o livro é repleto de tiradas engraçadas e outras nem tanto assim, é uma aventura de tirar o fôlego. Eu gostei mais do primeiro volume, achei os desdobramentos aqui meio manjados, mas mesmo assim sou fã de Myron e de Win. Myron fala bobagem em todos os momentos, é capaz de pedir a um mafioso um copo de leite com Nescau e eu ora morro de rir, ora enjoo do humor charlatão.

Esta é uma série leve e despretensiosa, o leitor não tem personagens articulados e misteriosos para desvendar, mas tem um thriller que o mantém grudado até o final. É como assistir a um bom filme de ação, você se diverte, fica agoniado, fica louco para saber o final, mas depois que acaba o filme você nem pensa mais no assunto.

Os livros que formam a série são independentes, eu gosto de ler na ordem – apesar que acabei lendo o 9 primeiro antes de saber que era uma série – para acompanhar o futuro dos personagens. De qualquer forma não aconselho que o leitor leia todos os livros em sequência, o personagem fica repetitivo e enjoativo, é bom intercalar outras leituras entre eles. 

Das séries de suspense que tenho acompanhado, e não são poucas, esta é uma das mais leves e alto astral. Leiam e divirtam-se!

Série Myron Bolitar de Harlan Coben
  1. Quebra de confiança (Deal breaker)
  2. Jogada mortal (Drop shot)
  3.  Sem deixar rastros (Fade away)
  4.  O preço da vitória (Back spin)
  5. Um passo em falso (One false move)
  6. Detalhe final (The final detail)
  7. Darkest fear
  8. A promessa (Promise me) lançando pela ARX
  9. Quando ela se foi (Long lost)
  10. Alta tensão (Live wire)
Avaliação (1 a 5):

Postar um comentário

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO