target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Serviço secreto - Lee Child

>>  quarta-feira, 7 de setembro de 2016

CHILD, Lee. Serviço secreto. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2016. 420p. (Jack Reacher, v.6). Título original: Without fail.

“Ela deu um sorriso fraco, como se a resposta dele a tivesse satisfeito completamente. Estava muito pálida. Havia sangue por todo o chão. Uma poça que se espalhava rápido. Estava quente e escorregadia. Ele escumava e espumava no pescoço dela a esse ponto. As artérias estavam vazias e se enchiam de ar. Os olhos se moveram até pousarem no rosto de Reacher. Os lábios estavam completamente brancos. Azulando. Tremularam silenciosamente, ensaiando as últimas palavras.” p.284

Sem lenço nem documento, é assim que podemos descrever o famoso Jack Reacher. Ele enfrenta qualquer desafio, desde que ache a proposta interessante, não tem medo de nada e é muito bom naquilo que faz: matar, torturar, intimidar, investigar, dentre outros ofícios. Dessa vez a Editora Bertrand me surpreendeu e lançou dois livros da série no mesmo ano, quem sabe até dezembro não saí outro? Os fãs ficam angustiados, porque a série é excelente, mas ficamos muito tempo esperando a continuação. Enfim, hoje vou falar do eletrizante Serviço secreto do Lee Child.

A resenha não contém spoilers dos volumes anteriores.

Jack Reacher não foge de desafios e não consegue dizer não para uma bela mulher. Quando é localizado no meio do nada, mesmo não tendo carteira de motorista, cartão de crédito nem qualquer tipo de vínculo, sabe que a mulher sentada a sua frente é inteligente e impetuosa, e trabalha para o governo. Só não sabia que a agente do serviço secreto, M. I. Froelich, é também ex-namorada do seu falecido irmão, Joe. E a proposta que ela lhe faz é bem interessante, ele precisa testar a segurança do vice-presidente dos Estados Unidos, ou seja, precisa tentar mata-lo e ver se obtém sucesso. Ela afirma que isso é apenas um teste para saber se o serviço secreto está trabalhando direito. Ele sabe que não é só isso, obviamente, alguém está tentando matar o vice-presidente.

Reacher aceita a missão e pede ajuda a uma velha amiga, Frances Neagley. Em poucos dias eles conseguem “matar” o vice-presidente por 3 vezes. Ou seja, o governo tem um sério problema. Como a vida do político realmente corre um sério risco, logo Reacher está ajudando a protege-lo e investigando para tentar encontrar os responsáveis. E como ele atraí problemas e mulheres na mesma proporção, tudo se complica cada vez mais.

~~~~~~~

Adrenalina do começo até o fim! Adoro a série e esse é um dos melhores livros até agora. A história é forte, bem amarrada, os vilões são bem construídos e tudo é muito assustador. Tem cenas fortes, cenas de cortar o coração e cenas sexy, afinal, Reacher não dorme no ponto. É um dos meus personagens de ficção policial preferidos, e obviamente, totalmente piriguetagem literária. Reacher tem uma pegada meio James Bond, só que com aparência de um soldado parrudo e com jeito de peão rs. E apesar de ser frio para algumas coisas, para outras tem o maior coração mole, não resiste a uma bela mulher com problemas. 

Os volumes são praticamente independentes, esse mesmo não tem ligação nenhuma com livros anteriores. Esse pode ser lido fora da ordem, caso queiram. Alguns livros anteriores citam fatos e traumas que ocorreram nos primeiros livros. Já nesse volume, os traumas ocorreram realmente no passado, antes do início dos livros. Mesmo assim eu queria que eles fossem lançados mais rápido, a série é excelente, mas enorme, e eu gostaria muito de ter a chance de termina-la.

Esse é um dos enredos mais legais. Reacher está no meio do nada, pegando carona com um casal de velhinhos e tentando ajuda-los, quando duas páginas depois, está investigando uma conspiração para assassinar o vice-presidente. É tão sensacional! E o autor consegue amarrar todas as pontas soltas, nada acontece ao acaso. Em uma parte do livro eu estranhei do vice-presidente não questionar determinado acontecimento, e pensei, não faz sentindo, ele teria que perguntar. Páginas adiante, o Reacher mata várias coisas a partir desse acontecimento. O enredo é muito bem desenvolvido, todos os detalhes têm um motivo, uma razão para estarem ali. É daqueles livros onde o leitor pode ir juntando as pistas e matando as charadas.

Eu acertei algumas coisas, mas muitos desdobramentos me surpreenderam. E um deles me deixou arrasada. As vezes tenho a impressão que o protagonista pode começar a mudar e se apegar mais a algum lugar e algumas pessoas. Doce engano, ele não tem intenção de deixar de ser um forasteiro, em todos os lugares. Mas apesar de não ligar para nada: nem bens, nem dinheiro, nem pessoas. Ele tem um senso de honra só dele, que embora cínico, justifica seu comportamento.

A série é toda excelente, dos meus thrillers favoritos e obviamente indico para todos. Leiam!

Adicione ao seu Skoob!

Série Jacy Reacher do Lee Child
  1. Dinheiro Sujo (Killing Floor)
  2. Destino: Inferno ( Die Trying)
  3. Alerta final (Tripwire)
  4. Caçada às cegas (Running Blind)
  5. Miragem em chamas (Echo Burning)
  6. Serviço secreto (Without Fail)
  7. Persuader  (os demais não lançados no Brasil)
  8. The Enemy
  9. Um tiro (One Shot) - Foi lançado fora da ordem
  10. The hard Way
  11. Bad Luck and Trouble
  12. Nothing to Lose
  13. Gone Tomorrow
  14. 61 hours
  15. Worth dying
  16. The affair
  17. A wanted man.
  18. Never go back
  19. Personal
  20. Make Me
  21. Night School.

Avaliação (1 a 5): 4.5

Comente, preencha o formulário e concorra ao Kit Top comentarista de setembro!

Postar um comentário

Posts Recentes

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO