Escrito com o sangue do meu coração - Diana Gabaldon

>>  segunda-feira, 29 de março de 2021

 


GABALDON, Diana. Escrito com o sangue do meu coração. São Paulo: Editora Arqueiro, 2020. 896p. (Outlander, v.8). Título original: Written in my own heart's blood. 

"Ele me abraçou com força e senti sua respiração quente. Quando enfim parei de chorar, Jamie se afastou um pouco e tocou meu rosto com as duas mãos.
- Eu amei você desde a primeira vez que a vi, Sassenach - disse ele baixinho, os olhos cravados nos meus, injetados e cansados, porém muito azuis. - E vou amar você para sempre. Não me importo que durma com o exército inglês inteiro... Quero dizer, eu me importo, sim, mas isso não me impediria de amar você." p. 170

Eu amo a série Outlander desde que li o primeiro livro... lá em 2011. Eu ficava até com dó de ler os livros gigantes muito rápido, porque os lançamentos são demorados. Agora li o último e vou sofrer até o próximo volume rs.  Hoje conto para vocês o que achei do oitavo volume com Escrito com o sangue do meu coração da Diana Gabaldon.

Claire Randall é uma enfermeira inglesa do século XX, que viaja para as Highlands Escocesas para passar as férias com o marido, Frank Randall, logo após o fim da Segunda Guerra Mundial. Ao visitar um círculo de rochas considerado sagrado, Claire é transportada no tempo, para o século XVIII. E é lá, tentando curar o ombro de um rapaz ferido, que sua vida muda para sempre. O rapaz ferido é um escocês ruivo, lindo, com 1,90 metros e lindos olhos azuis, Jamie Fraser. Perdida e sem saber como fora parar no passado, Claire se une a Jamie em casamento, e juntos eles vão viver uma das mais belas histórias de amor da literatura.

A partir daqui contém spoilers para quem não leu os livros anteriores.


Filadélfia, 1778
Depois de uma longa e árdua batalha, as tropas inglesas estão se retirando da Filadélfia. Comandados por George Washington, os rebeldes partem ao encalço do inimigo.  Enquanto isso, a família Fraser tem mais com o que se preocupar do que "uma simples guerra".

Jamie Fraser voltou dos mortos e acaba de chegar a Filadélfia. Enquanto acreditava que o marido tinha morrido a bordo de um navio naufragado, prestes a ser presa pelos ingleses, Claire Fraser não teve outra solução e acabou se casando com um grande amigo de Jamie, lorde John Grey. Jamie chega em casa possesso, depois de passar por inúmeras dificuldades, e descobre que não só sua mulher se casou com outro, como dormiu com ele! O fato de John Grey ser gay é irrelevante neste momento (rs). Se não bastasse, William Rasson, um conde, descobre que é filho ilegítimo de Jamie e que toda sua vida é uma mentira.  Jenny, irmã de Jamie, veio morar com eles após a morte de Ian, e é a única ajuda de Claire nesta loucura. Marsali, Fergus e os filhos do casal, também estão morando na cidade.

Todos ficam ensandecidos. Jamie dá uma surra em John e como consequência disso, John acaba virando refém dos rebeldes. William desaparece e cai na bebedeira. Jamie some também. E Claire fica sozinha na Filadélfia, temendo que "seus maridos" se matem, enquanto tenta sobreviver a tudo o que acontece na cidade. 

Escócia, 1980
Roger Mackenzie voltou ao passado para tentar achar o filho, Jem, que  foi sequestrado por um homem que, aparentemente, está interessado no ouro, enterrado por Jamie no passado.  Enquanto isso, Brianna, sozinha, descobre que o filho está no presente e tenta salvá-lo. A vida de sua família está ameaçada, e ela corre o risco de nunca mais rever o marido. 

No meio de toda esta loucura, todos lutam para sobreviver, para cuidar daqueles que amam e se reencontrarem. 

"Apesar da desgraça física e do futuro incerto, porém, ele notava em si mesmo uma surpreendente alegria. Jamie Fraser estava vivo e ele não estava casado. Considerando esses dois fatos maravilhosos, a parca possibilidade de fuga e a probabilidade ainda maior de enforcamento pareciam pouquíssimo preocupantes." p.114

~~~~~~~~~~~~~

Eu fico até sem palavras com essa série, é tiro, porrada e bomba! Eu começo na expectativa, luto para terminar (quase 900 páginas gente, mais de uma semana lendo... o que para mim é muito rs), e termino empolgada e já querendo o próximo! Diana Gabaldon dispensa elogios e explicações, mas eu não canso de falar o quanto essa mulher arrasa! Eu amo a série como um todo e esse volume ganhou um lugar especial no meu coração, top favorito! 

É até difícil explicar a grandiosidade dessa série. É um romance histórico, mas não é só um romance que se passa há muitos anos atrás... é uma história rica, completamente ambientada em cada época citada e com um embasamento histórico incrível. Nesse volume conhecemos George Washington! Entre outros rebeldes importantes que fundaram o que hoje conhecemos como Estados Unidos da América, anteriormente, uma colônia inglesa. E é assim com cada volume, cada um deles retratando os fatos históricos relevantes. E Claire, que veio do futuro, sabe muita coisa por alto. Ela sabe que os rebeldes irão ganhar a guerra, que a guerra vai durar anos, mas não lembra de pequenos detalhes, que talvez poderiam salvar a vida de Jamie ou outra pessoa próxima. 

Além da narrativa rica e fiel a história da época, também temos um pé na ficção científica com as viagens no tempo. A autora aborda isso de forma muito interessante e sem ficar confuso. No livro, algumas pessoas herdam esse "gene", que fazem delas os "viajantes". Como Claire tem o dom, Brianna e seus filhos também herdam. Roger, que teve o mesmo dom que o pai tinha e por aí vai. Eles fazem a passagem através de antigos círculos de pedra poderosos, mas precisam ter uma pedra preciosa com eles, para suavizar a viagem. E o risco para a saúde aumenta cada vez que fazem isso. Além disso, tem umas sacadas incríveis! Como Claire e Jamie no passado, que usam um cofre no banco para deixar cartas para a filha. Cartas que Brianna só vai ver lá no futuro, tantos anos depois. É incrivelmente perfeito e complexo rs. 

Falando dos personagens, todos são muito bem construídos e é impossível não se apegar a todos eles. Claire e Jamie, o casal queridinho da literatura (que também já conquistaram os fãs da série de TV), e todos os outros. Brianna e Roger, que cresceram incrivelmente ao longo dos livros e tiveram uma trama perfeita neste volume; Mandy e Jem, os filhos fofos do casal. Ian que se tornou um filho para Claire e Jamie, que ao longo dos livros virou índio, mas agora voltou para junto deles e está apaixonado por Rachel. Rollo, o cachorro/lobo de Ian que vira um personagem amado. William, o mais chato rs, filho bastardo de Jamie e filho adotivo de Lorde John, que também ganha sua narrativa na história. Lorde John, amigo do Jamie há anos, sempre ajudou o casal, foi até estranha agora essa briga dos dois, pelo que aconteceu com Claire. Temos Fergus - filho adotivo de Jamie - e Marsali, e seus muitos filhos.  E por aí vai, cada personagem vai ganhando seu lugar na trama, e claro, em nosso coração.

Como sempre, em Outlander... "nada está tão ruim que não possa piorar"! #rindomasdenervoso São tantos desencontros, tantas tragédias, tantos apertos! Claro que a vida naquela época não era fácil, eram muitos perigos, ainda mais em uma guerra, mas gente, eles são azarados demais! Tudo acontece! Brianna voltou para o futuro para salvar a vida da filha (que precisava de uma cirurgia cardíaca), mas quem disse que estariam tranquilos? Logo estavam no olho do furação, de novo! Tem também suas partes divertidas! As confusões das crianças, os diálogos engraçados, algumas cenas hilárias... enfim, são lágrimas derramadas e muitos sorrisos no rosto do início ao fim.

Falando agora sobre o livro em si, este foi o primeiro da série que leio na edição da Editora Arqueiro, todos os anteriores eu li na edição antiga da Editora Rocco. Eu senti uma grande diferença entre os tradutores, eu não digo que é pior nem melhor, mas é muito diferente. Como se eu estivesse lendo uma outra autora, um outro livro. Me incomodou no começo e estranhei bastante, mas acabei me acostumando. A edição também tem vários errinhos de digitação que me incomodaram um pouco. 

O enredo em si eu amei! Terminou como um dos meus favoritos da série. O final muito amorzinho, me emocionou. Não me conformo com uma tragédia, achei desnecessário. E uma morte que também aconteceu do nada, fora do contexto, não curti. 

A autora tem um processo de escrita demorado, afinal, são livros grandes e que envolvem muitos personagens e muita pesquisa histórica. Ela demora, em média, quatro anos para escrever um volume da série. E eu estava realmente com medo de ler este, afinal, agora estou igual a todo mundo, esperando ansiosamente pelo próximo (os outros eu li devagar ao longo dos anos, então não fiquei órfã da série rs). A vantagem foi que este volume teve um final muito redondinho, não deixou um monte de coisas abertas esperando a continuação (como aconteceu no anterior, Ecos do futuro). Então será mais fácil esperar. 

Isso será usado pela minha própria falta de memória, daqui há muitos anos, quando finalmente lançarem o livro nove rsrs. [ALERTA DE SPOILER] Jamie e Claire conseguem voltar para as montanhas, para a fazenda Frazer, e pretendem reconstruir sua casa. Ian e Rachel voltam com eles, ela prestes a ganhar bebê. Jenny vai com eles também, assim como Germain. Já Fergus e Marsali, ficam na cidade mais próxima com os outros filhos para abrir a nova gráfica (a outra foi toda queimada no incêndio na Filaldéfia, onde Henri morreu).  Rollo morre do nada e nada é dito sobre isso direito. Dottie e Denny Hunter ficaram em NY, ela grávida e ele como médico do exército rebelde. Brianna e Roger conseguiram salvar Jemmy e estavam em um passado mais remoto ainda (conheceram o pai de Jamie), mas eles conseguem viajar de novo e ir encontrar Claire e Jamie. O livro termina com eles chegando nas montanhas.  John e o irmão, Hal, também estão com o exército. William some no mundo, chato e sem esperança. Ninguém sabe se o filho de Hal, morreu mesmo ou não. [FIM DO SPOILER] 

Como eu sempre digo, EU AMO ESTA SÉRIE! E indico para todos os fãs de romances históricos, são livros densos e que pedem certa maturidade do leitor. E  como eu raramente digo: Parem tudo e vão ler agora!! Leiam!!

Adicione ao seu Skoob!

Série Outlander de Diana Gabaldon
  1. A viajante do tempo (Título original: Outlander)
  2. A Libélula no Âmbar (Título original: Dragonfly in Amber)
  3. O Resgate no Mar 1ª Parte e O Resgate no Mar 2ª Parte (Título original: Voyager)
  4. Os Tambores de Outono 1ª Parte e Os Tambores de Outono 2ª Parte (Título original: Drums of Autumn)
  5. A Cruz de Fogo 1ª Parte e A Cruz de Fogo 2ª Parte (Título original: The Fiery Cross)
  6. Um sopro de Neve e Cinzas 1ª Parte e Um sopro de Neve e Cinzas 2ª Parte (Título original: A Breath of Snow and Ashes)
  7. Ecos do Futuro 1ª Parte e Ecos do Futuro  2ª parte (An Echo in the Bone)
  8. Escrito com o sangue do meu coração (Written im my own heart's blood)
  9. Go tell the bees that I am gone (sem previsão de lançamento)
Avaliação (1 a 5):


Comente, preencha o formulário, e participe do Top Comentarista de março!

Postar um comentário

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO